Fernando Vieira mira na eficiência no GP dos Leves da Copa Pódio

Share it
Fernadinho Vieira em ação no Jiu-Jitsu. Foto: Vitor Freitas/GRACIEMAG

Fernadinho Vieira em ação no Jiu-Jitsu. Foto: Vitor Freitas/GRACIEMAG

Recém-chegado ao Rio de Janeiro, o faixa-preta manauara Fernandinho Vieira não vê a hora de cair dentro no ginásio do Botafogo. O atleta da Alliance é um dos nomes fortes da terceira edição do GP dos Leves da Copa Pódio, evento que ocorre neste sábado, dia 10 de maio, a partir das 18h.

Assista ao GP ao vivo, aqui.

Campeão mundial de Jiu-Jitsu em 2004, Fernandinho caiu no sorteio bem no grupo amarelo, junto a Gilbert Durinho (Zenith), Victor Silvério (GFTeam), Gianni Grippo (Marcelo Garcia) e o faixa-marrom Marcio André (Nova União). O faixa-preta comentou com GRACIEMAG como pretende surpreender os rivais no GP. Confira o bate-papo:

GRACIEMAG: Na Copa Pódio, as lutas são de seis minutos. Está pronto para explodir e vencer?

FERNANDO VIEIRA: Com a rotina de treinos de MMA em Curitiba e a mudança constante de estratégia de acordo com o adversário, já estou acostumado com adaptações no meu jogo. Desta vez, além dos treinos de MMA, fiz a parte de pano na Academia Arena com meus alunos e com o Sérgio Moraes em Curitiba, em disputas rápidas focando a finalização, e com pouco tempo de descanso. Para as lutas de seis minutos, vou procurar mostrar o meu Jiu-Jitsu mais eficiente, sempre que possível buscando a finalização. Mas com inteligência, dentro da estratégia para cada adversário.

Você é temido por sua pressão ao passar a guarda. Preparou algo diferente?

Treinei mais o jogo de guarda, mas dando sequência e soltando o jogo. Variei meus treinos entre adversários leves e pesados.

Como analisa o grupo amarelo, com as feras Gilbert Durinho, Gianni Grippo, Victor Silvério e Marcio André?

Desde os 18 anos estou acostumado com grandes desafios. Esse “grupo da morte” na verdade me motiva, pois engrandece ainda mais as vitórias. Vou confiante para cada luta e vou dar o meu melhor. Talvez eu esteja como azarão no grupo, por não estar tão envolvido com as competições de Jiu-Jitsu, mas minha técnica e condição física me colocam no páreo.

Sua primeira luta no evento é contra Victor Silvério, de acordo com o sorteio. Como analisa a luta?

Sei que ele é um dos jovens desafiantes cheios de gás e dono de muita movimentação, bom de quedas e passagens de guarda. Já fui o jovem desafiante assim como o Victor, mas nesse tempo evoluí muito meu jogo e meu condicionamento físico, ainda mais agora com os treinos de MMA. Diria que será uma grande luta, pois vou colocar meu melhor jogo contra o melhor dele.

Confira o cronograma do evento deste sábado, aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *