Jon Jones vence Glover Teixeira em noite de finalizações no UFC 172

Share it
Jones usou seu arsenal e superou Glover. Foto: Reprodução/Twitter

Jones usou seu arsenal e superou Glover. Foto: Reprodução/Twitter

Em noite recheada de combates definidos no Jiu-Jitsu,  quatro no total,  o Ultimate realizou sua edição de número 172, com a disputa de cinturão entre Jon Jones e o brasileiro Glover Teixeira na luta principal. Melhor para o americano, que mostrou o porquê de ser o melhor do mundo e um dos mais temidos pesos meio-pesados do UFC, ao vencer os cinco rounds contra Glover em luta movimentada.

No coevento, Anthony Johnson fez o seu retorno ao UFC com vitória sobre um confiante Phil Davis. No card preliminar, a brasileira Bethe Correia manteve sua invencibilidade quebrando o cartel perfeito de Jessamyn Duke. Confira os destaques:

Glover faz grande luta mas Jones segue campeão

Na esperada luta principal do UFC 172, Glover Teixeira entrava no cage com a missão de superar o fenômeno Jon Jones, campeão meio-pesado da organização. Com 20 vitórias seguidas, acumuladas desde 2006, o brasileiro tinha que escalar o gigante Jones, embalado por vitórias sobre Alexander Gustafsson, Chael Sonnen e Vitor Belfort.

No combate, o que era de se esperar. Glover usava mãos rápidas ao encurtar, e Jones trabalhava na distância para estudar o oponente. O decorrer da luta mostrou um ávido Glover, que soltava socos e pendulava com vontade de vencer, mas a habilidade de Jones, com suas afiadas cotoveladas e esquivas rápidas, deram ao americano a superioridade na batalha, e a vitória na decisão unânime dos jurados após os 25min do combate.

Após a luta, com Jones ostentando seu cinturão novamente, Dana White confirmou que o dono do título terá a aclamada revanche com Alexander Gustafsson, atleta suéco que Jones venceu de maneira contestada em combate válido pelo cinturão.

Pensando em Jones, Davis é derrotado por Johnson

No coevento principal, uma batalha que poderia definir o próximo desafiante de Jon Jones, isso no caso de Phil Davis vencer de maneira contundente. Apenas com especulações, Davis provocava o campeão e até pediu para fazer a clássica encarada com o adversário badalado, antes mesmo de ganhar a chance da disputa de cinta. Com essa tônica, Davis se preparava para encarar o perigoso Anthony Johnson, que voltava para o UFC após longa espera e passagens por eventos menores.

Davis entrou no cage com sua estratégia de derrubar e pontuar, mas Johnson não queria o combate dessa maneira, e manteve o combate em pé, castigando Phil com socos e chutes. Por vezes, Davis arriscou tudo ao investir na queda nas pernas, mas Anthony escapava e respondia com poderosos uppers. No resultado final, vitória de Johnson, que volta à organização quebrando a sequência de três vitórias de Phil Davis.

Atletas miram no pescoço e vencem

Mostrando a força do Jiu-Jitsu no evento, três atletas investiram em ataques no pescoço para vencerem suas lutas, e todas as três foram na clássica guilhotina. Primeiro com Joseph Benavidez sobre Tim Elliot, em uma guilhotina montada por cima dos braços que forçou Tim a espernear até que o combate fosse interrompido.

Depois foi a vez de Max Hollaway, que travava grande batalha na trocação com Andre Fili, até que um descuido de Andre levasse Max a laçar o pescoço, girando para a guilhotina. Já o terceiro da noite foi Jim Miller, que ajustou bastante o golpe sobre Yancy Medeiros, que na tentativa de escapar acabou dormindo no golpe, ficando fora por alguns segundos antes de ser acordado.

Destaque também para a rápida kimura de Luke Rockhold sobre Tim Boetsch, partindo de uma estabilização no triângulo invertido. Confira os resultados oficiais abaixo:

UFC 172
Baltimore, EUA
26 de abril de 2014

Jon Jones venceu Glover Teixeira na decisão unânime dos jurados
Anthony Johnson venceu Phil Davis na decisão unânime dos jurados
Luke Rockhold finalizou Tim Boetsch na kimura aos 2min8s do R1
Jim MIller finalizou Yancy Medeiros na guilhotina aos 3min8s do R1
Max Hollaway finalizou Andre Fili na guilhotina aos 3min39s do R3

Card preliminar:

Joseph Benavidez finalizou Tim Elliott na guilhotina aos 4min8s do R1
Takanori Gomi venceu Isaac Vallie-Flagg na decisão unânime dos jurados
Bethe Correia venceu Jessamyn Duke na decisão unânime dos jurados
Danny Castillo nocauteou Charlie Brenneman aos 21s do R1
Chris Beal nocauteou Patrick Williams a 1min52s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.