No Mundial, Talita, Telles, Caio e Jackson vencem; Durinho freia Lo e americanos brilham

Share it

Gilbert Durinho derruba Vitor Oliveira na final do peso médio. Foto: Ivan Trindade/GRACIEMAG

Foi mais um banquete de bom Jiu-Jitsu em Long Beach, na Califórnia. Pelo Mundial Sem Kimono 2013, campeonato organizado pela IBJJF, os faixas-pretas pisaram no tatame este domingo buscando a consagração e mais uma medalha de ouro.

No absoluto masculino, o grande nome foi mesmo Murilo Santana, que teve o braço erguido após fechar, sem clima para luta, como alegado, com o amigo e parceiro de treinos Leandro Lo.

Houve, neste domingo, quem fosse capaz de acumular o título sem kimono e o ouro com pano, conquistado em junho. Caso de Caio Terra, campeão no peso-galo após finalizar Fabbio Passos, o “Monstrinho” da Alliance, com uma bonita chave de pé.

Nos plumas, Laercio Fernandes (Lotus Club) foi o grande campeão, ao pegar as costas de Rafael “Barata” Freitas (Gracie Barra) e vencer por 4 a 0 no placar.

Vista como a divisão mais complicada, o peso médio viu a consagração de Gilbert “Durinho” Burns. Mesmo flertando com o MMA, Durinho decidiu voar até a Califórnia para lutar Jiu-Jitsu novamente. O niteroiense foi campeão ao bater Vitor Oliveira (GFTeam) por 2 a 0 na final. Durinho, campeão mundial de pano em 2011, teve a dura missão de eliminar Leandro Lo (Cícero Costha) na semifinal, por duas vantagens ao tentar passar.

No peso meio-pesado, o veterano Eduardo Telles voltou aos holofotes. O faixa-preta da Brasa venceu a final contra o talentoso Felipe Preguiça (Gracie Barra) por 6 a 2 e conquistou o título.

No peso pesado, um craque recém-chegado da faixa-marrom foi o dono do ouro. Jackson Sousa, forjado no morro do Cantagalo, fechou com o parceiro Lucas Leite.

Uma legião de americanos estava decidida a também brilhar na Pirâmide. E se deram bem.

No peso leve, o persistente Jonathan “JT” Torres voltou pronto para capturar seu ouro no peso leve, título que escapara em 2012 numa final eletrizante contra Augusto Tanquinho. Ele venceu Marcelo “Lapela” Mafra por 2 a 0 numa batalha marcante, e levou o ouro para a academia Atos.

Já o estudioso Rafael Lovato garantiu seu título no pesadíssimo. Na disputa pelo ouro, Lovato venceu Fabiano Scherner (Gracie Barra) por três vantagens. E ainda viu seus alunos se dando bem.

Terceiro colocado no ADCC, Justin Rader conquistou o ouro nos penas. Na final, o faixa-preta bom de quedas venceu Oswaldo Queixinho na decisão dos juízes.

No superpesado, o grande nome foi James Puopolo, também da Ribeiro Jiu-Jitsu. O carequinha finalizou Eliot Kelly com uma guilhotina da montada na final.

Talita Treta com boa base por cima. Foto: Erin Herle/GRACIEMAG

Talita Treta domina o absoluto feminino

Campeã de Jiu-Jitsu voltada para o MMA, Talita “Treta” Nogueira (Ryan Gracie) manteve a boa fase. Depois de conquistar duas medalhas de ouro no Brasileiro sem pano, a paulista repetiu o feito na Califórnia. Talita conquistou o aberto ao vencer Carol Vidal (Gracie Humaitá), campeã nos leves, por duas vantagens. Treta fisgou outro ouro no peso pesado.

No meio-pesado, Luiza Monteiro (Cícero Costha) esticou o braço de Rachel Demara (Big Brothers) na final, da guarda 50/50, e foi campeã com estilo.

Nos penas, Tammi Musumeci (ATT) pendurou a medalha de ouro no peito, após finalizar Tatiana Nascimento (Lotus Club) na kimura.

Para ver todos os campeões, acesse o site da IBJJF, aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 8 comments for this article
  1. Fernando Tavares at 8:59 am

    Pqp… Durinho monstro!!! Lo era o nome do evento, o cara a ser batido, e Durinho conseguiu para-lo!!! Parabéééns, Bro. Orgulho da galera!!! Gilbert Durinho Burns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *