Vitor Belfort: “Não desisti da luta no UFC, desisti do TRT”

Share it
Vitor Belfort tem mais um encontro antes de tentar o cinturão. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Vitor Belfort afirma não ter desistido da luta, mas ter sido obrigado a desistir. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Depois do anúncio do UFC quanto a substituição de Vitor Belfort por Lyoto Machida, para o combate do UFC 173, o feroz Vitor fez um pronunciamento, por meio de sua página oficial do Facebook, e declarou que não desistiu do combate, apenas teve que ser afastado da luta pelo título por não se adequar às normas da Comissão Atlética de Nevada.

Confira a declaração do peso médio:

“Nunca desisti de lutar no UFC 173 e nunca falei isso. Portanto, toda informação publicada em qualquer veículo de comunicação anunciando isso não é verdadeira.  O que anunciei foi que estarei ‘desistindo do TRT’ e não ‘desistindo da luta’ para continuar o meu sonho de lutar.

O UFC decidiu colocar outro oponente em meu lugar pelo fato de eu não ter tempo hábil de me adequar as novas regras da NSAC (Comissão Atlética de Nevada). Segundo o UFC, enfrentarei o vencedor de Weidman x Lyoto dentro dos novos regulamentos de todas as Comissões Atléticas.

Lamento que isso tenha acontecido,e agradeço a força e compreensão de todos os fãs, patrocinadores, UFC e as próprias comissões atléticas”, declarou.

Com isso, podemos esperar um novo Vitor Belfort no cage, sem limitações de lugar para atuar ou repreensões por conta do uso de TRT. E para você, leitor, como será a atuação de Belfort sem o uso da terapia de reposição hormonal? Comente!

Ler matéria completa Read more
There are 28 comments for this article
  1. Gladston Almeida at 4:36 pm

    O pastorzinho usuário de substâncias proibidas!! Por isso só estava lutanso no Brasil!! Vai ter que amassar muita uva, guerreiro!!!!

  2. Marco Tulio Lobo Lobo at 4:39 pm

    vitor vc e um campeao e sempre sera, logico que eles vao fazer de tudo pro americano ficar com o cinturaoo, mais agora e treinar fudido sem o uso do trt voltar e pegar o cinturao que ele e seu =D força guerreiro vc e fenomeno!

  3. Ari Sousa at 11:07 pm

    concordo Jacare Merece , O Lyoto pode ate vencer ,
    nas 3 ultimas lutas ficou devendo sem falar que a derrota para o Phil Davis foi vergonhosa e o Mark Muñoz
    e um frango, minha opnião!

  4. Gewerlys Stallony at 11:27 pm

    Weidman é muito mais completo que Lyoto, vai ser massacrado no chão, essa é se ficar por baixo não tem chances, apresenta uma forma de lutar muito limitada para o UFC, já Jacaré só um doido pra ir pra levar o cara pra o chão! Essa luta só vai fazer Weidman se consagrar mais no UFC e levantar a bola dos americanos.

  5. Gilder Barreto at 8:03 pm

    O Vitor vai acabar com o Cris.O Jacaré com certeza vai ser campeão,mas este ano ainda não.Acho que em 2015.Está evoluindo muito rápido na trocação e seu jiu jitsu é top,não é basico como o de Cris.

  6. Louis Cypher at 9:20 pm

    Respeito é pra quem merece, brother. Religião não combina com luta. Fora do octógono é outra coisa. Falar de Deus dentro dele é hipocrisia, coisa que o Belfraco sabe fazer. Sem bomba ele é uma porcaria !! Queria ver o Weidman massacrando ele !!!

  7. Cassiano Pereira at 10:47 pm

    Sem tirar seus méritos, quem sou eu. Mas agora a massa muscular vai diminuir consideravelmente, junto com a velocidade e explosão. As exibições não chegarão nem perto do que o Belfort tem demonstrado. Vai ter que se adaptar a nova condição. Agora realmente, o discurso do Vítor é insuportável…

  8. Jayme Pereira Nunes at 5:32 am

    ele nao foi "massacrado" por ninguem ate hoje.
    sera logo agora ?
    as derrotas por nocaute ou finalizacao (shogun e jon jones) em nenhuma foram massacres.

  9. Luciano Leal at 9:13 am

    Sua explosão sem da TRT logo sua maior arma. Belford é inteligente no mínimo para entender que sem explosão será muito mais complicado, pois Weidman é muito regular. UFC é um jogo a porradaria acabou então o cara na minha opinião tá certo. Mesmo sem gosta dele…

    Salve Carson Gracie

Deixe um comentário para Aldo Mouro Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *