Fera da Soul Fighters lança projeto para alunos com necessidades especiais

Share it
Allan Di Lucia, faixa-marrom da Soul Fighters. Foto: FlashSports

Allan Di Lucia, faixa-marrom da Soul Fighters. Foto: FlashSport

O Jiu-Jitsu é para todos. Seguindo esta filosofia da arte suave, Allan Di Lucia resolveu dar aulas de Jiu-Jitsu para atletas com necessidades especiais no Rio de Janeiro. O faixa-marrom da Soul Fighters abriu um projeto com a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, a Apae. As aulas começaram na segunda-feira, 24 de março, na sede da Apae, na Tijuca.

Em conversa com GRACIEMAG, o atleta de 23 anos explicou como surgiu a ideia do projeto.

“A ideia veio depois de uma luta que fiz com um atleta especial, no ano passado. Sempre achei que eu tinha mais coisas para fazer do que só colecionar medalhas. Minha missão é maior que isso. Depois que um lutador se torna campeão, a grande diferença é o que ele vai fazer com aquele título, e com o que aprendeu. Tenho dez alunos com síndrome de Down e um autista. A ideia é expandir mais”, disse Allan. “Estou atrás de patrocínios privados para bancar o projeto. Criei cotas diferentes de patrocínio para poder abraçar empresas de todos os tamanhos”.

Irmão de Augusto Tanquinho e um dos cabeças da escola Soul Fighters, Bruno “Tanque” Mendes comentou a importância do projeto para a equipe.

“Allan tem todo o meu apoio e o da Soul Fighters também. Para nós, o Jiu-Jitsu é muito mais do que competições e medalhas. Jiu-Jitsu é um agregador social e formador de cidadãos. Se, através da arte, pudermos levar mais qualidade de vida e melhora na coordenação motora e psíquica dessas crianças, vale qualquer esforço”, conta o faixa-preta.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Glayson Bertolot at 10:55 pm

    Tive a oportunidade de arbitrar algumas lutas desse atleta e já havia comentado com seu professor sobre sua postura e educação exemplares dentro do tatame tanto na vitória quanto na derrota. Agora vendo o que ele está realizando com essas crianças aumenta ainda mais minha admiração pelo seu trabalho. Esse tem o meu respeito, OSSSSS.

  2. Eduardo Novais at 1:57 am

    Esse meu filho do coração não me deixou pensar diferente do que é capaz. Desde o começo, a amizade, o respeito, sinceridade e parceria foram nossas armas. Sempre que puder estarei no seu apoio. Grande beijo garoto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.