Atleta do UFC, Patolino treina forte no solo e recebe a faixa-azul de Jiu-Jitsu

Share it

Com seu professor a esquerda, Patolino exibe sua nova faixa. Foto: Divulgação

William Patolino deu mais um importante passo para seu desenvolvimento profissional e ganhou motivação extra para a estreia no UFC, diante de Bobby Voelker, dia 28 de dezembro.

Na última semana, o vice-campeão do “TUF Brasil 2” foi graduado faixa azul de Jiu-Jitsu pelo mestre Anderson Silvério, o Sinho, como prêmio pelo trabalho de desenvolvimento multidisciplinar nas artes marciais ao qual o atleta vem se submetendo sob comando da Equipe Pejor.

Com 22 anos, Patolino tem um cartel com seis vitórias e apenas uma derrota, na final do TUF Brasil. Reconhecido pelo boxe agressivo, conquistou cinco triunfos por nocaute – e um por finalização – mas se mostra consciente da importância de dominar o Jiu-Jitsu no UFC:

“Estou muito feliz com essa conquista e espero poder representar bem o Jiu-Jitsu no UFC. No “TUF” aprendi muita coisa boa, e uma delas é que temos que sempre buscar evoluir em todas as artes marciais para sermos cada vez mais completos. Quero ser um artista marcial misto moderno”, afirma o atleta.

Patolino é um atleta que ainda está construindo uma carreira dentro do MMA, e terá pela frente um adversário experiente, com 34 lutas e 24 vitórias no cartel. O ex-lutador do Strikeforce, no entanto, vem de duas derrotas seguidas no UFC, e está pressionado. Para o brasileiro, essa é a hora de mostrar sua vitalidade e capacidade de domínio da luta.

“A qualquer momento você pode ser escalado pelo UFC para enfrentar um lutador com habilidades que você não tem. Quero poder levar o combate para onde eu quiser, e tenho tido cada vez mais confiança na luta agarrada. Se no dia 28 de dezembro a luta for para o chão, eu vou finalizar”, prevê Patolino.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There are 6 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *