O Jiu-Jitsu e a frieza de Kron Gracie

Share it

capa_204br

 

Na edição deste mês, exploramos a gelada mente de Kron Gracie, peça chave no jogo do atleta para manter a famosa máxima do Jiu-Jitsu de ter tranquilidade no olho do furacão.

Estrelando em nossa capa, Kron fala direto para você, leitor, detalhes de seu estilo de jogo, de sua experiência adquirida com o pai, Rickson, da evolução natural de seu Jiu-Jitsu, das grandes batalhas na arte e da migração natural para o MMA.

p_40_204br

Além disso, o jovem professor passa um ensinamento valioso: a misteriosa respiração que faz como aquecimento para seus treinos e lutas. Não deixe de conferir.

 

Quatro arapucas de Nino Schembri

p_64_204br

Em constante evolução, o experiente Nino Schembri ensina a você quatro finalizações improváveis que irão surpreender seus adversários nos treinos e nos campeonatos.

 

Alexander Trans, o primeiro da Europa

p_28_204br

GRACIEMAG marcou presença no Europeu de Jiu-Jitsu 2014, e traz as melhores imagens do tradicional campeonato de kimono do Velho Continente. Estrela do torneiro, Alexander Trans foi o primeiro atleta local a vencer o absoluto do torneio, e nós estávamos lá para contar como tudo aconteceu..

 

O legado de Anderson Silva no UFC

p_52_204br

Relembre conosco os feitos, as conquistas e a história do maior campeão peso médio que o mundo conheceu no MMA. Em nosso tributo, analisamos qual foram os fatores que mantiveram Anderson Silva por tantos anos como campeão inalcançável da divisão até 84kg.

 

Lyoto Machida: Samurai moderno ou samurai tradicional?

p_58_204br

O que aprendemos com as vitórias e derrotas de Lyoto Machida no UFC? Nas páginas de nossa seção Nocaute, usamos a filosofia samurai para ver que temos em Lyoto o nosso verdadeiro guerreiro japonês.

 

Antologia: do ADCC ao cinturão do UFC

p_74_204br

Relembre como foi a participação de um ilustre desconhecido no ADCC de 2009, contra o feroz André Galvão, em uma batalha que deu trabalho ao mentor da Atos. O nome do desconhecido? Chris Weidman, atual campeão peso médio do UFC.

 

 

graciemag_assine_barra

Ler matéria completa Read more
There are 15 comments for this article
  1. Marcelo Dunlop at 5:13 pm

    Henry Claude Xavier Vai perder uma boa entrevista, amigo leitor. Bom que a Karine tenha achado que passou rápido, pior seria ler que ela não aguentou nem chegar até o final. Boa leitura e confira mais avaliações positivas. da revista no Facebook e Instagram.

  2. Lucas Ferraz at 10:15 pm

    Anotam ai, falam de Marcus Buchecha vs Rodolfo Vieiria no mundial, mas até hoje não teve a luta de Alexandre Trans contra Rodolfo, esta eu quero ver, a ultima entre Buchecha e Trans no mundial foi polemica, e muito, agora quero ver a IBJJF com os que organizam as chaves do absoluto jogar o Trans do lado do Rodolfo, que só jogam do lado do Buchecha,…………………

  3. Lucas Ferraz at 10:24 pm

    Adorei a materia do Kron, e respeito e muito tofda familia Gracie, mas acho um descaso o Kron ficar falando que luta de pano é só amarração, que não desenvolve, acho uma falta de respeito, esta falando que até hoje não ganhou um mundial de preta, baixou de peso e não ganhou, se tivesse ganhado estaria com outra conversa, que até a marrom estava finalizando todos ai a conversa que era o fenômeno e seria o cara na preta, mas este jogo só de finalizar não funciona em preta de competição, tem que ter estarategia, pasciência e dinâmica de luta e muito mais posições diferenciadas, a regra é o tempo, com isso tem de saber lutar no tempo, se não gosta naõ luta, mas não critica, ter finalizado e ganho de alguns campeões antes de chegar na final não condiz que vc é o cara, tem de ganhar um mundial ai sim, se não vai ser como o Zico, ganhou tudo mas não ganhou uma copa do Mundo, com isso marcou sua carreira, te respeito muito Kron, mas não menospreze luta de pano só por não ter ganho um mundial…………….

  4. Gustavo Henn at 6:35 pm

    Basicamente o que eu achei da entrevista. Kron não precisa disso, já provou que está entre os melhores e fatalmente iria ser campeão mundial se continuasse competindo.

  5. Paulo Cesar Soares at 9:34 pm

    Só para variar… a revista e, sobretudo, a matéria com o Kron ficaram fantásticas. O detalhe da mão na gola no jogo do Gracie é algo a ser estudado, assimilado, reproduzido! Estamos esperando agora uma capa com Rodolfo Pressão Vieira (este deve ser o seu nome completo, certamente). Até a próxima edição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *