IBJJF lança mudanças para a faixa-preta no Mundial de Jiu-Jitsu 2015

Share it
IBJJF lança mudanças para a faixa-preta no Mundial de Jiu-Jitsu 2015. Foto: GRACIEMAG

IBJJF lança mudanças o Mundial de Jiu-Jitsu 2015. Foto: GRACIEMAG

A IBJJF estabeleceu uma nova regra para faixas-pretas que queiram se inscrever no Mundial de Jiu-Jitsu de 2015, no ano que vem. Para deixar o nível do prestigiado torneio ainda mais alto, haverá agora uma restrição, válida apenas para a divisão de adultos na faixa-preta.

O que muda: no Mundial da IBJJF a partir de 2015, o faixa-preta precisa se destacar em torneios anteriores da entidade para ganhar a permissão de se inscrever.

Eis o comunicado da Federação, com os detalhes:

“A IBJJF tem por missão melhorar a qualidade e o desenvolvimento de nossos eventos. Ao levarmos em consideração que o Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu é um torneio que objetiva reunir a elite do nosso esporte, estamos a partir de agora limitando o acesso a este evento.

Para perseguir esse objetivo, estamos requisitando que faixas-pretas da divisão adulto que queiram se registrar para o Mundial de Jiu-Jitsu de 2015 lutem outros campeonatos da IBJJF antes de maio de 2015.

Como o Mundial é o evento de mais prestígio do calendário do nosso Jiu-Jitsu, é importante que apenas os atletas mais vitoriosos tenham a chance de disputar o título.

Para participar do Mundial, portanto, o atleta precisará cumprir um dos requisitos a seguir:

– Ser um faixa-preta com 50 pontos ou mais no ranking oficial da IBJJF

– Ser um faixa-preta dono de título mundial no adulto (de 1996 a 2014)

– Ser um faixa-preta que venceu o Mundial 2014 como faixa-marrom (todas as categorias)

A IBJJF terá mais novidades em breve.

Para saber mais, acesse o site oficial da entidade, aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 124 comments for this article
  1. Alexandre Avila at 7:35 pm

    Interessante, mas elititsta, tem muito cara bom que nao tem grana pra lutar grandes campeonatos, que as veses guarda dinheiro so pra poder lutar o mundial. Jánão bastasse tirar o mundial do Brasil, agora tem mais essa. É por essas e outras que o Jiujitsu nunca será esporte olimpico, isse tipo de coisa so fortalece a aparição de novas federações, de novas confederações, que promovem campeonatos no Brasil, com premios em dinheiro,e prestigio para os lutadores.

  2. Diego Nascimento at 7:35 pm

    Legal, porém, ficaria excelente se tivesse mais competições no continente sul Americano. Até pq, em oficial, não falaram ainda em premiação em dinheiro. E conseguir 50 pontos no ranking é necessário viajar bastante para se classificar.

  3. Gil Tattoostudio Soares Rodrigues at 7:51 pm

    o foda é o cara correr atraz e morrer no seco,pagar transporte e estadia em hotel,comprar kimonos,se alimentar adequadamente,conheço varios que pra competir tem que arcar com todas as dispesas ,e essa agora faz com que esses caras tenham que estar em todos os torneios assim gastam o que nao tem,pra acumular pontos no ranking,é injusto.pra isso funcionar a confederaçao tem que bancar todos eles .só assim.acho engraçado exigirem isso dos atletas ,apoio que é o que precisam ninguem dá.mais jeito de comer o cú,arrumam o tempo todo e ainda dizem estar refinando a elite,kkk é cada uma.

  4. João Maykon Cardoso at 7:53 pm

    Concordo com você. Tem atletas de alto nível no sul, centro – oeste e nordeste, especial nos estados da Paraíba e Pernambuco, e em outras regiões, que não tem condições de competir no exterior, que somente disputam o mundial. Agora deve reunir no máximo 8 por categoria. Futuramente, esses atletas que foram "renegados" pela IBJJF, naturalmente formaram novas federações. Infelizmente, desse jeito nunca será esporte olímpico.

  5. Hugo Vasconcelos de Abreu at 7:55 pm

    A forma mais democrática de se conseguir um vaga no mundial seria por meio de seletivas, como já acontece no Mundial de Abu Dhabi. Da maneira que estão fazendo apenas os americanos e brasileiros radicados por lá terão oportunidade de lutar, uma vez que a IBJJF realiza no minimo uns 10 campeonatos por lá.

  6. Luis Carlos Ligeirinho at 8:33 pm

    muito interessante porém ficara mas restrito o campeonato porém existem milhares de atletas bons pelo mundo todo acho que o mundial deveria rodar o mundo não ficar em apenas um lugar e limitando atletas a participar do nosso maior evento.

  7. Wagner Shimada at 8:57 pm

    Por que não fazer seletivas??? Será que eles não sabem que o Brasil é um país em desenvolvimento, ou seja, ninguém aqui tem grana pra ir pra campeonato na gringa antes do MUNDIAL….acredito que isso deve ser revisto por alguém " competente "

  8. Rafael Kogake at 9:00 pm

    Nada mais justo. Se eu quisesse competir na natação, não poderia me inscrever no Mundial e ir lá nadar junto com o Phelps, por melhor que eu fosse. Tem que ter uma dificuldade pra lutar o mundial sim e não ficar cheio de paraquedista que tá lá só pra ver como que é. Pra isso existem os Opens, que devem ocorrer com mais frequencia e em locais mais variados. Isso só faz o nível do campeonato aumentar e ter mais credibilidade, além de diminuir os casos de chegar pra lutar e ter 10 caras da mesma equipe do mesmo lado da chave.

  9. Ricardo Pinheiro Cabral at 9:37 pm

    …"estamos requisitando que faixas-pretas da divisão adulto que queiram se registrar para o Mundial de Jiu-Jitsu de 2015 lutem outros campeonatos da IBJJF antes de maio de 2015"… ou seja, mais dinheiro com inscrições em eventos IBJJF

  10. Fabio Anunciação at 9:38 pm

    Nova regra! Porem muitos atletas de alto nível ficarão fora da competição por questões financeiras. Aqui na Bahia como em outros estados brasileiros, muitos deles não tem patrocínio, com isso dificulta a trajetória de muitos no esporte.

  11. Paulo Malicia at 9:39 pm

    Olha com todo respeito a entidade organizadora, e louvando as suas reais intenções de "melhorar o nível", tenho que admitir que só vai competir quem tiver dinheiro ou patrocínio , e o coitado que não tiver uma destas condições, mesmo que seja um novo talento, estará fadado a nunca disputar este campeonato….muito triste….

  12. Diogo Dias Dutra at 9:51 pm

    Brincadeira heim! Agora ficou mais difícil ainda para os brasileiros e principalmente para os amazonenses, infelizmente logo logo o Jiu-Jitsu deixará de ser brasileiro!

  13. Vagner de Sales at 10:33 pm

    Péssima ideia…..só vai dar playboy que pode ficar viajando por ai pra tentar uma vaga !!!!!! E os talentos sem condições aonde ficam ? Sem nunca poderem se expressar….vcs estão elitizando o esporte…..ou vcs acham que não existem novos talentos pra ganhar dos"famosos" !!!!!!!

  14. Nelson Gonçalves de Souza at 12:58 am

    Desse geito, eles estão querendo favorecer, so quem vive do jiu jitsu, que tem patrocinio, e aquele cara que trabalha o dia inteiro, e bota a cara toda a noite nos treino, e tem sempre aquele sonho de luta o mundial, o maior evento competitivo de jiu jitsu, cem desmerece as outras federações, que estão pagando premio em dinheiro, é foda…

  15. Alexandre Avila at 1:06 am

    E isso mesmo, a grande maioria de lutadores está no Brasil, so que agora, os grandes campeonatos estão fora, se o cara não tem grana que se foda, acho queé esse o pensamento do senhor Carlinhos Gracie. Pois essa federação só visa dinheiro, para ela propria, o cara sai la da casa do chapeu pra competir nos EUA, paga passagem, visto, estadia, pra ganhar uma medalha?!?! Fala sério. até a fixa roxa eu era filiado, ja tenho 3 anos de faixa preta, pra me filiar teria que pagar os anos de faixa marrom e preta, pensa se isso é normal? Cara é muito dinheiro envolvido ese papinho de levar os campeonatos para fora do pais pra expandir o esporte é balela, esse Carlinhos so visa dinheiro, é so pergunbtar para os alunos que sairam da GB>

  16. Rafael Costa Suzuki at 1:09 am

    e atletas de alto nivel q nao tem como participar de todos os opens q a federaçao faz? vale só lembrar o caso do serginho moraes. Quantos serginhos deixarao de brilhar num mundial por uma parada nada a ver. Deveriam fazer seletivas pelo mundo, seria muito mais proveitoso

  17. Jadilson Braga at 2:21 am

    é o profissionalismo chegando para o jiu-jitsu apesar de muito faixa preta, marrom , roxa fazer preparação de profissional e ser reconhecido apenas com uma medalha ! nada contra a medalha , mas uma premiação seria um bom reconhecimento a tanto esforço que um atleta tem que fazer o que n é nada barato !

  18. Renan Vieira at 2:21 am

    é o mundial! A maior competicao do mundo! Acho extremamente valido. Ta aumentando o nivel, so isso!
    Igual a Copa do Mundo. É qualquer um que entra? Nao! Entao… Ces reclamam de tudo, vo te contar, viu!

  19. Fabricio Caboclo Soares at 3:05 am

    cara isso chegar a ser engraçado… estão transformando o esporte em uma rinha de galo…mercenários. isso precisa ser revisto se temos o sonho de ver o jiu jitsu em uma olimpíada. isso só favorece quem tem dinheiro ou bons patrocionios

  20. André Eloy at 3:37 am

    Só acho que a confederação poderia se preocupar mais com os falsos professores que existem por ai, tem muita gente 'comprando' a faixa e se beneficiando da mesma, existem diversas academias aqui onde eu moro cujo professor não tem formação adequada pra dar aula, acho que ta na hora de começarem a fiscalizar melhor o esporte.

  21. Monnalice Arthur at 10:50 am

    Eu sou de PE e tbm tem muita gente BOA daqui e outros lugares do Nordeste como Paraiba, Ceara, Bahia que nn terá condições de viajar varias vzs durante o ano p pontuar. Uma pena essa atitude da Confederação, e quem deseja lutar um mundial e nn tem tanta grana assim p viajar??? (e olhe ki tem ki viajar bastante p pontuar pelos camps daki do Brasil tipo brasileiro, rio open entre outros) agora nn tem cm mais sentir o gosto de saber como eh lutar um mundial, acho um pouco injusto ELITIZAR um camp desse nivel onde pode sair varios campeões desse lado do Brasil… La se foi a minha chance e a de muitos outros de lutar um mundial… Uma pena!!!

  22. Leonardo Bernardes Lopes at 11:12 am

    Que ridículo isso, exclui atletas bons por não terem os requisitos que eles acham necessário, essa entidade esta parecendo a FIFA !

  23. Samantha Freitas Tavares at 11:29 am

    Nelson Gonçalves de Souza Concordo exatamente com oq vc falou…é muita sacanagem fazer isso , estão elitizando o JJ … o cara q trabalha o dia todo, treina a noite, dá aulas no fds não pode mais lutar … pra vc obter 50 pontos, imagina o custo disso!!! Não é qualquer um q pode bancar isso não, além de passagens, tem hospedagem, alimentação adequada e a inscrição…

  24. Victor Teixeira at 11:33 am

    Sem palavras… Acho que se a ibjjf estivesse disposta a organizar ao menos 2 competições no Brasil isso poderia sim ter benefícios para o esporte… Mas co já conhecemos… Já viu onde vai dar! Bolsos de dirigentes cheios e de atletas furados. Típico de uma dirigencia brasileira. E por isso que eu aprendo jiu pelo prazer de aprender jiu e Foda-se essas federações e seus cartolas.

  25. Jonattas Diniz at 1:35 pm

    Querem fazer o nosso esporte só para playboy pow. infelizmente muitos que levam o Jiu Jitsu como profissão não tem patrocinadores. Além disso existem competidores que fazem no máximo 4 competições para poder disputar o mundial. Estão cagando tudo.

  26. Diego Nascimento at 2:01 pm

    Renan Vieira , se vc estiver certo, ai é tranquilo! Eu ainda não vi nada oficial sobre a pontuação, se vc achou posta ai depois! vlw brother?

  27. Renan Vieira at 2:58 pm

    Diego Nascimento eu tomei por base meus pontos no ranking. ganhei dois Open em 2013( SP e Floripa), e fiz 54 pontos.. Mas eu sou roxa, n sei se preta conta menos… acredito que nao. ossss?

  28. Rafael Dos Santos at 3:45 pm

    A mudança é apenas para os faixas pretas, é a elite do esporte, tem que ser peneirado quem participa de um mundial, todas confederações em todos esportes fazem essa "seletiva" nos campeonatos importantes, até para não ter lutas ridículas de caras tops fazendo 50 pontos e finalizando um cara que treina 1 vez por semana, quanto as condições financeiras, hoje em dia existe muito atleta faixa azul, roxa e marrom que vive do jiu jitsu já, e os que se destacam ganhando campeonatos "pequenos" sempre chegam em um mundial é inevitável, se tiver talento e foco vai chegar lá.

  29. Victor Silvério at 4:04 pm

    Muito bom CBJJ(IBJJF), você restringe o campeonato mundial, apenas para a elite da faixa preta. Eu poderia te parabenizar por isso, se a intenção fosse mesmo aumentar o nível do esporte. Mas cá pra nós, não somos bobos, não precisa duvidar da nossa inteligência, todos nós sabemos que isso é apenas para aumentar o lucro nos "Opens". Já que está colocando o esporte em um novo nível, como propõem, que tal começar pagando premiações para os que pontuarem nos principais torneios da confederação? Vocês querem comer o bolo sozinhos, sem dar nenhuma fatia para nós, atletas, que somos protagonistas? Faz me rir!
    Queremos ser profissionais, como no surf e no judô, que os atletas recebem por cada etapa que disputam do circuito. Chega desse domínio!! #cbjjpagueosatletas seguindo a campanha da Protocolo BJJ.

  30. Otávio Schreiber at 4:43 pm

    É triste ver a tradição do JJB bandear-se pro prestígio estadunidense e Shake Árabe ter que trazer um evento de grande porte pro "berço" da Arte Suave. Pela veia atual do Jiu Jitsu ser brasileira, os gringos que deveriam vir aqui buscar na fonte e, no mínimo, a hegemonia ser nossa.

  31. Patric Rampanelli at 5:34 pm

    Quem realmente ganha com isso ? A IBJJF arrecadando mais e mais dinheiro com inscrição dos eventos anteriores , horrivel essa nova forma . Sou a favor de selecionar sim , mas que tenha um unico evento então pra ver quem se classifica pra lutar … Uma seletiva a sim sou a favor

  32. Francisco Demmer Brutus at 5:34 pm

    BOM ACHO ISSO UM ERRO DA IBJJF, POIS MESMO QUE O LUTADOR SE CLASSIFIQUE NO BRASIL NAO E GARANTIA DE LUTAR O MUNDIAL PORQUE A IBJJF NAO GARANTE VISTO A NINGUÉM, COMO JA VIMOS…DEPOIS NAO CONCORDO QUE A SEDE DO MUNDIAL SEJA NOS EUA, POIS FOMOS NOS BRASILEIROS JUNTAMENTE COM A FAMILIA GRACIE QUE IMPULSIONAMOS O ESPORTE…E COM ESSE TIPO DE POSIÇÃO DESFAVORECE TOTALMENTE OS BRASILEIROS EM FUNCAO DOS CUSTOS.

  33. Rogério Bessa at 6:43 pm

    Quando pensamos que a profissionalização do nosso esporte esta cada dia mais perto de acontecer, nos deparamos com "imposições" como essas……. Em outras palavras o que esta acontecendo é que apenas os atletas patrocinados e/ou atletas ricos possam competir……… Isso nada mais é do que uma maneira muito descriminatória de conduzir a gestão dos proximos eventos, pois para a entidade apenas que compete os eventos homologados por eles que podem competir…… Como se fosse muito barato, ou ate mesmo de graça viajar de Manaus para Lisboa por exemplo…. Ou para Toronto…. ou até mesmo para SP, RJ, BH enfim…… Isso na minha opinião nada mais é do quem um "passa pé" em todos nos, atletas que sempre competimos pela cbjj e ibjj independente de trazer resultados ou não…….. Fica meu repúdio com relação a essa atitude que infelizmente foi inventada e imposta pela cúpula da CBJJ/IBJJ mas por incrivel que pareça, agente que luta, que treina, que mete a cara pra lutar são os ultimos a serem sondados, na verdade somos pegos de surpresa!!!!!! Vamos rezar para que isso possa ser revisto e que outra solução mais realista e honesta seja revista!!!! Não é possivel que tenhamos que obeceder essas IMPOSIÇÕES POR PARTE DE UM GRUPO que não pensa no coletivo e sim no retorno financeiro que isso trará para a entidade!!!!!!!! Boicote nos campeonatos!!!!!

  34. Rogério Bessa at 6:54 pm

    conquistar 50 pontos num ranking nao é facil não galera por varios motivos: relacionarei alguns aqui e vcs verão como seremos sócios doadores de dinheiro de tanta inscrição que teremos que fazer para conseguir tais pontos!
    1) Pagto das inscricoes (categoria mais absoluto algo em torno de 150 reais média)
    2) mendigar patrocinio…….
    3) despesas com hospedagem mais alimentaçao mais a passagem (aérea na maioria das vezes) algo em torno de 3000 reais por evento (se tivermos como base um atleta de Manaus por ex)
    4) Não bastasse as dificuldades financeiras , aí que entra o pior… que na minha opinião é a porra da arbitragem, que por uma simples vaidade pessoal, ou falta de atenção mesmo deixa de marcar tais pontos e tudo isso acima citado foi por agua abaixo! Moral da historia, vc volta pra casa sem dinheiro, com alto estima baixa, e com a pior das sensações e sintimeentos qque o ser humano pode sentir que é a de "ser garfado"… e tem mais , volta pra casa sem nenhum ponto no ranking e ainda pensará mil vezes pra ver se vale a pena voltar pra competir sabendo que isso pode acontecer de novo!!!!!! E ae me fale se isso que disse não é a mais pura verdade?!?!?!?!?!?! Vamos nos unir e mostrar que a nossa voz tem peso!!!!!

  35. Thiago Silva at 8:58 pm

    Sempre uma desculpa de nao ter dinheiroooo ou patrocinioooo, o atleta quando ele quer ser profissional ele tem de batalharrrrrr ir pra guerraaaaa !!!!!!!! o jiu-jitsu tem de se tornar profissional tem de virar uma carreira tem de ser olimpico e essas medidas sao necessariasss agora o espetaculo vai comecarrr!!!!

  36. Jessica Kato at 9:06 pm

    Também não concordo… Vejo bebê até com dificuldades e viajar dentro do próprio estado…. E muita gente boa, cara que trabalha o dia todo, dando um duro danado e ainda com força de vontade de treinar de noite…

  37. Thayrone Freimer at 2:08 am

    O que os caras deveriam regularizar não fazem. ex: graduação on line, curso on line de jiu-jitsu. Mas proibir o pobre que rala para treinar, juntar uma grana para ir lutar um evento de grande porte, os caras querem barrar. Ter seletivas tudo bem agora exigir, que o atleta lute outro evento antes do mundial. MERCENÁRIOS !

  38. Diego Teleken at 3:15 am

    Quero ver manter lutas de alto nivel só com os gringos, porque bancar campeonato tem que ter muito dinheiro sobrando, eu trampo, estudo e economizo pra poder lutar uma vez a cada dois meses, e ainda fico apertado, infelizmente tão fazendo de tudo para deixar os gringos felizes e se sagrarem campeões, sem adversários a altura e sempre melhores, por falta de dinheiro, triste

  39. Hercules Baptista at 4:01 am

    Jonathas Ramos , traz os campeões dos open's pra lutar algumas competições aqui no Rio. Vão entrar na porrada. O Victor Silvério, falou tudo. São 50 anos vivendo o Jiu-Jitsu. Sempre falei: o dia que derem condições de igualdade de treinos para todos, a favela toma conta. Os dois melhores lutadores da atualidade, vem de comunidade e bairro da periferia. Se não me engano o Buchecha, foi criado em São Vicente, comunidade de Santos-SP. O Rodolfo Vieira, é morador do Bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Procura as explicações do Rickson Gracie, para a derrota do filho dele para o Serginho Morais, depois de tomar um monte de ponto e ser apertado. Vou parar por aqui, poderia citar outros exemplos, mas esses bastam. Na verdade o Jiu-JItsu está precisando de campeões mundiais que não venham das favelas do Rio de Janeiro, de Manaus, de São Paulo e etc…Pra termina. Estou mandando mais quatro favelados pra lutar o Mundial esse ano. Dois deles ganharam as passagens, disputando o Circuito Rio da FJJD. Os outros dois estamos, passando rifas e contando com a boa vontade dois amigos. Guarda os nomes deles: Rporto Bjj, Cleilton Nascimento, Ataide Rafael e Thiago Maciel Bjj. Já ia me esquecendo do menino prodígio: Leonardo Lemos. Cuidado eles podem aparecer no pódio pra desespero de vocês.

  40. Lucas Tonhá at 5:06 am

    A graciemag deveria fazer uma enquete com os campeões mundiais das ultimas edições do mundial e perguntar o que eles acham dessa iniciativa, que tal isso na próxima edição da revista? Será que a graciemag teria culhões para ir de encontro ao império do carlinhos, padrinho da revista, por sinal…

  41. Débora Melqui at 1:43 pm

    Mundial mesmo só o Abu Dhabi Pro que sai fazendo seletivas por todos os cantos do mundo e premiando os melhores com passsagens, o resto é conversa fiada porque só participa quem tem condições financeiras.

  42. Paulo Henrique Bezerra at 3:42 am

    E assim a cbjj passa a ganhar mais dinheiro em cima dos atletas, pois isso está sendo uma maneira solene de fazer com que os atletas passam a se escreve nos campeonatos regionais realizado pela Confederação e assim obterem lucro rsrsrs… oque seriam dos espertos se não fosse nós "idiotas" amantes do esporte que sera submetidos a passar por isso… alguém me mostra alguma vantagem aos atletas perante essa mudanca?

  43. Bruno Lima at 12:49 pm

    Pode ter certeza que a IBJJF acabou de destruir o sonho de inúmeros lutadores de Jiu-Jitsu que não tem o "cash" da Alliance, Grace Barra, Checkmat para ficar por aí viajando lutando OPEN e tudo o mais. Essa medida não visa aumentar nível coisa nenhuma; Estão elitizando um esporte que na hora do arrebento, na hora de quebrar o pau mesmo no tatame, não tem essa de ser conhecido ou não. Alias, a IBJJF já pode lançar com 1 ano de antecedência as chaves de luta do mundial só com nomes que eles julgam "aptos" a lutar seu mundial divino.

