Organização do WPJJC 2014 lança novidade contra fechamentos: sorteio

Share it
Leandro Lo faz guarda contra Lucas Lepri na final do WPJJC 2013, em Abu Dhabi. Foto: Dan Rod/ GracieMag

Leandro Lo faz guarda contra Lucas Lepri na final do WPJJC 2013. Este ano, os dois poderiam se pegar logo na primeira fase. Foto: Dan Rod

Nesta terça-feira 8 de abril, a organização do World Professional Jiu-Jitsu Championship de Abu Dhabi (WPJJC) divulgou novidades na montagem das chaves.

Para o torneio deste ano, marcado para 15 a 19 de abril na Zayed Sports City, na capital dos Emirados, as chaves da faixa-preta e marrom serão sorteadas em cerimônia aberta ao público, logo após a pesagem dos atletas, no dia anterior às lutas.

A iniciativa mais controversa no entanto é outra: não haverá cabeças de chave, e o sorteio puro e simples vai decidir o casamento das chaves. Com isso, atletas de uma mesma equipe vão poder cair no mesmo lado da chave ou até mesmo fazer a primeira luta, se assim for sorteado.

“Os organizadores acreditam que o sorteio demonstra tranparência na confecção das chaves”, diz o comunicado de imprensa do WPJJC 2014. “Já na questão de atletas da mesma equipe poderem se cruzar antes da final, a organização entende que isso é uma coisa normal e que será benéfica para o esporte, pois diminuirá os famosos fechamentos que vêm ocorrendo com frequência nas competições internacionais.”

No absoluto faixa-preta, contudo, os cabeças de chave vão existir. Mas serão restritos: apenas os campeões dos absolutos faixa-preta de 2012 e 2013 (Rodolfo Vieira e Marcus Buchecha respectivamente) e a campeã do feminino Gabi Garcia vão ganhar destaque na hora de sortear as chaves.

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article
  1. Silvio Pereira at 12:23 pm

    Já usamos este processo aqui, mas é um trabalho demorado, cansativo, e aqui ficou ultrapassado porque com o desenrolar do trabalho (muitas chaves) professores e atletas não esperavam a conclusão do trabalho e ao final só ficavam os organizadores fazendo o trabalhos em ninguém acompanhar .
    Hoje o processo que usamos é isento, não casa atletas da mesma equipe direto um com o outro, e o próprio programa realiza o sorteio. No caso de algum equivoco, ao solicitarmos mudança, o programa altera a chave toda.
    Quero acompanhar esse novo processo para ter uma opinião abalizada.
    Sou partidário da evolução e quero acompanhar. Todas as iniciativas de mudanças no progresso parabenizo.

Deixe uma resposta para Ronan Morais Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *