Vitor Belfort nocauteia Dan Henderson e fica próximo do cinturão no UFC Goiânia

Share it
Belfort e o chute que nocauteou Dan Henderson em Goiânia. Foto: UFC/Facebook

Belfort e o chute que nocauteou Dan Henderson em Goiânia. Foto: UFC/Facebook

Uma noite histórica para o UFC e para o Brasil. Apesar do saldo final do UFC em Goiânia, tendo os estrangeiros vencendo a maioria dos embates, Vitor Belfort foi responsável por salvar a noite, nocauteando o até então “não nocauteável” Dan Henderson na luta principal da noite.

Ainda no evento, realizado nesse sábado, dia 9, tivemos a vitória de Cezar Mutante sobre Daniel Sarafian na decisão dividida, a vitória ditada por joelhadas de Rafael Feijão sobre Igor Pokrajac e as finalizações de Thiago Tavares e Adriano Martins no card preliminar. Confiram os destaques.

Belfort nocauteia o “queixo de aço” Dan Henderson

Cercado de expectativas, o duelo entre Vitor Belfort e Dan Henderson prometia ser o show que foi para os fãs de Goiânia. Remontando o combate realizado no Pride, Belfort voltou ao meio-pesado para sacramentar a revanche com Hendo. Alguns duvidavam do rendimento de Belfort no 93kg, mas a resposta veio em pouco mais de um minuto.

Ao soar o gongo, estudo entre os lutadores. Vitor mantinha seu braço esticado, para medir a distância de Hendo. O veterano, por sua vez, fez sua primeira investida com seu conhecido e mortal overhand, fintando no primeiro e largando o braço no segundo. O que Vitor fez? Esquivou e largou o primeiro soco. Ali, o queixo de Hendo foi posto à prova. O feroz balançou, e Vitor foi pra cima com tudo. Fim da luta? Ainda não.

Mostrando outra de suas conhecidas qualidades, Dan se recuperou do golpe e do castigo no solo. Socos poderosos de Belfort no solo foram absorvidos pelo lendário queixo de Hendo, e o mesmo levantou. Ao se reerguer, porém, Dan Henderson encontrou a canela de Belfort, e esta lhe acertou em cheio, quebrando a invencibilidade do queixo mais famoso do MMA.

Vitória histórica de Vitor Belfort no UFC, e Dana White confirmou logo após o combate: Vitor está definido como próximo desafiante ao cinturão peso médio do Ultimate. Além disso, o manda chuva vislumbrou uma revanche entre Anderson e Belfort pelo cinturão sendo realizada em um estádio de futebol brasileiro.

Mutante vence Sarafian de forma dividida

No coevento principal da noite, Cezar Mutante e Daniel Sarafian faziam a luta que os fãs aguardavam: a final do “TUF Brasil 1” que nunca aconteceu. Na ocasião, Mutante e Sarafian fariam a final, mas Daniel, lesionado, deu lugar a Serginho Moraes, que foi derrotado por Mutante.

No combate em Goiânia, Sarafian começou dando as cartas, avançando com tudo e buscando a luta. Mutante conteve o avanço do oponente e respondeu pressionado na grade. Sarafian até tentou uma guilhotina, mas a primeira etapa termina com equilíbrio.

Já no segundo assalto, mais efetividade de Mutante, conectando bons golpes e derrubando duas vezes, tendo vantagens no solo. A terceira etapa da luta definiria o combate. Com Sarafian tentando golpear em pé, e Mutante levando sempre para baixo, controlando e pontuando por ali, o combate teve fim e na decisão dos jurados, vitória dividida para Cezar Mutante.

Outros destaques ficaram para a finalização premiada de Adriano Martins sobre Daron Cruickshank, pegando na kimura e finalizando na chave de braço, para o mata-leão aplicado no mão com mão de Thiago Tavares sobre Justin Salas, e para o rápido nocaute de Jeremy Stephens, que quebrou a invencibilidade de Rony Jason no UFC aos 40s do primeiro assalto.

Confira os resultados oficiais do UFC em Goiânia:

UFC Fight Night Combate: Belfort x Henderson
Goiânia Arena, Goiás
9 de novembro de 2013

Vitor Belfort nocauteou Dan Henderson a 1min17s do R1 (Nocaute da noite)
Cezar Mutante venceu Daniel Sarafian na decisão dividida dos jurados
Rafael Feijão venceu Igor Pokrajac por nocaute técnico aos 1min18s do R1
Brandon Thatch venceu Paulo Thiago por nocaute ténico aos 2min10s do R1
Ryan LaFlare venceu Santiago Ponzinibbio na decisão unânime dos jurados
Jeremy Stephens nocauteou Rony Jason aos 40s do R1

Card preliminar

Sam Sicilia venceu Godofredo Pepey por nocaute técnico a 1min42s do R1
Omari Akhmedov nocauteou Thiago Bodão aos 3min31s do R1 (Luta da noite)
Thiago Tavares finalizou Justin Salas no mata-leão aos 2min38s do R1
Adriano Martins finalizou Daron Cruickshank na chave de braço aos 2min29s do R2 (Finalização da noite)
Dustin Ortiz venceu José Maria “Sem Chance” por nocaute técnico aos 3min19s do R3

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *