Local em Abu Dhabi, Igor Silva quer aliar estratégia e finalizações no WPJJC 2014

Share it
Igor Silva com os amigos em Abu Dhabi. Foto: Arquivo Pessoal

Igor Silva com os amigos em Abu Dhabi. Foto: Arquivo Pessoal

Peso pesado carioca, o faixa-preta Igor Silva está dando aulas de Jiu-Jitsu e morando em Abu Dhabi. Amarradão por lutar “em casa”, a fera da GFTeam vai disputar o torneio profissional do WPJJC na categoria até 100kg, junto com Rodolfo Vieira (GFTeam), Lucio Lagarto (GB), Luiz Panza (Barbosa), Luke Costelo (GB) e outras feras.

Igor Silva comentou o que mudou do jogo desde o Europeu, falou sobre a vida em Abu Dhabi e sobre tática e jogo ofensivo. Confira:

GRACIEMAG: Como estão os seus treinos, Igor?

IGOR SILVA: No Europeu cometi alguns erros, na hora de cortar peso (deixei muito para em cima da hora) e na parte tática. Estava com 108kg e senti muito a perda dos cinco quilos. Agora estou mais adaptado ao peso e melhor fisicamente. Sobre o meu jogo, entro sempre procurando brechas para finalizar, porém de uma maneira estratégica. Podem esperar um misto de finalizador e tático em Abu Dhabi.

Como estão os sparrings aí?

Estamos aproveitando a variedade de atletas que temos nos treinos. Temos o grande professor Adilson Bitta nos ajudando, e o Ricardo Evangelista e o Leonardo Maciel. Trouxe ainda um faixa-marrom meu, o Ruan Oliveira. Treinamos ainda com caras ótimos como o Filipe Sagat e Luis Huber, ambos têm ajudado bastante.

O que achou do fim do advento dos cabeças de chave no torneio profissional de Abu Dhabi?

Talvez isso evite de fato os fechamentos. Mas é uma novidade e não sabemos exatamente como será. Eu pessoalmente sou a favor de fechar, e já fechei com pessoas que não existiria a possibilidade de eu lutar, como o Rodrigo Comprido, que me ensinou muito, a quem tenho como um mestre. Ou o Ricardo Evangelista, que é um grande amigo meu. O fechamento simboliza o trabalho bem feito da equipe.

Qual análise você faz da categoria até 100kg?

Com tantas pedreiras inscritas, é normal imaginar um caminho bem difícil dentro da competição. Mas estou muito bem e me vejo com chances nessa guerra! A categoria está bem equilibrada, e qualquer um pode estar na final, e vou dar o máximo para garantir uma das vagas. Temos diversos tipos de guardeiros interessantes na categoria, no fim vão ser lutas boas de assistir. Não percam!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *