Minotauro treina forte para o UFC e analisa Roy Nelson: “É um brigador”

Share it

Minota afia o boxe com Prof. Edelson na praia da Barra. Foto: Leonardo Fabri

Minota afia o boxe com Prof. Edelson na praia da Barra. Foto: Leonardo Fabri

Rodrigo Minotauro, ídolo brasileiro no MMA, já tem novo encontro marcado nas oito linhas do UFC. Ele encara Roy Nelson em edição de retorno a Abu Dhabi, no dia 11 de abril.

Já em ritmo forte de preparação, o seco Minota conversou com GRACIEMAG na praia da Barra, no Rio de Janeiro, durante o evento de lançamento do Team Nogueira Kite Point.

O feroz peso pesado comentou o convite para lutar nos Emirados, terra que já conhece bem e inclusive já montou uma de suas inúmeras franquias da Team Nogueira:

“O UFC entrou em contato, perguntando se eu queria lutar em Abu Dhabi. É um lugar maravilhoso, no qual eu abri a pouco tempo uma franquia da Team Nogueira, então eu queria lutar lá, ainda mais contra o Roy Nelson, que é um showman”, disse o faixa-preta.

Ao analisar seu oponente, o gorducho Nelson, Minotauro não poupou elogios ao adversário, mas disse que o estilo agressivo de Nelson será combatido com um estilo mais agressivo do Minotauro:

“O Roy é brigador, né? Vai pra cima, querendo concluir a luta, é um porradeiro. E como eu também vou buscar o fim do combate, acho que vai ser uma ótima luta. Ele vai ser agressivo, e eu também. Ele é um cara duríssimo, é uma luta que não vai ser fácil”, analisou.

Ainda sobre o oponente, Rodrigo vislumbrou como seria o andamento do combate, e apesar de ver o Jiu-Jitsu como um caminho para a vitória, ele pretende aceitar a trocação e encarar os perigosos overhands de Roy Nelson:

“Ele é ótimo no chão, mas o meu Jiu-Jitsu pode ser o caminho para vencer. Porém, tenho muita confiança no meu boxe, na minha distância para trocar golpes, mas para onde for a luta eu vou estar muito bem preparado.

Depois do papo descontraído sobre o próximo combate, veio a pergunta mais delicada do dia: Seria esta a última batalha do lutador/empresário Rodrigo Minotauro? Ele não pensou duas vezes para responder.

“Eu não penso em parar agora. Tenho um contrato de mais três lutas, estou estimulado. Quero lutar ainda este ano e o ano que vem. Tô treinando forte, o corpo está respondendo bem. Estou bem preparado e no gás. Parar agora, não”.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.