Treinador de Pettis, Diego Moraes analisa o Jiu-Jitsu da luta principal do UFC 164

Share it
Anthony Pettis, Diego Moraes e Pascal Krauss após treino. Foto: Divulgação

Anthony Pettis com Diego Moraes e Pascal Krauss. Foto: Divulgação

Hoje é dia de revanche no Ultimate. Remontando uma clássica batalha realizada no extinto WEC, Ben Henderson e Anthony Pettis se encaram pelo cinturão peso leve da organização, no UFC 164, realizado em Milwaukee. Para entrar na cabeça do desafiante, GRACIEMAG bateu um papo com o treinador de solo de Pettis, o faixa-preta Diego Moraes.

Na conversa, o líder do Team Moraes, que terá no card desta edição mais três discípulos no cage (Pascaul Krauss, Erik Koch e Chico Camus), falou do psicológico do atleta por conta do segundo desafio a um título no mesmo ano, sobre o gás e preparação de Pettis para uma possível luta de cinco rounds, e sobre as técnicas e treinamento de solo do desafiante, que terá pela frente um faixa-preta que gosta de competir de kimono e sem kimono no Jiu-Jitsu. Confira!

GRACIEMAG.com:  Como o Pettis recebeu a notícia de ter mais uma chance de cinturão e como fica o psicológico dele na reta final, prestes a refazer essa esperada revanche?

Diego Moraes: Quando o Pettis se machucou, pensamos que ficaríamos fora por algum tempo, tendo que esperar a recuperação e as suspensões médicas para ter uma nova chance. Mas, o mundo do MMA é imprevisível, e o Pettis estava pronto para outra e teve mais uma chance de disputar um cinturão, dessa vez na sua casa. O engraçado é que antes dele se machucar, quando ele soube que o TJ Grant ia lutar pelo cinturão, ele ficou um pouco chateado, disse que se soubesse que o combate seria realizado tão próximo, pouco mais de um mês de diferença e no peso dele de origem, ele teria esperado. Mas como ele não tinha definição, aliado à fome de lutar e a chance de enfrentar um campeão do calibre do José Aldo, ele decidiu tentar nos penas. Mas ele está muito feliz de lutar em casa, perto da família e dos amigos, e também de poder remontar essa disputa que ficou marcada na história do MMA, por conta daquele chute com impulso na grade. Vai ser uma guerra, com certeza.

E como foi o treino de Jiu-Jitsu? Como preparar um faixa-azul para enfrentar um faixa-preta?

O treino de Jiu-Jitsu com ele foi no mesmo molde para lutar com o Aldo, que também é um faixa-preta muito bom no chão. Mudamos apenas os detalhes, estudamos algumas posições que o Ben Henderson gosta de fazer no solo, o estilo de jogo dele embaixo, mas o Jiu-Jitsu em si está no mesmo molde. Também levamos em consideração o biotipo do Pettis e do Henderson. O Anthony é mais alongado e pode ter vantagem em certas posições. Assistimos muitas lutas do Ben Henderson, inclusive competindo de pano e sem pano no Jiu-Jitsu, e deu para traçar algumas surpresas para o jogo do Pettis, mas sem menosprezar o Jiu-Jitsu do Ben Henderson, que vem num ritmo de competição que faz bastante diferença. O Pettis vai entrar de olho nisso.

Como você acha que vai ser o andamento desse combate? Parecido com a luta do WEC em algum aspecto?

Já fazem três anos da luta entre eles. O Pettis evoluiu muito desse tempo pra cá, tanto nas vitórias quanto na derrota. O Ben vem de um ritmo diferenciado, por estar sempre lutando pelo cinturão, fazendo cinco rounds, então entra com esse diferencial. Mas eu aposto que a história vai se repetir. O gás do Pettis está invejável, e acho que está de igual para o fôlego do Ben Henderson, que um cara de disposição, e para se igualar tem que entrar para decidir. O Pettis está muito bem treinado no chão e ele tem que impor o jogo dele em pé, para desequilibrar.

E qual seria a aposta do treinador para o resultado da luta?

Uma vantagem é que o Pettis é muito confiante, ele tem na mente dele que pode vencer qualquer um na categoria, sempre com humildade, mas com confiança. Ele tem uma mente muito boa para lidar com essa pressão. Acredito em uma luta de cinco assaltos, o Ben Henderson é muito duro, difícil de ser nocauteado ou finalizado. Mas estou confiante que o Pettis vence na decisão.

E você, leitor, qual a sua aposta para o resultado da luta principal de hoje? Confira o card do evento e comente conosco.

UFC 164
BMO Harris Bradley Center, Milwaukee, EUA
31 de agosto de 2013

Ben Henderson x Anthony Pettis

Frank Mir x Josh Barnett

Chad Mendes x Clay Guida

Ben Rothwell x Brandon Vera

Erik Koch x Dustin Poirier

Card preliminar

Gleison Tibau x Jamie Varner

Louis Gaudinot x Tim Elliott

Pascal Krauss x Hyun Gyu Lim

Chico Camus x Kyung Ho Kang

Soa Palelei x Nikita Krylov

Ryan Couture x Al Iaquinta

Jared Hamman x Magnus Cedenblad

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *