Pezão e Hunt empatam e Shogun aplica nocautaço no UFC Austrália

Share it
Os dois pesados trocam socos simultâneos na luta principal. Foto: UFC/Facebook

Os dois pesados trocam socos simultâneos na luta principal. Foto: UFC/Facebook

Uma noite épica para os fãs do UFC. Felizardos os que estiveram presentes no Brisbane Centre, na Austrália, e viram ao vivo as batalhas entre Antônio Pezão e Mark Hunt, Mauricio Shogun e James Te Huna, além das outras nove lutas apresentadas nessa sexta-feira, dia 7.

Na luta principal, Pezão e Hunt protagonizaram um dos combate mais emocionantes da divisão de pesados do Ultimate. Antes disso, Shogun aplicou um fulminante nocaute em James Te Huna no primeiro assalto. Veja os destaques:

Em batalha épica, Pezão e Hunt empatam

Pezão e Hunt empatam em combate histórico. Foto: UFC/Facebook

Pezão e Hunt empatam em combate histórico. Foto: UFC/Facebook

No último combate da noite, Pezão, conhecido por sua garra, determinação e mãos que já derrubaram feras como Overeem e Travis Browne, foi em rota de colisão com Mark Hunt, dono de uma bomba atômica nos punhos, reconhecida desde os tempos do Pride. Com os dois no cage, era certo do combate terminar antes do cinco assaltos. Mas como o MMA é surpreendente por natureza, não foi dessa maneira.

Com cautela, Pezão chutava e mantinha a distância, enquanto Hunt tentava encurtar para acertar sua poderosa mão. O primeiro a encaixar foi Pezão, no primeiro assalto, mas Hunt se recuperou para aplicar seu knockdown no terceiro assalto. No chão, ambos atletas tiveram chance batendo por cima, mas a vontade de vencer era maior.

Já em exaustão, os dois tentavam com as últimas forças conseguir um golpe forte e preciso suficiente para nocautear o oponente. Termina o combate e a decisão complicada foi para os jurados.

Na apuração dos pontos, um jurado deu vitória a Hunt, enquanto outros dois marcaram empate. Com isso a luta terminou empatada em decisão majoritária.  O combate terminou sem vencedores no cage, mas com milhões  dele pela chance de assistir tal batalha.

Shogun aplica nocaute fulminante

Shogun comemora mesmo antes de ser contido pelo árbitro. Foto: UFC Facebook

Shogun comemora mesmo antes de ser contido pelo árbitro. Foto: UFC Facebook

Em luta cercada de expectativas, Mauricio Shogun Rua entrava no cage do UFC mais uma vez, desta vez contra James Te Huna.

Vindo de derrota, Shogun teria que lidar com o vencer ou ver sua situação no Ultimate se complicar. Com isso, o curitibano não se intimidou e aceitou a trocação. Te Huna tentava ser mais rápido e colocar precisos socos, mas Shogun parecia ler cada movimento.

Numa dessas, Te Huna balançou o ombro e soltou um upper de direita, lido com clareza por Mauricio, que desviou o rosto para aplicar um cruzado por cima do golpe do oponente. Te Huna caiu, desligado, e Shogun foi para cima parecendo não querer acertar o último golpe que havia projetado. Vitória por nocaute, e que nocaute!

Bethe estreia com vitória consistente

Abrindo sua carreira no UFC, Bethe “Pitbull” Correa entrou com garra para superar Julie Kedzie na única luta feminina da noite. Com trocas afiadas de chutes num combate muito movimentado, Bethe trabalhou bem e conseguiu atingir com mais eficiência sua oponente, vencendo na decisão unânime dos jurados. Sua oponente, a veterana Kedzie, acumulou quatro derrotas seguidas com o revés adquirido contra a brasileira, e comunicou sua aposentadoria após o fim da luta.

Caio Mosntro vence na decisão

Agora treinando com feras como Glover Teixeira e Lyoto Machida, o peso médios Caio “Monstro” Magalhães entrou para enfrentar o experimentado Nick Ring. Na luta, muitas posições no solo e bastante trabalho por ali. Caião chegou a arriscar uma chave de pé, mas Ring defendeu golpeando o faixa-preta, que foi abrigado a desistir do arrocho. No fim das contas, Caio venceu na decisão dos jurados.

Único revés brasileiro na noite, Bruno Carioca defendia sua invencibilidade em 13 combates contra Krzysztof Jotko, que possuía o cartel idêntico ao do brasileiro. Na luta, que se desenrolou por vezes equilibrada, o polonês saiu com a vitória na decisão unânime dos jurados.

Confira os resultados completos:

UFC Austrália: Silva x Hunt
Brisbane Centre, Queensland, Austrália
6 de dezembro de 2013

Antônio Pezão x Mark Hunt foi declarado empate majoritário
Mauricio Shogun nocauteou James Te Huna a 1min03s do R1
Ryan Bader venceu Anthony Perosh na decisão unânime dos jurados
Soa Palelei nocauteou Pat Barry aos 2min9s R1
Clint Hester venceu Dylan Andrews por nocaute técnico (lesão no ombro) aos 5min do R2
Bethe Correa venceu Julie Kedzie na decisão dividida dos jurados

Card preliminar

Takeya Mizugaki venceu Nam Phan na decisão unânime dos jurados
Caio Monstro venceu Nick Ring na decisão unânime dos jurados
Justin Scoggins venceu Richie Vaculik por nocaute técnico aos 4min43s do R1
Krzysztof Jotko venceu Bruno Carioca na decisão unânime dos jurados
Alex Garcia nocauteou Ben Wall aos 43s do R1

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *