UFC 171: Hendricks vence Lawler em decisão polêmica e fica com o cinturão

Share it
Hendricks venceu Lawler na decisão dos jurados. Foto: UFC/Facebook

Hendricks venceu Lawler na decisão dos jurados. Foto: UFC/Facebook

Um dia histórico no UFC. Após cinco anos de reinado de Georges St-Pierre entre os meio-médios do Ultimate, o dia 15 de março, direto de Dallas, nos daria o novo campeão da categoria. A disputa ficou entre Johny Hendricks e Robbie Lawler, e a batalha entre eles foi digna de cinturão.

Com um jogo de trocação forte conhecido de ambos, a luta foi encaminhada desta forma, com muitos socos disparados. Lawler, com seu jogo de esquiva, tentava frustrar Hendricks em meia distância. O barbudo, por sua vez, usava combinações rápidas, sempre fechadas com a sua poderosa esquerda.

O combate, que muitos apostaram acabar antes do terceiro assalto, se estendeu aos cinco rounds previstos. Ambos os atletas estavam bastante machucados, e não se podia ter uma visão exata de quem sairia com a vitória.

Certamente, naquele momento, um filme se passava na mente de Johny Hendricks. Meses antes, no UFC 167, o homem da barba tinha certeza que havia batido GSP, e muitos outros concordaram com ele. Na decisão, St-Pierre teve a mão levantada, e Johny expôs toda sua frustração.

Desta vez, Bruce Buffer anunciou que havia um novo campeão peso meio-médio, e após uma fração de segundo que parecia eterna, 0 nome de Johny Hendricks foi dito, mas a escolha foi contestada por muitos atletas e jornalistas nas mídias sociais. Após perder para GSP em decisão polêmica, Hendricks sentiu o mesmo gosto, mas agora do outro lado da situação.

No coevento principal, uma lesão acidental parou Carlos Condit no combate contra Tyron Woodley. Condit recebeu um chute na perna esquerda e, para absorver o impacto do golpe, girou o joelho direito que acabou saindo do lugar, encerrando o combate por nocaute técnico para Woodley.

Outros destaques ficaram para a vitória de Jéssica Bate-Estaca sobre Raquel Pennington em três rounds duríssimos, e para a triste derrota de Reneé Forte, que começou melhor contra Francisco Trevino mas foi superado pelo oponente na decisão unânime.

Confira abaixo os resultados:

UFC171
Dallas, EUA
15 de março de 2014

Johny Hendricks venceu Robbie Lawler na decisão unânime dos jurados
Tyron Woodley venceu Carlos Condit por nocaute técnico aos 2min do R2
Myles Jury venceu Diego Sanchez na decisão unânime dos jurados
Hector Lombard venceu Jake Shields na decisão unânime dos jurados
Ovince St. Preux finalizou Nikita Krylov no estrangulamento a 1min29s do R1

Card preliminar

Kelvin Gastelum venceu Rick Story na decisão dividida dos jurados
Jessica Bate-Estaca venceu Raquel Pennington na decisão dividida dos jurados
Dennis Bermudez venceu Jimy Hettes por nocaute técnico aos 2min57s do R3
Alex Garcia venceu Sean Spencer na decisão dividida dos jurados
Francisco Trevino venceu Reneé Forte na decisão unânime dos jurados
Justin Scoggins venceu Will Campuzano na decisão dos unânime dos jurados
Sean Strickland finalizou Bubba McDaniel no mata-leão aos 4min33s do R1
Robert Whiteford venceu Daniel Pineda na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Cassiano Pereira at 11:37 am

    Nada como um dia após o outro…depois de perder de forma contestada para St Pierre…ganhou do Lawler da mesma maneira (roubo, assalto…como preferirem). Por isso que quando for favorecido por decisões bizarras desse juízes malucos, é bom ficar quietinho. Lawler venceu por split decision, só o Ray Charles não viu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.