Desafiado nos anos 1990, Mike Tyson admite que não teria vencido Royce Gracie

Share it

Royce e Tyson teriam protagonizado uma luta épica no UFC. Foto: Donald Miralle/Zuffa LLC via Getty Images

Nos anos 1990, dois lutadores assombravam o mundo. Com seu kimono alvo, o brasileiro Royce Gracie comprovou no UFC que um magrinho poderia tirar de combate qualquer massa bruta. Enquanto isso, em Vegas, um atarracado pugilista derrubava quem aparecesse na frente. Quem venceria um duelo entre ambos? Royce desconfiava que sabia a resposta.

O desafio veio por parte do Gracie, em meados dos anos 1990, em diversas entrevistas na imprensa. Seu irmão, Rickson, foi outro a convidar Mike para um tira-teima entre boxe e Jiu-Jitsu. Mas a resposta de Tyson nunca veio. Recentemente, em entrevista ao programa “UFC Tonight”, o peso pesado, que hoje é fã do Ultimate, revelou suas impressões sobre a suposta luta, afirmando que não se sairia bem dentro das oito linhas:

“Bem, em 1993 eu estava na prisão, então não teria como esta luta com Royce ter acontecido. Mas eu não teria chance de vencer o combate. Não fazia ideia de como era lutar vale-tudo. Teria de treinar nas regras do MMA antes de aceitar qualquer coisa. Você não pode subir para lutar ali só contando com seus punhos e sem ter técnica de chão. Além disso, precisaria trabalhar bastante o wrestling”, disse o mito da nobre arte.

Tyson disse também que, se tivesse chance, se aventuraria nos cages. Em seus tempos áureos, o feroz nocauteador teria entrado com fome de vitória, sentimento que conhecia bem:

“Teria sido demais treinar e competir no MMA. Meu ego me diria que sou o melhor lutador do mundo, e isso já seria suficiente para me levar a tentar”, pontuou o feroz Tyson.

E você, leitor, acha que Mike Tyson teria brilhado no MMA? Já imaginou a fera tentando um triângulo? Quanto você pagaria de pay-per-view para ver Royce x Mike?

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article
  1. Isaias Moraes at 9:01 pm

    Se fosse facil assim…algumas lendas do BJJ não teriam fugido do Wanderlei Silva, do Marcos Ruas, do Sakuraba =( ps- champ Royce venceu Saku depois mas foi pego do doping =/
    Tyson ao comentar isso, foi só simpatico e busca marketing apos aposentadoria.

  2. Philippe Berto at 10:18 pm

    Isaias Moraes Vc citou caras q treinaram jiu jitsu huahuah. Tyson contaria com golpes monstruosos na luta, mas é um cara 100% pugilista, totalmente cru numa disputa por queda e domínio e finalizaçao no solo.

  3. Armor at 12:43 pm

    Naquele tempo, com “CABAÇOS DE CHÃO”, era muito fácil pra qualquer gracie lograr superioridade marcial….
    Ainda mais com a maioria (senão todos) SE BORRANDO DE MEDO/PREOCUPAÇÃO em não serem quedados…
    A melhor coisa seria um rickson, royce, roiler, marco ruas, fabio gurgel, o que for, no seu auge com os lutadores ditos “top” do MMA de hoje em dia.

    Um exemplo (e bem recente)? maia vs woodler. O “mochileiro” tentou de todas as formas agarrar os cambitos do outro quem entrou CONFIANTE E SEM MEDO DE SER QUEDADO (afinal ele tem wrestling pra isso…)

    Como já disse o fanfarrão de b*sta “spider”: “acabou esse negócio de chegar, agarrar, botar no chão e ganhar a luta. acabou…”
    E isso ele disse lá nos anos 90 (em 1998 senão me engano)….

    Hoje em dia eu arrisco que um wrestler BEM TREINADO E COM UM BOXE AFIADO QUE ENTRE NA LUTA SEM MEDO DE SER QUEDADO, é só questão de tempo até encaixar um murro bem colocado no queixo – normalmente – de vidro desses jiu jiteiros…
    Se tiver além do boxe, um muay thai afiado então….

    Bom.. é só minha opinião… Ninguém é obrigado a concordar.

    De qualquer forma: sakuraba manda lembranças pra seus “gracie’s sparrings”! 🙂

    • Jiren at 8:47 pm

      Impressionante o nível de leiguisse em um comentário só.
      Então o intuito era exatamente esse estilo x estilo, se um era cabaço no chão, outro era cabaço em pé e quem conseguisse aplicar o seu estilo primeiro venceria.
      Hoje em dia a grande maioria dos lutadores sabem pelo menos 2 estolos bem, alguns sabem até 3, mas antes de bostejar leve em conta a época que cada coisa acontecia. Evita-se assim comentários ruins como esse.

  4. Zatoichi at 12:56 am

    Primeiro: Como disse o “Jiren” no comentário acima na década de 90 o intuito era exatamente ver qual era a melhor arte Marcial. se os Gracie eram bons no chão os outros eram bons em pé, inclusive diga-se de passagem Royce venceu wrestlers entre esses lutadores. Royce venceu, sem contar que na época não tinha nem tempo, nem limite de peso e nem luvas. E Royce era o mais leve. essa inclusive foi a razão do Royce ter entrado e não Rickson. A ideia do Hélio era mostrar que a arte era boa. já que Rickson era mais atlético do que o Royce.

    Segundo: Todos falam que o Demian perdeu pro Tyron Woodley, que o Tyron evitou as quedas e que não sei mais o que. Tudo bem, o Demian não conseguiu colocar para baixo. e o Tyron fez oq? Os dois jogaram certo pelas regras. E quantos lutadores o Demian venceu antes do Tyron?? Venceu Condit, Masvidal, Gunnar Nelson, Rick Story, Todos duríssimos com uma mão duríssima e boa base de wrestling e chão e Tudo isso contando com as regras de mma de hoje que favorecem muito o trocador e muito menos o grappler.

    Só que são duas coisas bem distintas a época de Royce e a época do Demian. Na época do Royce ele não tinha pressa para levar para o chão. se a luta estivesse no chão o juiz não colocava os dois em pé de novo. como acontece no caso de hoje. quantas vezes o Demian Pegou as costas dos adversários e quando acaba o round lá voltam os dois em pé novamente. Hoje em dia tem tempo, tem limite de peso, Não é tão simples a analise. É uma analise burra e é perda de tempo. Cada um fez o que tinha que fazer na sua época.

    Ao invés de ficarem falando negativamente sobre o Demian deveriam valorizar o que ele fez pelo esporte representando o Brasil e uma arte Brasileira que é o Jiu Jitsu Brasileiro com a eficiência que ele faz.

    A eficiência do Jiu Jitsu já foi provada em 1993. Agora. se mesmo assim quiserem ver se o Jiu jitsu funciona nos dias de hoje de verdade tirem o tempo de luta, tirem os rounds. Pq mma é esporte. na vida real não tem round e não tem tempo pra acabar.

    Outra coisa, foi falado ali em cima que o Royce venceu pq estava no dopping. serio mesmo que vocês acreditam que ninguém toma nada? Que o Sakuraba estava puro? em esporte de alto rendimento não existe puro. existe os que são pegos e os que não são pegos. seja mma, futebol, basquete. é uma carga horaria de treino sobre humana. não que seja certo. mas é a realidade…

    Tem outros fatores muito importantes para serem analisados mas o comentário vai ficar muito grande (maior do que já está… hahah) Mas é isso… vamos tentar observar as coisas com mais sensatez… Abss

Deixe um comentário para Kalunguinha Julio Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.