Entenda por que o UFC em Fortaleza já está na história do MMA brasileiro

Share it
Rony Jason apaga Mike Wilkinson no triângulo. Foto: UFC/Facebook

Rony Jason apaga Mike Wilkinson no triângulo. Foto: UFC/Facebook

Mais uma edição do UFC apresentada em solo tupiniquim, mas desta vez com um sabor especial. Além de ser o primeiro evento realizado na região nordeste do país, inclusive com representantes nativos da região, o TUF Brasil 2 Finale, realizado no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, entra para história como o primeiro evento com 100% de aproveitamento para os brasileiros.

Com 12 lutas no card, e apenas cinco com embates entre compatriotas, todas as outras sete batalhas saíram com superioridade dos atletas nacionais sobre os estrangeiros. Por mais de uma vez este número bateu na trave, com um ou dois brazucas perdendo no card, mas esta edição marcou a superioridade verde-amarela no octagon do UFC.

Confira abaixo os guerreiros de nossa terra que venceram atletas de outras nacionalidades no TUF Brasil 2 Finale

Card principal

Erick Silva finalizou Jason High no triângulo invertido a 1min11s do R1
Daniel Sarafian finalizou Eddie Mendez no katagatame aos 2min20s no R1
Rony Jason finalizou Mike Wilkinson no triângulo a 1min24s do R1

Card preliminar

Raphael Assunção finalizou Vaughan Lee no armlock a 1min51 do R2
Rodrigo Damm venceu Mizuto Hirota na decisão dividida dos jurados
Caio Magalhães finalizou Karlos Vemola no mata-leão aos 2min49s do R2
Antônio Braga Neto finalizou  Anthony Smith na chave de joelho a 1min52s do R1

 

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article
  1. Pingback: Entenda por que o UFC em Fortaleza já está na história do MMA brasileiro | Diálogos Políticos
  2. Rogerio Silva Melgaço at 10:30 pm

    O JIU-JITSU TEM OUVIDOS. Pouco tempo depois de uma matéria que dizia que o "Triangulo" havia sumido do UFC, a edição histórica do TUF Brasil 2 Finale no Ceará, fez com que o Jiu-Jitsu trouxesse de volta o golpe mais emblemático do esporte e aplicado por brasileiros que são os estandartes da nossa "Arte Suave" e ainda não contente mostrou outras técnicas que são aplicadas nas primeiras aulas na academia só para mostrar o quanto ele é diversificado na hora de mostrar o quanto ele é eficiente, por isso digo "O JIU-JITSU TEM OUVIDOS"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *