Ítalo analisa o que fez diferença para vencer Mario Reis e a seletiva em Gramado

Share it
Ítalo Lins, campeão da seletiva de Gramado 2014. Foto: Arquivo Pessoal

Ítalo Lins, campeão da seletiva de Gramado 2014. Foto: Arquivo Pessoal

Campeão na categoria até 70kg da seletiva de Jiu-Jitsu em Gramado, Ítalo Lins procurou surpreender os adversários com um jogo indefinido, alternando botes por cima e inversões por baixo. O peso-pena da GFTeam vai a Abu Dhabi cheio de moral, após vencer o bicampeão mundial de Jiu-Jitsu Mario Reis (Alliance), numa eletrizante final de categoria.

“Procuro sempre ter um Jiu-Jitsu completo e como estava muito confiante tanto por baixo como por cima, decidi lutar em cima de uma suposta deficiência do meu adversário. Puxei, consegui raspar, e o Mario devolveu. Porém, como ele começou a luta com uma punição, saí com a vitória. Chorei demais. Tenho uma filosofia que carrego comigo para as batalhas: não luto contra nomes, luto contra corpos. Vou estar sempre pronto”, comentou o faixa-preta, em conversa com GRACIEMAG.

Professor da academia de Vitor Belfort no Rio, Ítalo relembrou como enfileirou quatro oponentes até o ouro.

“Procuro não ter um jogo definido, apenas com guarda ou passagem de guarda. Sempre procurei trabalhar o conjunto. Acho que o lutador tem de ser completo, para surpreender. Quando estou na academia faço o máximo de pegas que puder. Para esta seletiva, cheguei a fazer 30 pegas de seis minutos, todos os dias. Eu realmente dei meu máximo. Gabriel Marinho cuidou do meu condicionamento físico, e ainda corri na rua, fiz barras nas praças [risos]. Mas é preciso estudo também, além de ralar. Para alcançar nossos objetivos, temos de lutar com as regras na cabeça. Isto fez diferença, estou sempre lendo o livro de regras do Jiu-Jitsu da IBJJF”, ensinou o aluno de Julio César.

Para brilhar no palco principal em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, em abril, o atleta de 26 anos já traças os planos. “A meta não é mudar os treinos, e sim, ajustar tudo que já venho trabalhando”, encerrou.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Luciano Dipipe Júnior at 8:10 pm

    Se vocês paralisarem a luta aos 6:17 minutos, verão o lutador de branco com um joelho no chão o que caracteriza o jogo por cima, ao mesmo tempo que o adversário de azul está com a bunda no chão, o que já caracteriza o jogo por baixo.

    Acho que ali tem uma tentativa de raspagem.

  2. Magnun Pires at 8:44 pm

    Não vem choraminga agora não aprende a aceitar a ascensão de um novo campeão o italo Lins é o melhor e . #gfteam#nãoparanunca

  3. Isaias Moraes at 4:34 am

    Mais sabio seria fazer como um evento em SP – em caso de empate, quem fez o ultimo ponto, ganha! Simples! (claro, limitar tempo para a guarda 50/50 ajudaria muito tbem )

Deixe um comentário para Luis Carlos Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.