  44. Renan Paçoka at 5:41 am

    Uma vergonha vc falar o que não sabe, e ao invés de verificar a informação preferiu falar besteiras, mas eu ti explico.
    A cbjj e a ibjjf vendo o crescimento de eventos só pensando em dinheiro, onde existe muitos que eh somente para lavagem de dinheiro, criou uma forma de obrigar, por assim dizer, os atletas a competirem campeonato, feito por eles, pois só irá compentir, e por enquanto restrito aos faixas pretas, aqueles que obterem 50 pontos em campeonato feito pela entidade. Agora presta atençao nos campeonatos que valem pontos, todos feitos pela ibjjf e cbjj. Não sei se vc sabe mas só esse ano terá três campeonatos da cbjj. Outra coisa que você deve saber é que antigamente só os classificados no estadual ou no nacional, podiam lutar o mundial, mundial que caso vc não saiba é o campeonato mais importante do jiu, ou seja pra elite mesmo, deverá sim lutar só o melhores. A escolha dos e.u.a simples o ginásio de uma faculdade lá oferece o que nossos ginásios particulares nao podem!

  45. Christian Ribeiro at 4:43 pm

    O primeiro passo pra competir com Abu Dhabi já foi dado, a premiação em dinheiro. Provavelmente o mundial do ano que vem também terá, assim como no Rio BJJ Pro que está programado para novembro. Ao invés de diminuir as inscrições eles poderiam colocar os Tops como cabeça de chave. Muitos atletas patrocinados levam juvenis e adultos de outras faixas pro mundial. Tirar esse gostinho dos pretas pode sair muito mais caro…

  46. Amauri Santos at 6:06 pm

    Isso nada mais é que a criação do Jiu-Jitsu de alto rendimento como existe a muito tempo no Judô, acho que é um excelente mecanismo para a elevação do nível do nosso esporte, Osssss!!!!!!!!

  47. Alex Sandro Sá at 9:47 pm

    Uma Federação que continua com seu monopólio e nepotismo em seus investimentos… Difícil mesmo é escutar o Presidente desta federação dizer que não ajuda com dinheiro os atletas pq ele tem que investir no evento… e com isso ele da VISIBILIDADE PARA O ATLETA … CONVERSA PARA BOI DORMIR

  48. Jean Paul at 11:26 pm

    não existe jiu-jitsu da favela… existe so JIU-JITSU… jiu-jitsu para todos!!!

    falar jiu-jitsu da favela origina preconceito… OSS!

  49. Antonio Brito Souza at 12:38 am

    se depender desta federaçao nunca mais vai surgir um novo ronaldo jacare ….que como ele mesmo ja falou as vezes vinha para os campeonatos so com o dinheiro para chegar ate o campeonato nao tinha dinheiro nem para voltar

  50. Junior Ribeiro at 12:23 pm

    Cada dia que passa a cbjj e ibfjj faz mais besteira. ..quwerem só os medalhões lutando…cbjj#fraca…por isso que cada vez mais a galera começa a migrar para outros campeonatos com prêmios em dinheiro e que realmente valorizam o atleta.

  51. Marcio Negrao Negrao at 8:26 pm

    o que e uma competição se nao peneirar e aproveitar o melhor de cada aluno fazendo com que ele se empolgue e continue treinando.se o nosso esporte fosse organizado isso ate surtiria efeito mas infelizmente tenho que concordar quando dizem que vai ficar elitizado.no dia em que nos tornarmos uma so voz talvez então tenhamos nosso espaço merecido nas olimpíadas pq nnas outras areas ja ocupamos o nosso espaço OSSS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *