A pedido de atletas muçulmanas, IBJJF libera cabeças cobertas no Jiu-Jitsu

Share it
As irmãs Yara e Nancy Helmy, de Nova Jersey, são algumas das competidoras que vão se beneficiar da nova medida da IBJJF. Foto: Acervo Pessoal/GRACIEMAG

As irmãs Yara e Nancy Helmy, de Nova Jersey, são algumas das competidoras que vão se beneficiar da nova medida da IBJJF. Foto: Acervo Pessoal/GRACIEMAG

A reivindicação, por parte de algumas atletas, ganhou força no Europeu de Jiu-Jitsu deste ano, realizado em Portugal em janeiro.

A IBJJF estudou o pedido e decidiu agir prontamente: os lutadores agora vão poder atuar de cabeças cobertas nas competições. A alteração nas regras tem como objetivo permitir que competidoras muçulmanas possam lutar sem que isso atrapalhe suas convicções culturais e religiosas.

Coordenador de regras da Federação Internacional de Jiu-Jitsu (IBJJF), Gabriel Costa falou ao GRACIEMAG.com neste domingo:

“No Pan Kids já tivemos atletas competindo com a cabeça coberta. Junto com as mudanças que teremos em breve, no nosso Livro de Regras, adicionamos o uso de uma touca para o feminino. A touca terá restrições de cor e material para que seja discreta e não venha cair constantemente. Esperamos que esse problema com algumas atletas do feminino, que por crença até agora não podiam competir, seja totalmente sanado”, comentou Gabriel.

Fique ligado no GRACIEMAG.com para conhecer outras mudanças do livro de regulamentos do esporte, em breve.

Ler matéria completa Read more
There are 19 comments for this article
  1. Ready Fight Gear at 6:01 pm

    Caroline de lazzer atual campea mundial ex treinadora da selecao nacional dos emirados arabes unidos foi a primeira treinadora que levantou a questao do hijab e vem por alguns anos lutando junto com a IBJJF obrigado Gracie magazine pela maravilhosa noticia obrigado IBJJF Obrigado Caroline De Lazzer #jiujitsuparatodos

  2. Ready Fight Gear at 6:28 pm

    Caroline de lazzer Sooo happy!!!!! It's was a fight started on 2011, when Leka Fornari and I started to contact IBJJF regarding to rules against hijab. On 2012, I spoke with Prof. Alvaro Mansor and he said that maybe in the future this could happen. And now, 2014, finally the muslim girls can compete around the world and keep respecting their religion.
    Congrats Andréa Endy, we did.
    Thanks to IBJJF!

    A pedido de atletas muçulmanas, IBJJF libera cabeças cobertas no Jiu-Jitsu
    A reivindicação, por parte de algumas atletas, nasceu no Europeu de Jiu-Jitsu deste ano. A IBJJF estudou o pedido e decidiu agir prontamente: os lutadores agora vão poder atuar de cabeças cobertas nas competições. A alteração nas regras tem como objetivo permitir que competidoras muçulmanas possam l…
    graciemag.com

  3. Antonio Laudario at 4:28 pm

    Walisson Souza A pior forma de doença é o fanatismo religioso e a obscuridade intelectual.. Se contrapor à uma opiniao diversa com um insulto me parece um comportamento pouco tolerante e por nada religioso.. Cada um que mantenha as suas convicçoes religiosas e politicas dentro da propria naçao e dos seus proprios limites. Determinadas decisoes tem motivaçoes economicas. Vejo com enorme simpatia a participaçao das atletas muçulmanas e de todas as mulheres em todos os esportes.. Com liberdade naturalmente..

  4. Walisson Souza at 4:38 pm

    Antonio Laudario queria ver se fosse você que necessitasse de tal, jiu jitsu para todos meu velho, pense ai como seria injusto a pessoa amar o esporte e não poder pratica-lo por causa disso? guarde seus pensamentos pequenos pra si proprio meu velho. JIU JITSU FOR ALLL

  5. Nelson Cartaxo at 11:37 am

    Discordo dessa regra. O esporte precisa ser laico. Imagine se os praticantes de candomblé reivindicassem o uso de algo, ou se os católicos reincidissem onusto de terços (são apenas exemplos) e os judeus o uso dos seus quipás. Essa discussão é a mesma coisa que ocorre nas escolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *