Mundial 2013: da azul à marrom, Rudson, Marcio André e os Miyaos brilham

Share it
João Miyao brilhou no pluma do Mundial 2013: ele fechou com o irmão Paulo novamente. Foto: Dan Rod

João Miyao brilhou no pluma do Mundial 2013: ele fechou com o irmão Paulo novamente. Foto: Dan Rod

O segundo dia do Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu, realizado na Pirâmide Walter, em Long Beach, Califórnia, foi longo, diversificado, e repleto de conquistas. O dia começou com a mulherada da faixa-azul, bem como os homens e mulheres faixas-roxas.

Os marrons foram divididos em dois turnos – as primeiras categorias, dos magrinhos, começaram ao meio-dia (16h em Brasília), ao passo que as seguintes foram realizadas às 18h. Também se realizaram os absolutos da faixa-azul, masculino e feminino, e os faixas-marrons fecharam o dia às 21h.

Ana Carolina Vieira celebra sua vitória no peso médio da faixa azul. Foto: Erin Herle.

O ouro no feminino do peso médio, azul, foi para Ana Carolina Vieira, irmã de Rodolfo Vieira. Este é o seu segundo ouro seguido nesta divisão do Mundial, e ela ainda ganhou o absoluto de sua faixa. No masculino, deu Rudson Mateus, 17 anos, que venceu suas quatro lutas por finalização.

No peso-pena da faixa roxa, Marcio André, da Nova União, confirmou o favoritismo para chegar à impressionante conquista de todos os grandes torneios do Jiu-Jitsu este ano. Ele, que havia perdido sua mãe no início da temporada, passou por lutas difíceis, e ignorou um pé machucado, sem jamais mostrar hesitação ou fraqueza. Terminada a final, ele finalmente se permitiu sentir a dor. Você pode ver sua vitória por 17 a 0 contra Manuel Moreno abaixo.

Michael Liera Jr. continuou sua grande campanha em 2013 ao vencer seu segundo ouro entre os roxas em Mundiais. Sua luta final terminou num ezequiel da montada. Ele já havia ganhado vencido o Pan este ano.

As categorias da faixa-marrom foram divididas entre sexta-feira e sábado, sendo que os lutadores do leve e de pesos mais baixos lutaram na sexta. Com pegadas de costas fulminantes e pernas impassáveis, os irmãos Miyao varreram o peso-pluma dos dois lados, e fecharam a final.

Com isso, Paulo se juntou aos ganhadores de grand slam em 2013 – título informal dado a quem venceu todos os torneios, Europeu, Pan, Brasileiro e Mundial. Veremos os dois lutando de novo no sábado, às 20h45 de Brasília, no aberto.

Os pesos leve e pena da marrom começaram no cair da noite californiana e fecharam a sexta-feira. O pena foi vencido por Gianni Grippo, o que marcou seu sexto título mundial – sendo que ele agora é campeão mundial em cada uma das faixas por que passou. Sua final contra Fabio Caloi foi uma batalha entre dois membros da Alliance, e silenciou a Pirâmide, pois não havia favoritismo nem por parte dos mestres, nem dos seus companheiros de equipe.

Márcio André é campeão dos plumas de faixa roxa.

No peso leve, o rei das guilhotinas Rafael Henrique, da Gracie Elite Team, derrotou Matheus Fagundes jogando solidamente por cima e se beneficiando duma penalidade imposta ao adversário, que segurou no kimono de forma ilegal. Completamente oposta à final do pena, esta disputa foi acompanhada por torcidas que encheram a arena com seus gritos. Foi o último combate da noite, e um belo desfecho para o segundo dia.

Rafael, que eliminara o campeão de 2012, Victor Genovesi, agradeceu aos professores e a um companheiro de treinos em especial: “Aprendi a dar guilhotina com o Pé de Pano, o título vai para ele”, piscou Rafael.

Para os resultados completos, clique aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *