Jiu-Jitsu: Aprenda os macetes da passagem de guarda com Rico Vieira

Share it

Após fazer bagunça nos campeonatos, o então recém faixa-preta Ricardo “Rico” Vieira começou a ter seu jogo de puxar para a guarda comprometido pelos oponentes, que sabendo de sua habilidade por baixo, puxavam sempre antes.

Como o Jiu-Jitsu é a arte das adaptações, Rico atacou seu ponto menos favorável e se tornou um exímio atacante de pé.

Assista o vídeo abaixo e sorva um pouco da experiência do líder da Checkmat:

Ler matéria completa Read more
There are 16 comments for this article
  1. Giovani Gazolla at 9:01 pm

    Os brasileiros deveriam se mobilizar e passar a dar entrevistas, video aulas e etc… tudo em português! Eles que coloquem legendas pros gringos… Jiu-Jitsu brasileiro é coisa pra gringo ver!!!

  2. Diego Pereira at 10:26 pm

    Tudo bem que o mercado americano é o que paga mais. Mas todos os videos serem em inglês, e um inlgês bem ruim por sinal, tá ruim de ver!
    Se especializem então, façam curso de línguas! Ou melhor, falem em português e coloquem legendas!
    Tive que colocar no mudo!

  3. Pedro Ivo at 11:09 pm

    Concordo plenamente com as legendas! é sofrível obrigar o Rico, que perceptivelmente não fala bem inglês, a falar a língua! seria muito mais dinâmico e inclusive fácil pros gringos entenderem (se esse é o objetivo) se colocassem legendas.

  4. Gabriel Marangoni at 11:47 pm

    Uma falta de respeito tremenda após uma baita de uma aula de conceitos, tantos comentários falando sobre o nível do inglês do professor Rico.
    E pra você que se incomodou tanto que colocou no mudo, não sabe as dicas preciosas que perdeu só vendo as imagens e não ouvindo a explicação.. sendo um inglês fluente ou intermediário.. um mini seminário em 12 minutos.. parabéns graciemag e obrigado Rico Vieira.
    Oss

  5. Marcinho Bjj at 1:18 pm

    Concordo perfeitamente com o Gabriel Marangoni fiz uma visita (apenas um treino) em 2007 ,quando era faixa roxa, na academia do Ricardo Vieira e além de ter sido super bem recebido, mudou completamente a minhã "visão de Jiu-Jitsu", o cara é fera demais… pra bom entendedor meia palavra basta!!!

  6. Marcinho Bjj at 1:18 pm

    Concordo perfeitamente com o Gabriel Marangoni fiz uma visita (apenas um treino) em 2007 ,quando era faixa roxa, na academia do Ricardo Vieira e além de ter sido super bem recebido, mudou completamente a minhã "visão de Jiu-Jitsu", o cara é fera demais… pra bom entendedor meia palavra basta!!!

  7. Ricardo Tavares at 2:41 pm

    Sou aluno do Ricardinho e as aulas aquí na Fight Zone são explicadas em inglês e português deste jeito aí, os gringos não reclamam. Fora isto o mestre está sempre difundindo seus conhecimentos pelo mundo em seminários. Reparar a pronuncia do inglês e não aproveitar os conceitos de passagem e defesa de guarda do Ricardinho, é falta de respeito com um cara exemplo dentro e fora dos tatames. Basta ver os projetos e a quantidade de gente que ganha a vida com o jiu-jitsu através da ajuda dado por ele.

  8. Taynê E Fernando at 11:50 am

    bando de gente ignorante.. o cara deu uma puta aula de movimentação e a unica coisa que vocês sabem ver é o Ingles!! PELO AMOR DE DEUS NÉ GENTE!!!

  9. Charles Vieira at 4:54 pm

    Meu comentário não foi uma crítica ao inglês do professor Rico Vieira, e sim ao vídeo em si, que é em inglês, A aula é excelente, com certeza detalhes que fazem a diferença para qualquer pessoa que como eu, está ainda começando na arte. Realmente um mini seminário, vi e revi várias vezes, para poder absorver ao máximo a movimentação, pois não falo inglês, e fica um pouco mais difícil. Desculpe expressei mal.

  10. Flavio Lima at 8:58 pm

    Quase todos profissionais do BJJ, e de outras areas, promovem seus negocios para o publico estrangeiro. E o retorno e' obvio e inegavel ! Se os videos, como nesse caso em particular, tivesse como alvo somente o publico brasileiro, o retorno seria minimo. Os campeonatos de BJJ de vulto, por exemplo, tinham suas portas aberta. Quem pagava as contas dos promotores de tais eventos ?? Hoje o campeonato mundial de BJJ e' nos EUA, onde ganha-se ate com as transmissoes pela internet. Enquanto o brasileiro nao aprender que nao "existe almoco gratis", o publico estrangeiro devera' permanecer o alvo…

  11. Flavio Lima at 9:13 pm

    Ao contrario do que alguns afirmaram aqui, a fluencia em ingles do Rico e' acima da media para quem somente visita a Gringolandia.

    Com mais de 30 anos de America, conheco alguns imigrantes que nao tem metade da fluencia dele, apesar de viverem nos EUA por muitos anos.

    Me parece que alguns aqui nao se dao conta que ninguem tem a obrigacao de falar perfeitamente um 2o idioma, desde que tenhamos fluencia no idioma. E o sucesso do Rico junto a comunidade internacional e' a prova definitiva de sua habilidade linguistica…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *