Ana Carolina Vieira e o olho no recorde que o mano Rodolfo não tem

Share it
Ana Carolina Vieira vibra ao vencer a final do absoluto azul, no Mundial 2013 em Long Beach. Foto: Dan Rod

Ana Carolina Vieira vibra ao vencer a final do absoluto azul, no Mundial 2013 em Long Beach. Foto: Dan Rod

Após vencer a final contra Natasha Quiza (Fight Sports) por pontos, Ana Carolina Vieira Srour (GFTeam) se desmanchou em lágrimas. O sonho do ouro absoluto mundial havia se concretizado. Ano passado, a morena de cabelos enroladinhos foi campeã no peso médio e bronze no absoluto.

Este ano, a festa foi completa. Antes, Carol havia estrangulado Shannon Montgomery (Team 1) na final do médio, e como no absoluto corrido para abraçar o irmão de cabelos descoloridos, Rodolfo Vieira.

“Não foi fácil. Agora vou treinar mais para melhorar a montada e não perder mais a posição”, planejou a melhor faixa-azul de Jiu-Jitsu do mundo hoje.

Rodolfo vê futuro na maninha. Muito futuro:

“Eu já a enxergo lutando com as faixas-pretas, entre as melhores do mundo, e já me empolgo com isso, pois coração ela tem. Ainda vai demorar, mas acho que ela tem os ingredientes para conseguir aquele recorde que nem eu tenho – levar o ouro peso e absoluto em todas as faixas. Só depende dela continuar treinando”, apostou o campeão mundial absoluto faixa-preta de 2011.

O recorde não é algo fácil mesmo. No masculino, por exemplo, apenas Marcus Vinicius “Buchecha” conseguiu garantir o título na categoria e no absoluto em todas as faixas em Mundiais.

Para não perder nenhum lance do Mundial 2013 e acompanhar os vencedores em tempo real, acesse Google.com/+graciemagazine.

Para os resultados completos do Mundial 2013, clique aqui, no site da IBJJF.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *