Vídeo: confira a chamada do polêmico Shooto 45: Emerson x Juliana

There are 35 comments for this article
  1. Nícolas Pavani at 3:28 pm

    na minha opiniao ele foi certo ele vai subir la e fazer o trabalho dele se ela aceitou é porque os treinadores dela falaram que ela tinha chances de vencer eu acho que a mulher tem o direito sim de lutar contra homem como em qualquer outro esporte que tem misturas e todos deveriam ter é o direito delas eu dou aula de Muay Thai a pouco tempo porém eu trato todos os alunos com igualdade homem e mulher pisou lá para treinar é igual vai bater igual apanhar igual e aprender igual nao tem distinção que seja uma boa luta entre os 2

  2. Franklin Bezerra at 3:50 pm

    Não sou de comentar reportagem, mas isso aqui beira ao ridiculo, se não for armado… Até entendo uma luta de pano nesse conceito, o pano da mais recurso técnico para superar força, mas o cara vai sair na porrada com uma mulher!!!! Tomara que ela dessa o sarrafo nele…

  3. Ricardo Storti at 4:36 pm

    Péssimo pra imagem do esporte. Só temos a perder com isso.
    A repercussão negativa não será dirigida ao Shooto, mas sim ao MMA, respingando em outras modalidades de lutas.

    Numa época em que se busca a profissionalização do esporte e o apoio financeiro da iniciativa privada, isso joga tudo por água abaixo. Quem vai querer exibir sua marca num evento que coloca homem pra lutar com mulher?
    Na hipótese da mulher ser brutalmente nocauteada (como pode acontecer com qquer luta), a empresa gostaria de ser sua marca no calção do lutador ou na área de luta?

    Disso aí ninguem sai ganhando.
    Já perdemos, todos nós.

  4. Juliana Fernandes at 5:04 pm

    Só homem comentando e só criticas negativas. Mas a real é que nós mulheres praticantes de lutas estamos habituadas a treinar com homens. Todos esses comentários negativos partindo de homens é um orgulho ferido, pois essa mina tem mais coragem que muito mané que não tem disciplina para treinar e nem competir. Dentro do Jiu Jitsu derrotado é aquele que não luta e pra mim todos aqueles que não acreditam no potencial dela vão se surpreender. Sou TN e torcerei para Juliana Velasquez e acredito na vitória dela.

  5. Marcio Ferreira at 2:54 am

    Ja criticam o esporte ao inves das pessoas do meio mostrar uma outra visão faz essa m….., isso não existe, o Deputado Federal Jose Mentor do PT ja quer proibir o esporte no brasil tem um projeto de Lei pra ser votado, o Shotto pelo nome e tradição que tem faz uma dessa, pra que so por audiencia? audiencia hoje, amanhã mma proibido no brasil que lindo vai ser né, os atletas deveriam se negar a participar de um evento desse, deveriam boicotar isso nao é ser profissional muito pelo contrario, vamos boicotar esse evento pessoal audiencia zero pra eles

  6. Marcio Ferreira at 3:11 am

    Isso nao existe, mulher é mulher mesmo sendo praticante de artes marciais, mulher foi feita pra ser amada, conquista e ser companheira de um homem o problema eh que cpm essa liberade sexual as pessoas acham que a opção sexual da o direito de se encaixar ou fazer parte do sexo oposto ( nada contra cada uma tem a opção que bem entender ) mas cada sexo no seu quadradol

  7. Sidney Silva at 7:25 am

    Ela ta com muita marra, o cara nao tem nada a ganhar, vacilo dele lutar com uma mulher e vacilo dela por causa da surra que vai levar… se nao for armacao para promover ela para tentar leva-la para o UFC

  8. Juliana Fernandes at 11:11 am

    Marcio isso é mais lenda do que verdade, mulher é um ser humano como qualquer outro e não foi criada para ser companheira de ninguém. Eu estava discutindo sobre essa luta com alguns parceiros de treino e a conclusão é que não importa o resultado dessa vocês homens vão considerá-la incapaz apenas por ela ser mulher. Se ela ganhar é porque foi armação e se ela perder é porque ela é mulher. Isso é apenas machismo na sua forma mais explícita.

  9. Ronildo Moura at 1:10 am

    Se fosse a Crys Cyborg lutando com um cara uma ou duas categorias abaixo, teria mais apoio e apelo popular, de repente, mas não é, né… apesar de eu achar que uma luta nesses termos (Crys x categoria abaixo) seria muito louco, tenho a plena certeza de que não rola essa ideia de homem x mulher. É provado científicamente por A + B ( e nem precisa de cientista pra isso) que o homem tem mais força e velocidade do que uma mulher… e tb, de repente, ela seria superarior se pegasse um pau seco com pouco tempo de treino. O pior é que fica feio de qualquer maneira, caso aconteça esse combate: se ele partir pra dentro e nocautear ou se, ao contrário, ele fizer corpo mole… eee, viu!

  10. Rosimeri Spegiorin at 4:04 pm

    Caro Marcio, mulher não deixa de ser mulher por lutar artes marciais, e o fato de ser mulher não a impede de ser competente naquilo que faz com Determinação e Vontade.. Nem mesmo na luta. E isso não é ocupar quadrado do sexo oposto. O ego masculino, geralmente, é que costuma ser maior que o seu quadrado.

Deixe um comentário para Isaac Quadros Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.