Campeã mundial afastada por lesão, Ana Laura comenta retorno triunfal

Share it
Ana Laura em ação nos Las Vegas Open de Jiu-Jitsu. Foto:

Ana Laura em ação nos Las Vegas Open de Jiu-Jitsu. Foto:Ivan Trindade/GRACIEMAG

No fim de semana passado, no Las Vegas Open de Jiu-Jitsu, a divisão faixa-preta de mulheres abriu os braços para o retorno da invicta Ana Laura Cordeiro. Depois de um período de alguns anos sem competir devido a uma lesão nas costas, a faixa-preta mineira voltou ao circuito da IBJJF e ganhou o ouro na divisão meio-pesado.

Hoje professora da escola Gracie Barra Upland, na Califórnia, Ana Laura manteve não apenas a invencilidade em torneios de Jiu-Jitsu, como também tirou lições sobre a ansiedade, a recuperação e a paciência. Confira o que a campeã mundial em 2008 aprendeu:

GRACIEMAG: Como estava sua mente ao pisar na área de lutas novamente? Preocupada?

ANA LAURA CORDEIRO: Nem um pouco. O torneio é uma parte fácil para mim, agora. A parte dura é ser capaz de treinar pesado todo dia. Meu corpo não estava mais acostumado a isso, mas estou chegando lá.

Como foi sua luta contra Charlene Marie, na final da categoria?

Foi tensa. O bom foi que consegui aproveitar cada minuto da luta. Estava muito calma e focada, e a Charlene é uma competidora dura e bem ativa. A vitória serviu como um bom aquecimento para eu ficar ainda mais forte para encarar o Mundial de Jiu-Jitsu 2014, no fim do mês. Mal posso esperar!

Qual é o sentimento que fica após ganhar um ouro novamente, e manter a invencibilidade?

Para mim, agora, depois de superar a minha lesão, já sou medalhista de ouro toda vez que piso num tatame. Claro, vencer no Jiu-Jitsu e pisar no degrau mais alto do pódio me faz muito feliz, mas vencer e perder fazem parte da competição. Embora eu esteja invicta em competições, isso não me preocupa. Ninguém é invencível.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *