Demian Maia perde na decisão e Erick Silva é nocauteado no UFC Barueri

Share it

Jake Shields pressionou Demian e levou na decisão dividida. Foto: UFC/Divulgação

A noite dessa quarta-feira, dia 9 de outubro, foi complicada para os principais astros do UFC Barueri. O evento, realizado no lotado Ginásio José Corrêa, em São Paulo, levantou os fãs, mas deixou um gosto amargo ao ter Jake Shields superando Demian Maia na luta principal, e Erick Silva sofrendo um duro nocaute do coreano Dong Hyun Kim no coevento. Confira os destaques:

Jake Shields supera Demian Maia por decisão dividida

Fechando a noite do evento, Demian Maia entrou para encarar Jake Shields na divisão de meio-médios do UFC. Demian, vindo de vitória que rendeu a demissão do carrapato John Fitch, teve pela frente o duro Jake Shields, que em sua última luta superou Tyron Woodley por decisão dividida.

A batalha, que durou os 25 minutos dos cinco rounds programados, se resumiu a muita técnica de solo, transições, pegadas e tentativas de finalização. Os assaltos foram equilibrados, Jake tentava pressionar Demian, e este se valia de sua técnica de Jiu-Jitsu refinada para fugir do amasso e impor seu jogo.

Com poucos mas emocionantes momentos de trocação, o quinto round foi decisivo para a definição do resultado. No fim da luta, os jurados marcaram vitória do americano Shields por decisão dividida. O brasileiro, em coletiva após o combate, contestou o resultado, dizendo que se sentiu o vencedor do combate e que não havia entendi a decisão dos jurados em dar a vitória para Jake.

Erick Silva reage mas é nocauteado por Dong Hyun Kim

A esquerda que nocauteou Erick Silva. Foto: UFC/Divulgação

No coevento principal, Erick Silva, embalado pelo bônus de finalização da noite no UFC Fortaleza, encarou o duro coreano Dong Hyun Kim na divisão de meio-médios do Ultimate.

No início da batalha, Erick arriscou uma perigosa cotovelada giratória, que passou perto do queixo de Kim. Depois disso, Dong conseguiu impor seu jogo. Correndo atrás do brasileiro para agarrar e cansar, e este fugindo do coreano do jeito que dava, o primeiro assalto foi resumido a algumas investidas de Erick, e muita pressão de Kim no solo.

Chegando ao segundo assalto, Erick não quis saber de esperar o carrapato coreano e foi pra cima. Socos, chutes, joelhadas e tudo mais que ele podia oferecer foi atirado sobre o rival. Dong parecia assustado, mas sua tática de pressionar se manteve. Porém, a surpresa veio alguns minutos depois: Erick conseguiu se soltar, e Kim vinha andando em mais uma investida de agarrar, mas aquela  investida iria além.

Ao se aproximar, Erick soltou um soco para cima do coreano, que respondeu no contragolpe por cima, acertando em cheio o rosto do brasileiro, que caiu desligado no chão. Mais uma vitória por nocaute anotada para Dong Hyun Kim, aos três minutos da segunda etapa.

Toquinho finaliza em retorno, mas não leva o bônus

Toquinho gira e Pierce grita para interromper a luta. Foto: UFC/Divulgação

Em uma das lutas mais aguardadas da edição, Rousimar Toquinho, estreando na divisão de meio-médios do UFC, encarou Mike Pierce. O americano, provavelmente inspirado em Hector Lombard na despedida de Rousimar dos médios, partiu para cima do brasileiro tentando nocautear nos primeiros segundos, mas a vitória no início do assalto seria no brasileiro.

Na sua forma costumeira de pegar, Toquinho foi para a perna buscando o calcanhar. Mike escapou da primeira investida, mas foi surpreendido pelo instintivo Rousimar, que foi para a outra perna, conseguindo arrochar o golpe. Trinta e um segundos foram necessários para Toquinho ajustar e apertar a chave de tornozelo. Única finalização da noite, o bônus estaria garantido, não fosse por um detalhe: a organização vetou o bônus por “conduta antidesportiva”.

Segundo o Ultimate, Toquinho demorou para soltar sua chave, colocando a integridade física do oponente em risco. Marshall Zelaznik, executivo do UFC, disse que o prêmio não seria entregue até os dirigentes reverem o caso.

Confira abaixo os resultados oficiais do UFC em São Paulo:

UFC Fight Night: Maia x Shields
Ginásio José Corrêa, Barueri, São Paulo
9 de outubro de 2013

Jake Shields venceu Demian Maia na decisão dividida dos jurados
Dong Hyun Kim nocauteou Erick Silva aos 3min01s do R2
Thiago Silva venceu Matt Hamill na decisão unânime dos jurados
Fábio Maldonado venceu Joey Beltran na decisão dividida dos jurados
Rousimar Toquinho finalizou Mike Pierce na chave de tornozelo aos 31s do R1
Raphael Assunção venceu TJ Dillashaw na decisão dividida dos jurados

Card preliminar

Igor Araújo venceu Ildemar Marajó na decisão unânime dos jurados
Yan Cabral venceu David Mitchell na decisão unânime dos jurados
Chris Cariaso venceu Iliarde Santos por nocaute técnico aos 4min31s do R2
Alan Nugette venceu Garett Whiteley por nocaute técnico aos 3min54s do R1
Assine e Leve um Kimono Koral Exclusivo

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Rafael Goes at 11:55 am

    toquinho tu é pica , esse UFC sempre ti fudendo , ooooo seu moço deixa o jjiu jitsu do cara fluir objetivo e rápido fz o que né ? grande Rousimar Palhares brasileiro nato , bigode grosso.

  2. Philippe Berto at 8:39 pm

    Qnd ele soltou "cedo" o juiz mandou voltar a luta em pé pq nao tinha terminado a luta. Na ocasiao, se nao me engano no 1o UFC Rio, ele teve trabalho pra confirmar a vitoria q era certa com a finalização inicial. Agora teve conduta antidesportiva? vi isso nao rs

  3. Magnun Lara at 11:01 pm

    Demian deixou na mao dos juizes, nao pode reclamar.
    Erik, sempre assisti ele no jungle e nunca gostei tanto assim para estar no UFC…. nao foi surpresa nenhuma ver perder.

  4. Heleno Barros at 1:00 am

    Dayse Nunes super gatinha hein rs e sobre o Toquinho, poxa eu acho que ele tá certissimo pois como toda finalização tem que soltar quando for certeza da desistência não acho ele um idiota por isso ele é um dos mais tops sim e estamos com ele !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *