Braga Neto após vitória no UFC: “Foi ótimo ver que o Jiu-Jitsu tem valor”

Share it

Braga Neto. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

No último fim semana, o manauara Antônio Braga Neto fez a tão sonhada estreia pelo UFC e chegou fazendo barulho. O faixa-preta abriu o card do TUF Brasil 2 Finale, em Fortaleza, e com uma leglock justíssima venceu Anthony Smith, que já vinha de derrota para Roger Gracie no extinto StrikeForce, em janeiro.

Neto agora soma quatro vitórias consecutivas no MMA e mostrou a Dana White que o Jiu-Jitsu não é chato e, sim, bastante eficiente.

Em papo com GRACIEMAG, Braga Neto falou da estreia no octógono do UFC, a posição que lhe rendeu a vitória e muito mais. Confira.

GRACIEMAG: Como você analisa sua estreia no Ultimate?

BRAGA NETO: Foi muito boa, estou feliz com o meu resultado, finalizar sempre vai ser o meu objetivo. Podem esperar que sempre vou tentar finalizar e sempre vou acreditar nisso. Eu me senti ótimo, me emocionei na entrada, pois sabia que aquele momento era o mais importante da minha vida. Infelizmente Anthony Smith estava no caminho do meu sonho e da minha família, ele teve esse azar.

Você mostrou boa parte em pé e no chão, e abusou do Jiu-Jitsu contra Anthony Smith. Como foi a peleja?

Senti dois golpes e senti meu nariz sangrando, mas nada que eu não estivesse preparado pra sentir. Depois disso logo pensei que tinha que arriscar a finalização, pois não sabia a gravidade do sangramento. Acabei dando sorte.

Como você fez para ajustar a leglock em Smith?

Na hora que a gente se embolou, eu sabia que usaria a grade para tentar sair. Depois que ele rolou por cima de mim, eu primeiro tentei uma chave de calcanhar e depois fui direto para o joelho. Eu usei o quadril para dar pressão e finalizar.

O que representa para você fazer parte da edição do UFC que teve a noite recheada de finalizações?

Eu nem imaginava que ficaria com o prêmio da noite, mas independente de quem ficou foi ótimo ver que o Jiu-Jitsu tem valor. Eu estou super feliz por estar no UFC. Sei que agora tenho emprego e que a qualquer momento posso ser chamado para lutar. Então sempre vou me esforçar pra estar na melhor forma.

TUF Brasil 2 Finale
Ginásio Paulo Sarasate, Fortaleza, Ceará
8 de junho de 2013

Fabrício Werdum finalizou Rodrigo Minotauro no armlock aos 2min41s do R2
Léo Santos finalizou William Patolino no katagatame aos 4min43s do R2
Thiago Silva nocauteou Rafael Feijão aos 4min29 do R1 – Nocaute e luta da noite
Erick Silva finalizou Jason High no triângulo invertido a 1min11s do R1 – Finalização da noite
Daniel Sarafian finalizou Eddie Mendez no katagatame aos 2min20s no R1
Rony Jason finalizou Mike Wilkinson no triângulo a 1min24s do R1

Card preliminar

Raphael Assunção finalizou Vaughan Lee no armlock a 1min51 do R2
Felipe Arantes venceu Godofredo Pepey por nocaute técnico aos 3min32s do R1
Ildemar Marajó venceu Leandro Buscapé na decisão unânime dos jurados
Rodrigo Damm venceu Mizuto Hirota na decisão dividida dos jurados
Caio Magalhães finalizou Karlos Vemola no mata-leão aos 2min49s do R2
Antônio Braga Neto finalizou Anthony Smith na chave de joelho a 1min52s do R1

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *