Conheça a pupila de ouro de Marcelinho Garcia, de apenas 17 anos

Share it

Dominyka com o mestre Marcelinho Garcia e seus companheiros de equipe, após ganhar seu terceiro título mundial. Foto: Erin Herle

Marcelo Garcia é dono de sua academia desde o ano de 2009, quando se fixou em Nova York. Muitos já foram aprender com ele, mas, por ora, seu aluno de mais alta graduação (dos que começaram com ele) é faixa-roxa. Mas Marcelinho também acolhe lutadores transferidos de outras academias e, hoje, ele tem três faixas-pretas promovidos por ele: Zeljko Drinovac, Josh Watzkin e Alex Meadows.

Mas o primeiro campeão mundial sob a tutela de Marcelo é uma mulher que virou sua aluna aos 14 anos, então uma faixa-verde, e que hoje já é campeã mundial do adulto na faixa azul. Dominyka Obelenyte, vinda da Lituânia, mudou-se para os Estados Unidos com seis anos, e, três anos depois, começou a treinar numa academia pequena em Fair Lawn, Nova Jérsei.

Competindo no Mundial de 2010, como faxa-azul. Foto: Paramount Fitness

Depois de ganhar o Mundial de 2010 na faixa azul, embora fosse ainda tecnicamente uma criança, ela começou a treinar sob Marcelo Garcia, com a ajuda de seu pai, que dirigia por uma hora até a academia, quatro vezes por semana. Demorou apenas um mês para Dominyka pegar a azul e, em dezembro do mesmo ano, ela já era roxa aos 15 anos.

Seis meses depois, Dominyka ganhou o título de campeã absoluta na roxa, tornando-se o primeiro aluno de Marcelinho a ganhar um Mundial. Tendo ficado em segundo no peso médio, ela vingou a derrota ao ganhar da mesma atleta na final do absoluto. Aos 15 anos, Dominyka virava o mais jovem campeão mundial na faixa roxa. “Uma das minhas oponentes tinha 28 anos, e, quando eu lhe disse que tinha 15, ela e seus treinadores deram uma gargalhada, sem acreditar na minha idade”, diz a lituana.

Dominyka festeja o seu título absoluto no Pan. Foto: Erin Herle

Ninguém jamais baterá o recorde de Dominyka, já que o ano de 2012 trouxe regras mais estritas aos torneios da IBJJF. Os competidores anos são agora obrigados a permanecer na categoria juvenil até o ano em que completem 18 anos. Esta regra tirou Dominyka do Mundial de 2012, pois, com 16 anos, ela não tinha adversárias na faixa roxa – é raro ver mulheres abaixo de 18 anos no peso médio. Mas ela não perdeu a motivação: treinou e, de novo, ganhou o absoluto no Pan em 2013 – agora uma faixa-roxa de 17 anos, já capaz de se inscrever no adulto sob a nova regra. Uma dura luta na final do médio contra Monique Elias (Alliance) acabou deixando-a com a prata na decisão dos juízes; mas a desforra veio no absoluto, quando ela conseguiu derrotar Monique também na decisão dos juízes.

Dominyka foi surpreendida por Marcelinho quando o professor a promoveu a faixa-marrom logo ao fim do torneio, e lhe deu a oportunidade de testar sua habilidade numa nova faixa na arena do Mundial. Aí, com duas vitórias, ele se tornou a campeã mundial meio-pesada, faixa-marrom, de 2013 – e uma tricampeã mundial.

Pegando as costas na final do Mundial 2013. Foto: Erin Herle

Semana que vem, Dominyka terá sua cerimônia de formatura do ensino médio, onde receberá um diploma atestando uma altíssima média de notas na escola. Em poucos meses, seus horários e sua residência vão mudar, mas nada disso a impedirá de continuar treinando com Marcelinho Garcia: “Vou entrar na Universidade de Columbia, o que me deixa muito feliz – não só por ser a universidade dos meus sonhos, mas também por ficar a 20 minutos de metrô da academia do Marcelo. Acredito que o meu desafio principal no ano que vem vai ser coordenar meus estudos e treinos, e ainda tentar dormir. Deseje-me boa sorte!”.

Para acompanhar a Marcelo Garcia Academy, parte da GMA, e ficar sabendo do barulho que os seus alunos vêm fazendo no cenário competitivo, visite www.MarceloGarciaJJ.com.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
  1. Monique Elias at 7:07 pm

    CORREÇÃO:
    "Uma dura luta na final do médio contra Monique Elias (Alliance) acabou deixando-a com a prata; mas a desforra veio no absoluto, quando ela conseguiu derrotar Monique nos pontos."
    Correção, ambas as lutas foram empate. Ambas decisão dos juízes. E não por pontos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.