Randy Couture rompe silêncio e fala sobre não poder ter sido córner do filho no UFC

Share it

Randy Couture critica Dana White e o UFC por ter ficado de fora do córner do filho Ryan. Foto: UFC/Divulgação

Randy Couture é um homem de poucas palavras. É difícil ver entrevistas com a lenda do MMA, que hoje se dedica a sua academia Xtreme Couture, e ao reality show “Fight Master” do Bellator, no qual ele é um dos treinadores. Mas quando o assunto é o seu filho, Ryan, o ex-campeão do UFC rompe o silêncio e a situação muda.

Ryan tem 30 anos e seguiu os passos do pai ao se tornar atleta de artes marciais. O peso leve estreou no Strikeforce, onde fez um cartel de seis vitórias e uma derrota. Com o fim da franquia, ele foi contratado pelo UFC e designado a enfrentar Ross Pierson, em abril deste ano.

Randy Couture não foi autorizado pela organização a ser córner do filho, e isso gerou o descontentamento do integrante do Hall da Fama do Ultimate, que ao site “MMA Fighting” soltou o verbo:

“Com o Ryan competindo e eles não me permitirem continuar a progredir e trabalhar com o meu filho  foi algo ridículo e que me incomodou. Incomoda porque poderia ter afetado a vida dele. Ryan conquistou o seu lugar, fez o trabalho, tem paixão pelo esporte e está fazendo as coisas certas. Então, para ele, ser impedido e dificultado por Dana White e seus sentimentos em relação a mim, não foi justo, e me incomodou”.

“Quando você começa a falar sobre os filhos de alguém, ou sobre sua família, você está passando dos limites. Acredito que Dana White não gostaria que eu fizesse esse tipo de coisa para ele. Eu conheço a esposa dele, os filhos. De alguma forma ele teve o destino dos meus filhos em suas mãos”.

Ryan acabou perdendo o duelo contra Pierson por nocaute, e algumas pessoas criticaram o fato do Ultimate ter casado o combate do filho de Randy com um atleta bem mais experiente.

Os Couture são os primeiros pai e filho a competirem na organização.

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. Eulen Castro Viana at 7:29 pm

    Acredito que Dana White virar a ser, ou se ja não é, o novo Don King, o célebre empresário cujo penteado parece resultado de um choque elétrico, só que na versão sem cabelo , Não ficarei assustado quando ele for acusado futuramente por ludibriar seus pupilos ou até mesmo for acusado de fraude, torso pra que não aconteça e continue a ganhar seu dinheiro suado, para os seus lutadores, e para si próprio.

  2. Alex Godoes at 1:10 am

    No lugaria do Dana faria a mesma coisa, na verdade não teria nem contratado, que vá lutar no Bellator. Couture ganhou seus milhões no UFC e agora está na concorrência, claro que isso é um direito dele, mas tambem é direito e até dever do presidente do UFC barrar ele no ultimate. É mesma coisa que levar um tapa na cara e depois nego vir pedindo um abraço!

  3. Odirley Alves at 1:18 pm

    Eu respeito seu modo de pensar Alex Goes mais tudo que construimos em nossas vidas e para colhermos frutos
    e como vemos nos tempos de hoje tudo que o Dana quer e ser dono do mundo
    E provavelmente ele nao deve ter se quer convidado o Randy par fazer parte de sua organizaçao e por isso foi para o Bellator onde pode colocar em pratica tudo que aprendeu e se dedicou a vida toda
    " Depois de ganhar tanta grana com as lutas do Randy nos seu cards e ver o cara se tranformar em uma lenda nem teve a coragem de coloca lo como um membro da organizaçao… pra mim isso e ingratidao da parte do dono do UFC"

  4. Jairo Soares at 4:21 pm

    é infelizmente existe o maldito esquema em tudo nesta vida, na politica na religião no trabalho e no mma tambem, ou vc faz parte do esquema ou vc não serve para eles, ingratos RANDY COUTURE foi alem de uma atleta top, foi um nome que ajudou na divulgação e expansão do esporte, e é isto que recebe em troca, a porta fechada em sua cara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.