Conheça o Prêmio Osvaldo Paquetá, o oscar do MMA nacional

Share it

Premio-Osvaldo-Paquetá

 

Se você acompanha o MMA, certamente já ouviu falar do MMA Awards, premiação americana que contempla os melhores atletas, lutadores, treinadores e tudo mais que se encaixa no nicho do esporte de lutas mistas. Os brasileiros vencedores por lá, estão na maioria das vezes, ligados ao UFC. E como ficam os atletas que fazem bonito nos eventos de MMA nacional? Para eles foi criado o Prêmio Osvaldo Paquetá, carinhosamente chamado de “Oscar do MMA Nacional”.

Idealizado por Cristiano Martins, do site MMA Premium, a premiação é uma homenagem a Osvaldo Paquetá, famoso aluno e amigo do grande mestre Carlson Gracie e reconhecido incentivador do esporte no Brasil. O Prêmio, que chega à sua segunda edição em 2014, contempla atletas, nocautes, finalizações, melhores lutas, equipes, eventos, árbitros, announcers e ring girls. A organização de tudo isso? Fica a cabo do feroz Cristiano, juntamente com um corpo de jurados formado por diversos membros da mídia do MMA.

Conversamos com o idealizador do Prêmio Osvaldo Paquetá para saber um pouco mais sobre o evento. Confira!

GRACIEMAG: Cristiano, como surgiu a ideia do Prêmio?

Cristiano Martins: No meu terceiro evento de MMA, ainda como espectador, eu sentei ao lado do Osvaldo. Eu, Luciano Andrade, Joinha, Osvaldo e Dona Marlene. Depois de conhecer o mestre, busquei saber sobre ele e virei fã. Ele desenvolvia um grande trabalho na captação de imagens dos eventos, além de ser muito bacana comigo e ter sempre ter uma palavra de carinho. Depois do falecimento do Paquetá, em época do MMA Awards, pensei na possibilidade de fazer uma premiação do mesmo nível, mas apenas para o MMA nacional. O nome troféu Osvaldo Paquetá veio, e evoluiu para Prêmio Osvaldo Paquetá. Comecei a fazer contatos com amigos da mídia, todo mundo gostou da ideia e assim a gente foi pra frente.

Cristiano Martins durante o primeiro Prêmio Osvaldo Paquetá, em São Paulo.

Cristiano Martins durante o primeiro Prêmio Osvaldo Paquetá, em São Paulo.

Como funciona o trabalho de escolha para as categorias? Onde entra o ranking do MMA Premium na escolha?

A escolha é feita baseada no ranking do MMA Premium. O próprio ranking é feito em conjunto, é colaborativo, e desta colaboração saíram todos os indicados do prêmio. Vale lembrar que todo o indicado tem algum registro. A maioria dos indicados do primeiro prêmio foi de eventos transmitidos no canal Combate, neste ano, o Youtube foi peça essencial na indicação. São muitos eventos por semana, e nem todos os eventos são televisionados.

E a festa da premiação? Vocês fizeram a primeira em São Paulo e agora será em Maceió. Como funciona a produção da festa?

Com apoio tudo acontece bem. O interessante é que o Prêmio seria sempre entregue de forma itinerante, tanto é que, no ano passado, os prêmios do Dedé Pederneiras e Jair Lourenço foram entregues na Nova União. A primeira festa do prêmio foi gentilmente cedida pela academia Nocaute, em Osasco, em cima da hora. Foi organizado pelos premiados e foi muito legal. Nem todos puderam ir para São Paulo, mas algumas figuras do MMA estiveram presentes. Em Maceió, o evento será maior e pretendo continuar nessa linha nos anos seguintes.

E o sistema de votação? Você pretende mudar algo para as próxima edições?

Se a gente fizesse o prêmio pela banca de jurados seria complicado, pois todos da banca tem suas preferências pessoais. O Prêmio é feito para honrar o MMA, por isso a banca seleciona os cinco melhores, e o voto popular transforma a premiação em uma mobilização de torcidas, de gosto popular, de fãs de todo o Brasil. Pra mim, os campeões são os cinco indicados de cada categoria, por terem sido selecionados em meio a tantos concorrentes pela banca especializada.

E para votar nos indicados ao Prêmio, clique aqui!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Gabriel Marinho at 12:39 am

    A comunidade do jiu jitsu merece um prêmio assim… Afinal tamanho show só existe mediante a um longo trabalho, de atletas, professores, técnicos, preparados, time… Enfim… Acho justo termos um " Oscar " no jiu jitsu!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *