“A pressão o faz crescer”, diz treinador de Anderson Silva para o UFC 168

Share it
Rogerão acompanha o desempenho de Anderson Silva nos treinos. Foto: Divulgação

Rogerão acompanha o desempenho de Anderson Silva nos treinos. Foto: Divulgação

No dia 28 de dezembro, no UFC 168, Anderson Silva tenta, diante do americano Chris Weidman, recuperar o cinturão dos médios que foi seu durante sete anos e mostrar que a derrota em julho foi um deslize daquele que muitos consideram o melhor lutador de MMA da história.

Na preparação para o encontro, o brasileiro mais uma vez conta com a ajuda do preparador físico Rogério Camões, um de seus homens de confiança e mentor durante toda sua carreira no UFC.

Um ingrediente novo que Rogerão acredita ser um diferencial para Anderson retomar o cinturão é a presença constante da família do lutador em seu camp. Diferentemente de outras ocasiões, ele pode conviver mais com sua esposa e filhos, que estão na casa do atleta, próxima à Muay Thai College, em Los Angeles. “Ele está com a família dando todo o suporte em sua casa, que fica muito próxima do local de treinos e isso faz uma grande diferença no final”, revela.

Depois de sete anos invicto, Anderson se acostumou a entrar com o favoritismo sob seus ombros, mas agora encara outra realidade, a de desafiante, e com desconfiança dos torcedores, após o revés inesperado no UFC 162. Para Camões, o ex-campeão está pronto para voltar a ser o número um da categoria, independentemente da pressão extra que exista.

“O Anderson tem uma cabeça muito boa, vai se superar, e é nisso que confio. Pressão sempre houve, sempre vai haver, mas ele está completamente adaptado a isso. A pressão o faz crescer, ele sempre viveu assim, mesmo quando não era campeão, e o fato de ter perdido o cinturão agora não muda isso. Somos brasileiros e vamos honrar sempre a nossa pátria”, afirma.

Líder da academia X-Gym, no Rio de Janeiro, e treinador de nomes como Ronaldo Jacaré e Erick Silva, Rogerão sabe que um dos diferenciais do “Spider” é sua qualidade técnica acima da média. Aliada a um bom momento psicológico, o preparador físico considera-o imbatível.

“Ele estando bem psicologicamente, a técnica flui naturalmente porque é um fenômeno em habilidade e tem um arsenal de golpes incrível. Além disso, possui um grupo de treinadores experientes, que o conhecem muito bem e estão desenvolvendo a estratégia certa para voltarmos para casa com a vitória e o cinturão”, confia.

(Fonte: Assessoria de imprensa)
5_KEIKO_RodapeVIP_850

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *