Serginho Moraes do UFC entre pré-inscritos na seletiva de Jiu-Jitsu de Abu Dhabi

Share it
Sérgio Moraes comemora o título de campão absoluto, no Europeu 2011.

Serginho Moraes, sempre gaiato, comemora o ouro absoluto no Europeu 2011. Foto: Ivan Trindade

Faltam poucas horas para o fim das inscrições da seletiva de São Paulo para o campeonato profissional internacional WPJJC, em 2014, e os interessados têm até esta sexta-feira, 10 de janeiro, para acessar o site da Pro Sports, empresa responsável pela organização das classificatórias no Brasil, e garantir vaga na competição que vai distribuir 23 pacotes aéreos aos Emirados Árabes. As disputas serão de 17 a 19 de janeiro, no Ginásio de Esportes Prefeito José Liberatti, localizado na praça Lucas Pavão, em Osasco, cidade da região metropolitana.

Quem surpreendeu e apareceu entre os inscritos foi o astro do Jiu-Jitsu e do UFC Sergio Moraes, professor da Alliance Curitiba. Além da saudade de lutar de kimono perto dos amigos da Cohab, o interesse de Serginho é justificável: o WPJJC entrega mais de um milhão de dólares em premiações aos seus campões em Abu Dhabi. O finalizador do UFC está inscrito na categoria até 88kg.

Confirmados na seletiva de São Paulo estão Tarsis Humphreys, Paulo e João Myao, Luiza Monteiro, Nadia Melo, Monique Elias, Talita “Treta” Nogueira, Isaque Paiva, Claudio “Caloquinha”, Adriano Silva, Eduardo Conceição “Jamelão”, Kitner Moura e Theodoro Canal, entre muitas outras feras.

Ao todo, serão dez seletivas ao redor do mundo, com o objetivo de garantir a presença dos melhores talentos e escolas do Jiu-Jitsu no evento principal, marcado para 16, 17, 18 e 19 de abril.

As duas etapas da peneira na América Latina serão no Brasil: além de São Paulo, a seletiva de Gramado, na serra gaúcha, está confirmada para 14, 15 e 16 de fevereiro, também com inscrições abertas através do site da Pro Sports. Los Angeles, Nova York, Montreal, Londres, Varsóvia, Tóquio e Sydney estão no circuito.

Ler matéria completa Read more
There are 18 comments for this article
  1. Felipe Bola at 3:19 pm

    Boa!! mas fugindo do assunto ….acho que ja passou da hora da cbjj fazer um mundial no brasil. Existem muitos atletas de ponta em todas as faixas que nao tem condiçao de ir para a california,Arrumas visto e muito complicado, a maioria dos pretas que lutam saem aqui do brasil creio que eles nao importariam em lutar aqui…#mundialnobrasil

  2. Felipe Bola at 4:25 pm

    Vinicius Moraes verdade!!!! nunca vi todo mundo sai do brasil para competir nos eua,, muito mais fácil fazer aqui.. em media para voce lutar um mundial voce deve gastar por volta de 4 a 5 mil reais. dolar ta 2,40 e muita grana

  3. Pedro Ivo at 9:26 pm

    Mas então teriam que abolir o mundial da califa. Dois mundiais é incoerente. E o publico pagante do Jiu-Jitsu hoje são os americanos!! tanto é que todo cara quer ir pra la!! onde se pode cobrar fortunas pra dar aula!! não me levem a mal, até gostaria de ter um mundial aqui pra que os gringos que tivessem que viajar pra vir lutar aqui!! mas a CBJJF fazer um mundial em paralelo não vai acontecer.

  4. Felipe Bola at 1:47 am

    fala pedrao boa noite irmao.. nao e fazer paralelo .. pelo menos um ano fazer no brasil . o pessoal de concerteza e muito mais facil deles virem do que nos irmos. o numero de inscritos certamente iriam bater recordes, mas como voce mesmo falou a ''piramide'' onde rola o mundial ficou conhecida por sediar o evento ha muito tempo

  5. Pedro Ivo at 2:41 am

    Pois é, e o pior!! A IBJJF cobra muito caro nas inscrições pra lutar um campeonato que não dá premiação em dinheiro!!O mundial ainda tá por causa do prestigio, da historia, da gloria dos grandes campeões, mas torço que o mundial pro de Abu Dhabi se torne o campeonato mais importante do calendário do BJJ mundial!! so pra citar uma exemplo, eu to morando aqui na Inglaterra e tava afim de competir num Open da IBJJF que ia ter aqui, acho que era o London na época. Quando olhei o preço da inscrição (era 120 libras se não me engano), O.o que porra é essa vei!!! acabei não indo, achei um abuso esse valor. Óbvio quem tem patrocínio pra pagar inscrição ótimo!!! quem não tem, tem que se fuder pra pagar e fazer seu nome!

  6. Rodrigo Silva at 3:48 pm

    Difícil acontecer, Carlinhos já disse os fatores que impedem a volta do mundial pro Brasil .. Local no nível da piramide que não tem, a questão do dinheiro que seria cobrado, pois se for 150 reais a inscrição, qndo for converter em dolares vira metade e eles não abrem mão disso, já que utilizam tal moeda para a organização dos opens.

    É uma pena, ele disse inclusive que os gringos cobram muitos isso, pois querem poder vir disputar um grande campeonato onde o BJJ foi criado.

  7. Pedro Ivo at 4:15 pm

    agora uma coisa eu não entendo! porque tao caro a inscrição!! no Europeu agora vao ter 2000 atletas e a inscrição mais barata é de 110 dólares. Isso da 220.000 dólares!!! o que é que um camp de Jiu Jitsu tem de tao caro pra precisar de toda essa grana?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *