UFC 162, Chris Weidman e o gênio Anderson Silva

Share it

Anderson coloca as mãos na cintura para Weidman, atual campeão do UFC. Foto: Josh Hedges, Zuffa LLC via Getty Images

Foram duas esquivas finais. E dois socos seguidos de canhota. No primeiro soco, venceu a esquiva; no segundo, venceu o punho. Lona. Após sete anos e seis dias, Anderson Silva finalmente perdeu a invencibilidade no UFC, a 1min18s do segundo round do evento principal do UFC 162, em Las Vegas.

O braço do novo campeão dos médios, Chris Weidman, nem havia sido levantado, e as redes sociais já bombavam com teorizações sobre o combate. As duas correntes críticas principais eram 1) a conspiratória (“armação!”) – esta me recuso a discutir; e 2) “Se Anderson não tivesse brincado, nocauteava Weidman facilmente”.

Eu lembro de um companheiro de treinos no Jiu-Jitsu que era de uma habilidade incrível, mas em campeonatos batia na trave. Perdia geralmente na decisão da categoria. Mas a expectativa em cima dele era sempre grande.

Ele treinava como todos seus companheiros competidores, mas, na semana do campeonato, começava a sair à noite. Assim mesmo, ia bem, mas não conseguia o primeiro lugar. Todos analisavam: “Caramba, imagina SE ele fosse mais dedicado, não saísse para a noitada, ao menos perto das competições.”

Apesar de o SE não fazer o menor sentido, todo mundo caía na falácia, inclusive ele próprio. De fato, o que ele estava fazendo ao sair à noite, dormir mal e beber era construir uma desculpa para a derrota.

Corte para a noite de 6 de julho na arena do MGM em Vegas.

Weidman começa na pressão, coloca para baixo e domina os primeiros minutos do combate. Anderson é um craque, e, mesmo na desvantagem, minimiza os avanços de Weidman, que, concentrado, procura as brechas, bate, se coloca, e, em determinado momento, tenta uma série de ataques na perna e no pé do campeão, que acabam lhe custando a posição “por cima”.

A luta volta em pé, e Anderson começa a brincar, gesticular, falar, esquivar, dançar, enfim, a tentar desestabilizar o adversário – e a construir uma desculpa.

Se Weidman estava sofrendo ou não com o ataque mental, jamais saberemos. Fato é que ele, focado, continuou a ir para cima, e Anderson não parou de brincar mesmo após o intervalo.

Weidman então conseguiu o nocaute. Mas aos olhos das redes sociais, e especialistas de plantão, não levou totalmente o mérito. Afinal de contas, Anderson construiu a desculpa magistralmente:

Seria Anderson Silva derrotado SE tivesse lutado a sério?

Não existe uma realidade alternativa. Ao menos não além da filosofia de bar ou das histórias em quadrinhos.

O próprio Anderson fez questão, no discurso pós-luta, de enaltecer o novo dono do cinturão. Weidman é um atleta de ponta, de apenas 29 anos, que não é luta fácil para ninguém, nem mesmo para o maior campeão da história do UFC.

Com ou sem brincadeiras.

Palmas para o gênio de Anderson Silva, que conseguiu se transformar, aos olhos de muitos, no protagonista. Mesmo na noite de Chris Weidman.


UFC 162
MGM Arena, Las Vegas, EUA
6 de julho de 2013

Chris Weidman nocauteou Anderson Silva a 1min18s do R2
Frankie Edgar venceu Charles Do Bronx na decisão unânime dos jurados
Tim Keneddy venceu Roger Gracie na decisão unânime dos jurados
Mark Muñoz venceu Tim Boetsch na decisão unânime dos jurados
Cub Swanson venceu Dennis Siver por nocaute técnico aos 2min24s do R3

Card Preliminar

Andrew Craig venceu Chris Leben na decisão dividida dos jurados
Norman Parke venceu Kazuki Tokudome na decisão unânime dos jurados
Gabriel Napão venceu Dave Herman por nocaute técnico aos 17s do R1
Edson Barboza venceu Rafaello Trator por nocaute técnico a 1min44s do R2
Brian Melancon nocauteou Seth Baczynski aos 4min59s do R1
Mike Pearce venceu David Mitchel por nocaute técnico aos 2m55s do R2

Ler matéria completa Read more
There are 38 comments for this article
  1. Marco Antonio Rosa at 1:36 pm

    Anderson Silva mostrou ontem , uma coisa que não é permitido na arte marcial é subestimar ou faltar com o respeito com seu adversário. Os nossos oponentes são quem nos dão fama e respeito sem eles não somos nada.
    Temos que ser Grande na humildade e Humilde na grandeza.

  2. Philippe Berto at 2:03 pm

    De fato o AS subestimou. A brincadeira dele deu muito certo no primeiro round, freiou os ânimos do Weidman, mas na volta para o segundo, quando deveria ter definido a luta ou mudar a postura para mais agressividade, continuou no mesmo ritmo de brincadeiras psicológicas, ele queria repetir o que fez com o Demian. Na época, demian só e encontrou na luta no final do quinto round, era tarde, ontem Weidman não entrou no jogo dele. Não é questão de humildade, ou de desculpa, é uma estratégia do AS para acabar com o foco do adversário e tirá-lo da estratégia. Ontem ele encontrou alguém que nao caiu nisso, um dia iria acontecer. Se AS lutar de novo, já sabe que não pode usar suas artimanhas como se fossem infalíveis. E o foco está no AS porque ele perdeu após 7 anos, nao foi porque brincou. Se ele fosse atropelado nao diriam "Weidman lutou mto bem", todos diriam "AS foi atropelado" "AS perdeu hoje". Um gênio, mais um brasileiro sagrado no mma.

  3. Bruce Barros at 3:13 pm

    Anderson vem do MT, ou seja, sabe que um chute, cotovelada ou um cruzado certo apaga. Na luta anterior o cara tinha aguentado o punch do Bonnar, que mesmo não sendo top, é um LHW (que apelou para trapaça) . Como um cara com essa experiência, vai dar a cara para bater? É claro que rolou alguma coisa nessa luta. Como subestimar o cara que todo mundo apontou que venceria ele? Anderson não chegou ao top por tanto tempo sendo um novato. O comportamento dele na luta foi no mínimo estranho.

  4. Fernando Nunes at 4:37 pm

    Acho que não foram as brincadeiras que concederam a vitória a CW, mas sim a intenção de SPIDER em abrir mão do cinturão e eleger CW como o novo Champs. AS tinha o direito de decidir até onde iria suportar a pressão de ser e de manter dono do cinturão, mesmo vendo essa nova geração de lutadores que vem por ai, mas "desistir" desse jeito, foi decepcionante. Uma carreira cheia de títulos e de recordes acabar assim? Pois apesar de ainda restarem 10 lutas a serem travadas AS acabou para o UFC e isso irá se confirmar em breve…

  5. Josi Soares at 5:12 pm

    De boa, AS adoro ele, mas o Campeão não faria isso em uma luta, em grandes e pequenas entrevistas, sempre falou muito em ganhar e perder com simplicidade e humildade e nunca subestimar o adversário, ele ate fazia uma "marrinha" nas entradas das lutas, mas isso é normal….O que houve hoje, acho que rolou muita grana mesmo….. estratégia mesmo e não por mal, ele não tinha mais "grandes lutas", (bons adversários tbm), e para ele não querer revanche, foi o que pareceu…….pois quem perde assim o cinturão, gostaria de uma revanche, e vamos combinar CW nem é tão bom assim, então foi o que pareceu……acho isso….

    • Humberto Pinheiro at 7:20 pm

      cvc não entende nada de luta mesmo, dizer que Chris Weidmann não é tão bom assim é sacanagem. e se Anderson não estava tendo boas lutar é porque ele é um cagão que escolhe seus adversários,tanto que ele resistiu CW por muito tempo e tbm não deu uma revanche para Belfort.

    • Fernando Almeida Do Nascimento at 7:29 pm

      tambem acho viu….parecia um ator…acho q ele cansou da pressão, nao quer j jones nem belfort, nao quer mais 10 lutas, familia e ele deve ta pressionando para aposentar ja ta rico… nao quis ser finalizado pq mancharia a faixa preta dos nogueiras, e a galera da academia que ta chegando ai e ele ta abrindo caminho…

    • Cesar Augusto at 8:19 pm

      Até que enfim uma analise condizente ao q ocorreu, pois essa q eu li lá em cima foi pifia. Acho q ele deveria assistir o filme do Anderson… ele tenta mandar um recado e ninguem entende, lá ta nitido q ele ta cansado. Compromisso em cima de compromisso. Não há corpo q aguente.

  6. Fernando Lara Nunes Siqueira at 7:13 pm

    Não consegui entender por qual motivo tu te recusas a discutir sobre a primeira teoria que enumerasse no teu texto. Mesmo sendo um amante de lutas, tens que deixar de lado o coração e ir pela razão. É de conhecimento de todo o mundo que esporte que envolve muito dinheiro rola muita armação. Por qual motivo no "nosso" (nao sou praticante de mma, apenas amante do esporte, por essa razão as aspas) esporte não poderia ocorrer isso? Pelo tom da entrevista coletiva eu não duvido nada que tenha acontecido algo sujo. Infelizmente! AS tava muuuuuito sossegado, distribuindo sorrisos como se o cinturão ainda estivesse nos braços dele. Enfim, também acredito que não tenha sido isso que aconteceu ontem, contudo é uma hipótese que tem que ser levada em conta. O texto tá bem escrito, apenas acho que após aquela "fanfarralhisse" toda que vimos ontem, nada pode ser desconsiderado!

  7. Rogerio Marques at 7:17 pm

    Não adianta cumprimentar todo mundo com um samurai e não agir como um! Os fins nunca devem justiçar os meios, faltar com respeito, não ter educação com os colegas adversários não é um comportamento aceitável. Interessante q isto não acontece no jiu nem no judô, caratê etc … com raras exceções, infelizmente as temos. Merecia levar uma queixo me desculpem os fãs!!

  8. Caio Fernando at 7:19 pm

    Anderson Silva foi simplesmente ridículo, reportagem muito destorcida do que foi de fato a palhaça que silva demonstrou no ultimo sábado. todos que ficaram acordado pra assistir queriam vê um lutador, um ídolo de uma nação, um exemplo para muitos. e o que vimos ? um palhaço dentro do octógono.

  9. Cicero Passos at 7:25 pm

    Ele foi muito inteligente: evitou a super luta com John Jones, que certamente ele não teria desculpas e nem dava pra brincar contra o Bones…e ainda fez parecer ao público que não foi Weidman que ganhou a luta, e sim ele que deixou Wiedman ganhar…Além disso a projeção na categoria era de adversários piores: Munhoz, Lombard, Jacaré, Rockhold etc. Uma saída de mestre

  10. Marcos Lenine at 7:29 pm

    Anderson errou na tática – insistiu demais na mesma..Mas ele fez a mesma coisa em outras oportunidades – e nestas outras ele não estava criando uma desculpa – Ele liquidou e manteve o cinturão (ou venceu, como no Caso de Bonnar).

    Agora que ele perdeu – "ele é um arrogante!" ou "criou uma desculpa"
    Se tivesse vencido – "Gênio! nunca surgirá alguém como Anderson".

    O cara errou, acontece. Toda e qualquer estratégia/tática que não saia das regras do UFC são permitidas. Que diria Musashi! A luta começa muito antes do Ringue, e Anderson sempre jogou com o Psicológico.

    Se você espera um cara humilde, respeitoso e que lute com a Guarda alta NÃO ASSISTA AO Anderson. Ele não é nada disso.É o seu estilo – e o que o manteve como campeão por 7 anos.

  11. Roger Silva at 8:46 pm

    Quem acompanha a carreira de Anderson Silva Sabe perfeitamente que ele venceria, se não tivesse perdido o time das brincadeiras. Não concordo com esta análise

  12. Giulliano Penedo at 10:10 pm

    Para de palhaçada, todo mundo tá cansado de saber que Anderson Silva não queria mais o cinturão, ele tinha dito que queria apenas 2 lutas, Dana White disse que seriam 10, então deu no que deu.

    • Leandro Coleoni at 11:45 pm

      O comentário mais sensato que li até agora. Anderson Silva é uma mina de ouro e Dana White não vai abrir mão disso tão facilmente. White já declarou, inclusive, que a revanche vai acontecer. Ou seja, o que o Spider disse sobre não ter mais interesse em disputar o cinturão não foi levado em conta. O duro vai ser testemunhar o lutador de MMA mais brilhante de todos os tempos manchar sua carreira por causa de um contrato. É nisso que dá vender a alma ao diabo.

  13. Pedro Franzosi at 8:22 am

    Análise perfeita da GracieMag.
    E outra, evidente que você, sendo lutador ou fã, ou mesmo, fazendo parte do meio do UFC, tem direito a acreditar que se "em condições normais" ele é melhor e venceria.
    Mas não podemos esquecer que entre os lutadores do UFC foi feito um pesquisa onde a grande maioria, pela primeira vez em lutas do Anderson, acreditava realmente na vitoria do Weidman. E ele provou no primeiro round que as expectativas faziam sentido.
    Anderson errou, e não foi a primeira nem segunda vez, mas tinha pela frente uma pedreira. e isso não pode ser ignorado.

Deixe um comentário para Jose Walter Andrade Jr. Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.