Julio Cesar e Facção defendem seus cinturões no WOCS 30, em Montes Claros

Share it

Marlon Sandro, Léo Jacaré e José Aldo comemoram vitória no WOCS. Foto: Carol Correira/Divulgação

A cidade mineira de Montes Claros viveu uma noite intensa de MMA. Com grande público presente no Ginásio Tancredo Neves, Julio Cesar Santos e Mauricio Facção brilharam e mantiveram seus respectivos títulos. Para seguir como dono do cinturão até 84kg, Julio frustrou torcida local ao nocautear André Muniz, enquanto Facção finalizou Cyderlan Porco Loco na unificação do título até 66kg. Agora, o WOCS retorna ao Rio de Janeiro no dia 1° de novembro.

Julio alcançou sua oitava vitória no cartel no segundo round do duelo contra André Muniz. Após boa troca de golpes de ambas as partes na etapa inicial, o campeão encontrou espaço para um direito de esquerda que decidiu a luta. “Esse título é meu e ninguém vai tomar. Enquanto eu puder, vou defender meu cinturão com toda minha força”, bradou Julio, ao final do combate.

Já Facção precisou de mais tempo para garantir a manutenção do cobiçado título. Apostando nas quedas, ele foi melhor que Porco Loco nos dois rounds iniciais, sacramentando o triunfo com uma bela guilhotina no último assalto. Logo após ter o braço erguido, ele foi desafiado por Lucas Bob Esponja, ex-campeão da categoria.

“Já bati nele uma vez e agora vou bater de novo”, provocou Facção, relembrando a luta entre eles em julho de 2011, no WOCS 14, quando venceu por decisão dividida dos juízes laterais.

Atleta da TFT nocauteia irmão de Rafael Sapo

Quando subiu no octógono, Oseas Viana levava consigo toda a torcida montes-clarense. Atleta local, ele foi empurrado para a vitória sobre Phillipe Girino, irmão mais novo de Rafael Sapo, lutador do UFC. Um contragolpe de Oseas levou o mineiro de Belo Horizonte à lona ainda no primeiro round.

“Vi a galera me apoiando, cantando ‘uh vai morrer’ para meu adversário, e isso me deixou com ainda mais vontade de vencer. Consegui meu objetivo e dei alegria ao meu povo”, comemorou Oseas.

Sob o olhar de José Aldo, Jacaré finaliza

Atleta da Nova União, Léo Jacaré conquistou sua sétima vitória no cartel após finalizar Luiz André com pouco mais de um minuto de luta, no katagatame. O triunfo fez a alegria de José Aldo, campeão peso-pena do UFC, que orientava seu companheiro de equipe do córner.

WOCS 30
Montes Claros, Minas Gerais
18 de outubro de 2013

Julio Cesar Santos (Fefel) venceu André Muniz (TFT Montes Claros) por nocaute técnico a 1min 08seg do R2

Mauricio Facção (Full House) finalizou Cyderlan Porco Loco (PRVT) na guilhotina aos 2min 36seg do R3

Oseas Viana (TFT Montes Claros) venceu Phillipe Girino (Cristiano Titi MMA) por nocaute técnico aos 2min 49seg do R1

Wagner Gomes (TFT/ATS) finalizou Edvaldo “Gameth” de Oliveira (Master Ivo Gold Team) no katagatame aos 2min 46seg do R1

Celso Baldow “Farpado” (TFT Teofilo Otoni) finalizou Leonardo Almeida (Vilsão Naja) no mata-leão aos 2min 31seg do R1

André Tadeu (TFT/ ATS) finalizou Ederson Moreira (PRVT) na chave de calcanhar aos 2min 47seg do R1

Léo Jacaré (Nova União) finalizou Luiz André (PRVT) no katagatame a 1min 56seg do R1

Luan Gazetta (Shield Team)finalizou Robert Peter (TFT Montes Claros) na guilhotina a 1min 34seg do R3

Paulo Robinson “Gato Preto”(TFT) venceu Leonardo Limberger (OxyGym Fight) por nocaute técnico aos 3min 43seg do R1

Thiago Araujo (TFT) venceu Moacir Sentinela (Colisão MMA) por nocaute técnico aos 23seg do R1

(Fonte: assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *