Exame de Gabi Garcia apontou substância ilícita no Mundial 2013

Share it
Gabi Garcia. Foto: Arquivos GRACIEMAG

Gabi Garcia em ação no Mundial de Jiu-Jitsu 2013: polêmica no antidoping. Foto: Dan Rod/Arquivos GRACIEMAG

A Agência Anti-Doping dos Estados Unidos (USADA) anunciou nesta quarta-feira, 26 de março, que a atleta Gabrielle Garcia foi flagrada no exame de coleta de urina feito no último Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF, em junho de 2013, em Long Beach.

Segundo o novo comunicado da USADA (leia aqui), a atual campeã mundial absoluto, prata no peso pesado ao fechar com Andresa Correa, teria ingerido a substância clomifeno, classificada pela agência na categoria “hormônio e modulador metabólico”.

No Pan do ano passado, a USADA havia enviado uma carta para a própria atleta, divulgada em GRACIEMAG e diversos meios, absolvendo a lutadora da Alliance.

A lutadora se defendeu, em conversa com GRACIEMAG: “Isso tudo por 0,2mg de clomifeno! Se você for pesquisar, é uma substância que em mulher só prejudica o desempenho. Eu não teria por que tomar clomifeno na competição!”, alegou Gabi.

“Não se trata de um mascarador de esteroide nenhum, como é o diurético. Trata-se de um hormônio feminino. Já procurei há algum tempo o melhor advogado do esporte na Suíça, que cuida de casos olímpicos, e com a ajuda dele eu inclusive já consegui provar minha inocência. Isso é o mais importante. Tanto que nem advertência da USADA eu tomei”.

A agência, em seu anúncio, de fato não suspendeu a atleta, mas recomenda que pela ingestão da substância Gabi perca suas medalhas no Mundial de 2013. Ela está liberada para lutar o Mundial de 2014.

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article

Deixe um comentário para Ariel Alcântara Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.