10 perguntas que o Mundial de Jiu-Jitsu 2013 terminou por responder

Share it

O Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu de 2013 acabou, e é hora de voltarmos às dez perguntas que fizemos em 15 de maio. O evento deste ano trouxe momentos esperados havia tempos, e que responderam a algumas dúvidas que estavam na cabeça de todos.

1. Quem é o novo rei do Jiu-Jitsu, Buchecha ou Rodolfo?

Marcus Vinicius “Buchecha” é o rei absoluto do Jiu-Jitsu competitivo. Ele teve um Mundial brilhante este ano, sem dar nem sombra de chance aos seus adversários. O largo placar de 9 a 0 na final do absoluto contra o também monstruoso Rodolfo Vieira foi o fecho perfeito para um fim de semana espetacular. Buchecha está ao menos um passo à frente de todos os outros atletas. Muito habilidoso, imprevisível, rápido e impositor de pressão infinita, Buchecha é o cara atualmente.

Buchecha, o novo rei do Jiu-Jitsu

2. Alguém pode impedir uma final do absoluto entre Rodolfo e Buchecha?

Não. Buchecha e Rodolfo são os dois competidores mais fortes de sua geração, de longe. Fabio Gurgel tentou botá-los no mesmo lado da chave do absoluto, mas, quando isso não funcionou, a final entre os dois se tornou uma quase certeza. Rodolfo finalizou todo mundo antes da final, e Buchecha só teve alguma dificuldade com Bernardo Faria na semifinal. Na atualidade, ninguém é capaz de ameaçar a supremacia de Buchecha e Rodolfo.

 

Ninguém ameaça Buchecha e Rodolfo

 

3. Poderá Clark Gracie pôr sua família de volta no topo do pódio na faixa preta?

Não. Clark não conseguiu repetir seu desempenho do Pan-americano. Ele lutou bem e chegou às quartas-de-final do médio, mas aí perdeu de 2 a 0 para Victor Estima. Clark é jovem e terá outras oportunidades de levar o clã ao topo do pódio – o que também vale para Kayron, Kron e Kyra.

 

Clark Gracie caiu nas quartas do médio.

4. Será o esquadrão de pretas da Atos, mais Keenan, capaz de destronar a Alliance na competição de equipes?

Não. Não foi um bom fim de semana para a Atos JJ. Apesar do terceiro lugar na competição entre os homens adultos, a equipe não fez nenhum campeão de faixa preta (homem ou mulher). O pluma Ary Farias foi quem chegou mais perto, mas os dois passos para fora do tatame durante a celebração resultaram numa penalidade que lhe custou o título. Alhures, a Atos teve maus resultados com seus atletas considerados favoritos. Gui Mendes perdeu para Daniel Beleza no pluma e ficou fora do pódio. Rafael Mendes sofreu uma derrota nos últimos momentos contra Tanquinho. André Galvão perdeu uma dura luta contra Braulio Estima e ficou em terceiro no peso meio-pesado. No absoluto, Galvão caiu nas quartas contra Léo Leite, também mais cedo do que o esperado. Claudio Calasans Jr. não obteve vingança de sua derrota para Otávio Sousa em 2012, e de novo ficou com a prata. Até Keenan Cornelius fez menos do que os 18 pontos que se esperavam dele. A derrota para Paulo Miyao na final do absoluto na marrom, no sábado, agora parece premonição do domingo negro que lhe sucedeu.

 

Léo Leite derrota Galvão.

5- Gabi Garcia é invencível?

Sim, ao menos por agora. Bia Mesquita foi, de novo, incapaz de ameaçar seriamente a supremacia de Gabi. A estrela da Alliance passeou pelo absoluto e pelo pesado para reter sua coroa de rainha do Jiu-Jitsu. Deve demorar até que alguém consiga detê-la. Pra começo de conversa, seria necessário aprender a anular sua vantagem de tamanho e sua habilidade técnica, que continua crescendo.

 

Quem pode vencer Gabi?

6. Caio Terra ficará no peso-pluma para enfrentar Gui Mendes?

Não. Conforme esperado, Caio voltou para o seu peso-galo natural. E assim conquistou seu segundo ouro em Mundiais ao ganhar de Bruno Malfacine por 4 a 2 na final. Foi a quinta vez consecutiva que eles se encontraram numa final, e a primeira vencida por Caio.

Caio Terra é campeão mundial no peso-galo.

7. Será que Cobrinha pode evitar que Rafael Mendes entre no clube dos tetracampeões mundiais (habitado por ele próprio e por Royler)?

Não, mas Tanquinho pôde. Assim como em 2011, Augusto Tanquinho roubou um lugar na final dos penas ao passar por Rubens Cobrinha na semifinal. Mas, diferente daquela vez, este ano Tanquinho logrou executar seu plano. Uma queda nos primeiros segundos deixou o atleta da Soul Fighters numa posição confortável, e uma tentativa de pegar as costas e derrubar no finzinho o puseram à frente nas vantagens. Rafael Mendes terá de esperar mais um ano para se candidatar à carteirinha de tetracampeão pena.

 

Tanquinho trabalhou por seu primeiro título mundial.

8- Veremos uma nova vitória de estrangeiro na divisão adulta da faixa preta?

Não. O domínio brasileiro sobre a faixa preta permanece seguro. Nyjah Easton, Ida Hansson, Tracey Goodell, Mackenzie Dern, Kanako Inaba, Alex Trans, Abraham Messina, Rafael Lovato Jr. e Yukinori Sasa foram os estrangeiros que chegaram ao pódio. Destes, apenas Nyjah fez a final. O Jiu-Jitsu se fortalece diariamente pelo mundo, mas ainda vai demorar até aparecerem outras potências comparáveis ao país que inventou o Jiu-Jitsu moderno.

 

Otávio Sousa festeja seu segundo título.

9- Os Miyaos conseguirão derrotar Keenan?

Sim. Parece que foi boa ideia passar todo aquele tempo treinando com os irmãos Mendes antes do Pan e do Mundial, mesmo tendo gerado alguma tensão dentro da Atos (os Miyaos foram impedidos de treinar na Atos San Diego com o resto do time, incluindo Keenan). Pela primeira vez após dez combates, o braço erguido não foi de Keenan. Depois de chorar no tatame, Paulo foi humilde em sua explicação da vitória: “Desta vez funcionou. Pode ter sido um evento aleatório, não sei dizer”.

Paulo Miyao não contém sua emoção depois de, finalmente, derrotar Keenan Cornelius.

10- Alguém será desclassificado por usar a guarda dupla?

Não. Como esperado, os juízes das IBJJF foram muito pacientes com a guarda dupla e com a 50/50, apesar das reclamações da plateia. Pelo menos nas divisões principais, ninguém foi eliminado por conta disso.

Guarda dupla.

 

Ler matéria completa Read more
There are 19 comments for this article
  1. Isaias Moraes at 4:29 am

    Bom artigo! + tamanho + força + uns 60%, 70% de tecnica + 30% de oportunismo = 1 campeão preta!! as estatisticas dos ultimos anos confirmam! perfis campeões tipo Marcelinho Alliance, Michelle N. Checkmat, Terere, R. Liborio são raros!

  2. Diego Jaqueira at 1:11 pm

    "Buchecha só teve alguma dificuldade com Bernardo Faria na semifinal" Alguma? Foi 4a4 em pontos, e 2a1 em vantagens. Foi um lutão, dura demais, Buchecha não teve "alguma" dificuldade, teve bastante.

    • Luis Nucci at 5:01 am

      e digo mais….se eu nao me engano, a segunda raspagem do buchecha foi matando por dentro da barra da calça do bernardo….pelo menos foi a impressão que tive ao ver o video…

  3. Victor Cr at 5:10 pm

    Gabi garcia ganhou tudo q ja ganhou ate hj muito mais pelo seu peso e tamanho descomunal para uma mulher … do q por suas habilidades em si… tecnicamente ela eh bem mais franca q Bia Mesquita por exemplo… so q seu tamanho absurdo faz toda a diferença…

    • Philippe Berto at 9:07 pm

      Acho que cada um usa o que tem. Uma magrinha sempre vai ser mais rápida e ágil e uma pesada sempre vai ser mais forte. A pesada não vai girar como a levinha nem a levinha vai conseguir amassar uma pesada. A questão é usar da melhor forma o que se tem. Com dois lutadores de mesmo nível técnico, o mais forte tem vantagem, pois conhece o que o adverário tem. Fica de exemplo Paulo Miyao, que fez algo muito grande nesse mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *