UFC 170: Ronda surpreende e vence por nocaute; Demian é superado

Share it
A "pontuda" joelhada de Rousey em McMann. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

A “pontuda” joelhada de Rousey em McMann. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Para você, amigo leitor, que disse: “Mais uma vitória de Ronda Rousey no armlock”, bem, a vitória veio, mas o armlock ficou guardado para uma próxima ocasião, quem sabe.

No UFC 170, realizado nesse sábado, dia 22 de fevereiro, em Las Vegas, a loirinha mais querida do UFC sabotou as bolsas de apostas ao vencer no primeiro round por nocaute técnico, com dura joelhada aplicada em Sara McMann.

Antes disso, no coevento, Daniel Cormier não tomou conhecimento de Patrick Cummings, e venceu também por nocaute técnico na primeira etapa. Exatos 2 minutos e 25 segundos definiram os resultados duas lutas principais da noite.

Também no card principal,  Demian Maia encarou o jovem Rory McDonald, que se recuperou no combate e venceu o brasileiro na decisão unânime.

Rousey nocauteia e levanta polêmica

No evento principal da noite, Ronda Rousey entrava com a missão de aplicar mais um armlock e defender o cinturão peso-galo feminino, dessa vez contra Sara McMann.

Sem muita conversa, Rousey partiu pra dentro com socos para encurtar. Sara esperava o ataque e responde na mesma. Porém, o detalhe importante do combate foram as duras joelhadas aplicadas por Rousey. Uma, duas três. Até que uma delas pegou em cheio e Sara foi ao chão. Fim de luta.

Contudo, ao fim do combate, Sara logo se levantou, e a polêmica se instaurou. Teria o árbitro Hearb Dean terminado o combate muito cedo? McMann, assim que foi acertada na linha de cintura, desceu ao solo com a mão no abdome, com o rosto virado para o chão.

A própria McMann disse não ter achado a interrupção polêmica: “Deveria ter me levantado mais rápido”, disse a atleta.

Cormier desconta em Cummings

Depois da polêmica envolvendo Cummings, que relembrou um treino com lágrimas entre ele e Cormier, o clima para o coevento principal do UFC 170 já estava pesado.

Pesado só no modo de falar, pois a luta marcava a estreia de Cormier na divisão de meio-pesados. Estreia também para Cummings, que fazia sua primeira luta no UFC, com 10 dias para se preparar e encarar um dos principais lutadores da casa.

Cummings, ciente de sua envergadura superior, se abaixava levemente para esticar os braços e atacar de longe. Cormier, por sua vez, usava rápidas e pesadas mãos para conectar em Patrick. Numa dessas, Daniel desmontou Cummings, tendo apenas o trabalho de pular por cima do adversário para castigar e levar o combate por nocaute técnico.

Demian Maia e mais um revés no 77kg

Antes das lutas lutas principais, Demian Maia pisou no cage para encarar Rory MacDonald na divisão de pesos meio-médios. Demian, após se encontrar na categoria e ter sido parado por Jake Shields, teria pela frente o pupilo de Georges St-Pierre.

No primeiro assalto, Demian trocou de forma consciente e tentou o double leg. Esperto, Rory estava com as defesas em dia. Demian então arriscou no single e derrubou. O brasileiro dominou o assalto por cima, ao pontuar com socos e cotoveladas. Mas aí vieram mais dois assaltos.

Sem deixar a lutar ir para o solo, Rory controlou e golpeou com eficiência o adversário para conquistar a segunda etapa. Na terceira, forte na defesa de muitas tentativas de queda de Demian, Rory sucumbiu ao último tiro de Demian, que derrubou no single.

No solo, Rory estava arisco e, ao tentar fugir e ver Demian voar para mante-lo no chão, tirou uma inversão da cartola, ficou em pé e garantiu o round. Vitória na decisão unânime.

No card preliminar, Raphael Assunção venceu o estreante compatriota Pedro Munhoz na decisão e Rafaello Trator foi superado por Erick Koch, por nocaute técnico.

Confira os resultados completos:

UFC 170
Mandalay Bay, Las Vegas, Nevada
22 de fevereiro de 2014

Ronda Rousey venceu Sarah McMann por nocaute técnico a 1min06s do R1
Daniel Cormier venceu Patrick Cummings por nocaute técnico a 1min19s do R1
Rory MacDonald venceu Demian Maia na decisão unânime dos jurados
Mike Pyle venceu TJ Waldburger por nocaute técnico aos 4min03s do R3
Stephen Thompson venceu Robert Whittaker por nocaute técnico aos 3min43s do R1

Card preliminar

Alexis Davis venceu Jessica Eye na decisão dividida dos jurados
Raphael Assunção venceu Pedro Munhoz na decisão unânime dos jurados
Aljamain Sterling venceu Cody Gibson na decisão unânime dos jurados
Zach Makovsky venceu Josh Sampo na decisão unânime dos jurados
Erik Koch venceu Rafaello Trator por nocaute técnico a 1min24s do R1
Ernest Chavez venceu Yosdenis Cedeno na decisão dividida dos jurados

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *