Mundial 2013: a supremacia e o ouro inesquecível de Marcus Buchecha

Share it
Marcus Buchecha venceu o pesadissimo e o absoluto no Mundial 2013 Foto Ivan Trindade

Marcus Buchecha venceu o pesadíssimo e o absoluto no Mundial 2013. Foto: Ivan Trindade

A grande final do absoluto deu mostras de que Marcus Vinicius Almeida, o “Buchecha”, hoje está um degrau acima da concorrência.

Em números, Buchecha comprovou a supremacia no Mundial de Jiu-Jitsu 2013: fez oito lutas e finalizou cinco – só os monstros Bê Faria, Alexander Trans e Rodolfo escaparam.

Outra outra luta, no entanto, que ele não finalizou, sequer lutou, e que foi muito mais marcante.

A final do pesadíssimo com seu professor, Rodrigo Cavaca.

“Fechar com o Cavaca era um sonho que eu tinha desde a faixa-roxa, mas era um sonho distante. Hoje, foi realizado, e acho que jamais isso aconteceu antes – um professor fechar com o aluno que treina com ele desde a faixa-branca”, sorria Buchecha, enquanto se caminhava para sair do ginásio.

Foi quando alguém o parabenizou pelo título de bicampeão mundial absoluto, e os olhos da fera de 23 anos brilharam ainda mais. “Quem diria, bi absoluto… Igualei o feito do Jacaré, Xande e Pé de Pano….”, ele murmurou, lembrando o nome de alguns ídolos seus.

Se depender dele, que garante não pensar em MMA por um bom tempo, outros recordes do mundo do kimono devem ser pulverizados em breve. E um jovem com o apelido fofo de Buchecha pode vir a ser o competidor mais vencedor da jovem saga do Jiu-Jitsu competitivo.

Será que ele chega lá?

Ano que vem descobriremos, amigo leitor de GRACIEMAG.

Ler matéria completa Read more
There are 5 comments for this article
  1. Pingback: Mundial 2013: a supremacia e o ouro inesquecível de Marcus Buchecha | Bazar da Luta
  2. Bruno Domato at 1:41 am

    Foi incrivel ver esses dois (Cavaca e Buchecha) fechando uma final de Mundial, me mostrou que quando vc vai em busca de um sonho, ele é possível desde que vc acredite e não desista dele. Quanto ao Buchecha…vai bater todos os recordes naturalmente..,é só dar tempo ao tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.