Fera do Jiu-Jitsu, Rani Yahya desce pros galos e quer nocaute no UFC

Share it
Rani volta para os pesos-galos e sonha com nocaute no UFC. Foto: Divulgação

Rani volta para os pesos-galos e sonha com nocaute no UFC. Foto: Divulgação

Escalado para o UFC Fight Night 40, que ocorre no próximo dia 11 de abril, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, Rani Yahya representa o Brasil contra o norte-americano Johnny Bedford, em duelo que marca o retorno do brasiliense aos pesos-galos. Dentre outras estrelas que compõem o card, o torneio terá na luta principal o duelo entre os pesos-pesados Rodrigo Minotauro e Roy Nelson.

Buscando recuperar-se da derrota sofrida no TUF Finale 18, em novembro de 2013, que interrompeu uma sequência de três vitórias consecutivas na maior organização de MMA do mundo, o atleta falou sobre a descida de categoria e sobre o alto nível de sua preparação.

“Estou mental e fisicamente pronto para esse combate. Depois de ponderar junto a minha equipe, concluímos que meu tipo físico se ajusta melhora à categoria peso-galo. Na verdade, obtive os melhores resultados da minha carreira lutando nesse peso. Espero poder, a partir da próxima luta, voltar à boa sequência de vitórias que vinha fazendo no UFC. Meu camp foi todo realizado em Brasília, com a minha equipe Constrictor Team. Tive ajuda de grandes parceiros de treino, tais como: Renato Moicano (Jungle Fight), Adriano Mikinho (One FC), Gilberto Dias (campeão do Shooto), além dos meus treinadores das mais diversas modalidades”, disse.

Feliz com a oportunidade de retornar aos Emirados Árabes, onde conseguiu importantes conquistas em competições de luta agarrada, o faixa-preta de Jiu-Jitsu aproveitou para analisar as características de seu próximo oponente.

“Já fui campeão do maior evento de grappling do mundo, o ADCC, que justamente acontece em Abu Dhabi. Será o meu retorno a essa terra querida, que já me acolheu tão bem. Sobre minha próxima luta, sei que vou ter pela frente um cara muito duro, bastante experiente e frio. Ele é completo, por esse motivo vou buscar a estratégia certa na hora da luta, no momento oportuno. Pode ser em cima ou no chão, dessa vez estou preparado em todas as áreas. Que vença o leão que tiver mais vontade”.

Com um cartel 19 vitórias e oito derrotas, o lutador, que conseguiu 15 das vitórias por finalização, e nunca terminou uma luta por nocaute, fez questão de reafirmar sua vontade de melhorar em todos os aspectos da luta.

“Sempre treinei a parte de striking, nunca deixei de fazê-lo. Acontece que no momento da luta a gente busca o que, naquela hora, é mais confortável e seguro para a gente, e o meu ponto forte é o Jiu-Jitsu. Não fugirei da trocação. Espero me apresentar bem e, quem sabe, vencer minha primeira luta por nocaute no dia 11”, explicou.

No UFC desde o início de 2011, Rani Yahya conta com quatro vitórias e duas derrotas dentro do evento. De volta aos peso-galos, ele pretende fazer três lutas nesta temporada e vislumbra uma possível disputa de cinturão em um futuro próximo.

“Como disse na pergunta anterior, acho que a categoria peso-galo me favorece. Honestamente, achei o resultado da última luta bastante controverso. Muitos disseram que venci, inclusive pessoas ligadas ao evento. Contudo, já apaguei isso da minha mente e o meu foco é fazer três lutas esse ano na categoria e, quem sabe, buscar uma disputa de cinturão no início de 2015”, concluiu.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *