10 dicas valiosas para o faixa-branca de Jiu-Jitsu

Share it

faixa-branca

Já há algum tempo, GRACIEMAG reserva uma página da edição impressa para que um faixa-preta dê dicas a faixas-brancas de todo o mundo. Selecionamos 10 dos melhores conselhos publicados recentemente para te dar um gostinho do conhecimento disponível em nossas páginas. Se você quiser receber novas dicas em casa todo mês, assine GRACIEMAG aqui.

Confie e seja confiável! NUNCA segure uma posição depois das três tapas. Se não souber se o seu parceiro de treino bateu, largue imediatamente – a segurança é o mais importante. Quando briga para ser um parceiro mais confiável para os seus mestres e companheiros, você cria um ambiente mais seguro e prazeroso de aprendizado. Se você não se diverte, não vale a pena. Jiu-Jitsu é para a vida toda. Cada passo deve ser efetivo; afinal, arte é o melhor hábito que você pode adquirir na vida. – Felipe Costa (Brasa)

Concentre-se no abecê. Não tente aprender tudo duma vez. Principiantes precisam focar o básico, mesmo que pareça repetitive. Imagine que você vai escrever um livro, mas você ainda precisa aprender o som e a forma de cada letra, para depois aprender a juntá-las em palavras e frases. Portanto não se apresse; aceite que as repetições e os rolas são absolutamente imprescindíveis. – Jorge Britto (Toronto BJJ)

Jiu-Jitsu é detalhe. É comum um faixa-branca observar uma posição, mas esquecer um detalhe ou outro quando a repete. Logicamente, a técnica não vai funcionar do jeito que deveria, e talvez o aluno desista de fazê-la. Repita os detalhes de cada posição até que o aluno sinta confiança e prazer em aplicá-la nos treinos. – Christian Uflacker (Uflacker Academy)

Tenha bons hábitos. O seu corpo é o templo do seu espírito. É o primeiro veículo que você usa para ir e vir. Assim como temos de cuidar de um carro em mau estado, nosso corpo precisa de cuidados para funcionar direito. Então durma e coma bem, pois somos o que comemos, o que bebemos, e como dormimos. – Carlos Alberto Liberi (Gracie Barra)

O trabalho de condicionamento físico ajuda muito. Explore todos os ângulos para que o aluno alcance o seu potencial. E, claro, esteja atento à maturidade física dele. – Bruno Bastos (Bastos BJJ Midland)

Encontre a academia certa. Seja cuidadoso e escolha uma academia qualificada e que atenda às suas expectativas. Informe-se sobre o currículo do professor e visite o lugar. Faça uma aula-teste para ver se você se sente confortável naquele ambiente, com os parceiros e funcionários. O treinamento deve fazer você se sentir bem, e a atmosfera certa é crucial. Tendo escolhido a academia, fique nela e confie no seu professor. – Frederico Tisi (Tisi JJ)

Nada de desculpas para não treinar. A maioria dos instrutores ensina as posições numa sequência. Se perder aulas por motivos bobs, você perderá alguma das facetas da posição e não entenderá o plano de ensino do seu mestre. – Lúcio “Charlie Brown” (Gracie Barra)

Para quem não faz Jiu-Jitsu, bíceps grandes podem parecer sinais de um atleta poderoso. Esqueça isso. A parte mais importante do corpo de um atleta é seu tronco – o abdome, o cóccix, o peito e as costas. Trabalhe para fortalecer o tronco e exercite os quadris. Discuta como fortalecer e treinar essas áreas com o seu professor nos aquecimentos. – Rafael “Gordinho” Lima (Florida Start Academy)

Comece a competir, não tenha medo. Torneios podem funcionar como um ingrediente explosivo para te fazer treinar mais empolgado. Quem perde treina mais para ganhar, e quem ganha treina mais ainda para não perder o trono. – Abmar Barbosa (Drysdale BJJ)

Teste-se o tempo todo. Se você tem um amigo que raspa bem, tente passar-lhe a guarda. Se há na academia um passador que nunca para de pressionar, puxe-o para a guarda. Se o seu companheiro tem uma base forte, treine de pé com ele. Use a força dos outros para polir as falhas do seu jogo. – Sid Jacinto (UAEJJ)

Ler matéria completa Read more
There are 10 comments for this article
  1. DiPipe Luciano Júnior at 4:40 pm

    Devia ter dicas para comportamento, respeito as tradições também.
    Não comentar treino, ainda mais na internet.
    Estão matando o jiu jitsu com o fim dos códigos de ética.
    Apesar de isso ser mais culpa dos graduados que não educam mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *