Leandro Vieira analisa Jiu-Jitsu de Cain Velasquez: “Tem muita pressão e sabe finalizar”

Share it

Leandro Vieira no centro com os novos graduados Cain Velasquez, Luke Rockhold e Daniel Cormier. Foto: Divulgação

Campeão peso pesado do UFC, Cain Velasquez, 31 anos, recebeu sua faixa-preta de Jiu-Jitsu na última semana, das mãos do carioca Leandro Vieira, na academia American Kickboxing Academy (AKA), em San José,
nos Estados Unidos.

O temido nocauteador vai batizar a faixa contra outro faixa-preta, no terceiro duelo com Junior Cigano, no próximo dia 19 de outubro em Houston, no UFC 166.

Em conversa com GRACIEMAG, Leandro falou sobre a graduação, analisou as qualidades de Cain no Jiu-Jitsu e fez uma análise da trilogia contra Cigano, além de comentar as novas faixas de Luke Rockhold e Daniel Cormier, wrestling que surpreendeu a todos ao pegar a faixa-marrom.

GRACIEMAG: Como o Jiu-Jitsu de Cain Velasquez tem evoluído nos treinos?

LEANDRO VIEIRA: Embora a formação original da AKA seja o kickboxing, os atletas de MMA nunca deixaram de treinar chão. Quando cheguei aqui há dois anos, o Jiu-Jitsu fazia parte do treino da equipe com atletas faixas-pretas como Jon Fitch e Josh Thomson, e os marrons Cain Velasquez e Luke Rockhold. E havia outros atletas que treinavam Jiu-Jitsu e que nunca haviam sido graduados. Era minha primeira vez diante de um grupo que tinha como objetivo principal o MMA. Foi e tem sido uma experiência muito boa e acho que a maior evolução até agora é vê-los confortáveis na luta no solo. Foram, assim, graduados com a faixa-preta Cain Velasquez e Luke Rockhold, que sempre treinou de kimono e tem um dos melhores Jiu-Jitsu do time. Já Cain foi campeão absoluto faixa-azul no Mundial Sem Kimono da IBJJF em 2007. Não houve surpresa, era uma evolução natural e esperada.

E o Cormier e a faixa-marrom?

A maior surpresa foi de fato a graduação do Daniel Cormier, ele que desde que cheguei ao time sempre usou a faixa-branca nos treinos de kimono. O Daniel tem um currículo invejável na luta olímpica, o que facilitou sua evolução no Jiu-Jitsu. Poucos conhecem a carreira dele, mas o cara ficou em quarto na Olímpiadas em Atenas, foi capitão da seleção americana de wrestling em Pequim, e ainda medalhou duas vezes no Pan. Na minha concepção, analisando diariamente os treinos por dois anos, a faixa-marrom foi a mais adequada para o nível técnico do Cormier.

Quais são as maiores qualidades do Cain Velasquez no Jiu-Jitsu?

Cain é um lutador completo. Na minha opinião a maior qualidade dele é seu preparo físico: ele tem um gás que dá condição de estar sempre atacando, buscando a luta. No chão essa característica também aparece e só o coloca em vantagem sobre os adversários, que acabam cansando tamanha a pressão imposta. Daí sempre sobra uma finalização. Ele não tem uma finalização favorita, tem um estilo de luta para a frente e sabe muito bem aproveitar as oportunidades quando aparecem, e geralmente são indefensáveis. Ele tem muita pressão e sabe finalizar.

Como você vê esta terceira luta entre Cain e Cigano, no UFC 166, no próximo dia 19?

O Cain está saudável e treinando bem. Ele tem um time de treinadores e sparrings de altíssimo nível e com isso o nível dele não cansa de subir. Junior dos Santos é, sem duvidas, o maior adversário do Cain e mostrou isso nas últimas duas lutas. Na primeira com um nocaute e na luta seguinte, mesmo perdendo, mostrou ser de fato um lutador duríssimo. Não dá para esperar nada além de outra grande luta. Os dois melhores do peso pesado estarão lutando pelo cinturão. Ambos têm um cartel invejável e já provaram isso. Os dois têm qualidades técnicas para ganhar essa luta.

UFC 166: Velasquez x Cigano 3
Toyota Center, Houston, Texas
19 de outubro de 2013

Cain Velasquez x Junior dos Santos
Daniel Cormier x Roy Nelson
Gilbert Melendez x Diego Sanchez
Gabriel Napão x Shawn Jordan
John Dodson x Darrell Montague

Card preliminar

Tim Boetsch x CB Dollaway
Nate Marquardt x Hector Lombard
Sarah Kaufman x Jessica Eye
George Sotiropoulos x KJ Noons

Card Preliminar (Facebook)

TJ Waldburger x Adlan Amagov
Tony Ferguson x Mike Rio
Dustin Pague x Kyoji Horiguchi

Ler matéria completa Read more
There are 14 comments for this article
  1. Douglas Marinho De Mellos at 3:58 am

    Porra nem uma cara!na luta contra o cigano ele pego costa e tudo e nem se quer busco a finalização,e brincadeira em 2 anos o cara pula da branca pra marrom. Se o objetivo dos caras e mma então que treinem de faixa branca até esperar o tempo certo pra subir e que subam gradativamente não que façam um supletivo.Sei que cada professor tem seu critério mas isso pra mim e marketing.puro e simplesmente.Temos que leva o jiu-jitsu mas a sério.

  2. Ronilson Silva at 6:24 pm

    Olha o Grande Mestre Carlson Gracie, sempre foi contra essa mania de ficarem DANDO faixas pretas de Jiu-Jitsu pra qualquer cara. Nao me importa se ele é o Cain, Mike Tyson ou sei la quem quer que seja, se quiser ser faixa preta de JIU-JITSU, então siga as regras e o tempo certo pra CONQUISTAR esse direito.
    Alguém já viu algum Mestre de Karatê, Taekwondo ou Muay Thai dando faixas?

  3. Patric Rampanelli at 6:28 pm

    Exatamente , eu acho que isso aconteceu mais pra ele se promover dando a faixa pra sair na midia , isso ta parecendo um supletivo haha

  4. Godo Jr Junior at 3:50 pm

    alguem sabe qdo ele foi faixa branca? qdo competiu de quimono? situações como essa é q entristece nosso esporte ,atletas q se destacam no MMA q nem sabem amarrar uma faixa direito pegando faixa preta ,isso é um desrespeito a quem segue o passo a passo do jiu-jitsu,que trilham o caminho como deve ser seguido com pasciência e mto dedicação ao estudo da Arte Suave. lamentavel,ooss

  5. Marcos Almeida at 1:31 pm

    Pode pode!! so quero ver quem vai assinar, A faixa deles, kkkkk faixa qualquer um da, so quero ver quem vai assinar uma faixa preta assim???? é o uma pergunta quem é esse PORRA de Leandro Vieira????

  6. Marcos Almeida at 2:05 pm

    Tenho um aluno que tem 3 messes de Jiu Jitsu !! Merece a faixa preta tem uma pressão!! Kkkkkkk faixa vem por vários fatores treino duro, respeito, tempo de treino, disciplina, bom caráter, humidade, como dizia o Grande Mestre Hélio Gracie, o faixa preta que tem menos de 10 anos de jiu jitsu, não tem como ser faixa preta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.