Mundial 2013: a dúvida e a certeza de Caio Terra

Share it
Caio Terra foi o campeao mundial dos galos em 2013 Foto Ivan Trindade

Caio Terra foi o campeao mundial dos galos em 2013 Foto Ivan Trindade

Caio Terra, 27 anos, treina Jiu-Jitsu a sério há dez anos. Para “celebrar”, encarou a sequência de oponentes mais complicada de sua vida, no último fim de semana. Nas quartas do Mundial 2013, venceu Fabbio Passos apertado. Na semifinal, viu o parrudo amazonense Ivaniel Oliveira quase eliminá-lo e jogar por terra (sem trocadilho) seu sonho de ser bi mundial. Caio perdia por 2 a 0 até o último minuto de luta, até que… Mas deixemos que ele mesmo conte:

“O Ivaniel começou ganhando de duas vantagens e abriu dois pontos. Por baixo, eu ataquei finalizações e raspagens, e ganhei três vantagens, 3 a 2, mas o placar seguia 2 a 0 em pontos. Consegui a raspagem quase no fim da luta, mas não estabilizei e fui para as costas em vez disso, o que no fim das contas podia ter me custado a luta. Restando 40 segundos, consegui botar os ganchos e virei, 4 a 2. Depois encaixei um triângulo e troquei para o armlock, mas ele é mesmo muito duro. Parece aquele desenho da Tasmânia, fica dando giro o tempo todo sem parar!”.

A semifinal terminou 4 a 2, mas deixou os amigos e familiares de Caio tensos – seu filhote, Lucas, inclusive perdeu a voz de tanto berrar para o pai. “Eu fiquei na dúvida, achei que tinha feito os pontos da raspagem”, disse o professor radicado em San José. Depois da dúvida, no entanto, veio a certeza. Ele olhou para sua equipe e garantiu: “Eu vou vencer! Agora eu vou vencer”.

A final foi contra Bruno Malfacine, velho rival e pentacampeão da categoria, e que para piorar vinha passando fácil pelos obstáculos no caminho – finalizou Raul Marcello no leglock e Felipinho Costa no triângulo.

Mas Caio não deixaria escapar o ouro que não ganhava desde 2008. No início da luta, viu a fera da Alliance escorregar para suas costas e ganhar a vantagem, mas Caio defendeu com calma e categoria. Após alguns minutos se ajeitando e balançando na guarda 50/50, alavancou e raspou Bruno primeiro, que devolveu o movimento a seguir, aos 7min30.

Restando 30s, atrás nas vantagens, Caio deu a cartada de mestre: prendeu o tornozelo de Bruno na axila, girou e ficou de bruços, deixando o oponente desconfortável a ponto de ceder a posição. Caio Terra 4 a 2, para alegria do pequeno e rouco Luquinhas nas arquibancadas da Pirâmide em Long Beach.

Perdeu algum resultado do Mundial 2013? Veja todos os campeões, na listagem oficial da IBJJF, aqui.

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *