As 5 melhores razões para você ser um dos competidores no Mundial 2013

Share it

Xande Ribeiro está dentro e vai buscar o tri mundial absoluto. E você, qual é o seu maior sonho no Jiu-Jitsu? Foto: Ivan Trindade

Amanhã é o último dia para se registrar no 18º Mundial de Jiu-Jitsu, que vai do dia 29 de maio a 2 de junho, em Long Beach, na Califórnia. Neste instante, milhares de leitores de GRACIEMAG podem estar, como você, com a dúvida pairando na cabeça. Luto ou não luto? Estou pronto? Será que vou me arrepender demais se não entrar?

Para aniquilar tais dúvidas, nossa repórter (e competidora) Erin Herle listou uma série de motivos para você não perder o bonde da história e partir com tudo para a maior competição do ano. Eis as cinco melhores razões:

5. Organização e arbitragem cada vez mais cuidadosas

Após 18 anos de experiência em organização de torneios, nenhum atleta ou torcedor sério tem dúvidas de que a IBJJF atingiu um padrão de qualidade no tocante à estrutura, cronograma, horário e segurança ainda não igualado. Se a quilometragem é sinal de sucesso, o Mundial 2013 promete ser impecável. O foco maior agora da Federação é reduzir os erros de arbitragem até o humanamente possível. Ser juiz de Jiu-Jitsu, afinal, não é fácil: é preciso tomar decisões em milésimos de segundos, muitas vezes em situações que permitem variadas interpretações. Para que tudo funcione, o corpo de juízes foi treinado e reciclado exaustivamente nos últimos meses, em cursos em diversas cidades e capitais. Na hora da decisão, as finais da faixa-preta continuam julgadas por três árbitros, e a expectativa é a melhor possível. Segundo a IBJJF, somente os juízes mais experientes e bem treinados vão apitar no Mundial. Se você é atleta, leia as regras, fique de ouvidos abertos aos três comandos em português (“Combate, Parou, Lute”) e boas lutas.

4. A quantidade de rivais que traz a qualidade

O Mundial 2013 promete, mais uma vez, bater o recorde de lutadores inscritos, inclusive na divisão feminina, onde há chaves que somam mais de 20 lutadoras. Isso por si só já significa que estar lá é fazer parte da história do Jiu-Jitsu. Mas, há razões ainda mais práticas e engrandecedoras para você competir num torneio desse porte. Afinal, competidores de Jiu-Jitsu sabem como pode ser frustrante treinar tanto e chegar a um campeonato com uma chave de cinco concorrentes ou menos. O Mundial é de fato um teste e tanto para suas habilidades, sua estratégia e sua força mental. Faça esse desafio a si mesmo, teste seu jogo e eleve sua técnica a um novo patamar.

3. Fortaleça seu time e seu professor

O Mundial de Jiu-Jitsu premia, ao fim da competição, as melhores equipes. Se você é grato ao seu professor, entre na disputa e o ajude a representar a bandeira de sua escola. Ganhando ou perdendo, nós garantimos que ele vai ficar orgulhoso de sua bravura.

2. Veja como fica o top 10 do ranking mundial do Jiu-Jitsu

Iniciativa recente da IBJJF, o ranking mundial dos faixas-pretas de Jiu-Jitsu é um ingrediente a mais na eletrizante disputa dos craques de kimono. Do Atlanta Open ao Mundial, todos os torneios estão contando pontos. Hoje, os dez melhores competidores do planeta, segundo os critérios do ranking, são:

1) Marcus Vinícius de Almeida   766.5

2) Leonardo Nogueira    732.5

3) Bernardo Augusto de Faria   622.5

4) Rodolfo Vieira Srour   553.5

5) Caio Terra    438

6) Rafael Mendes Godoy    427

7) Otavio Ferreira de Sousa    409

8) Guilherme Mendes Godoy   383

9) Michael Alexandre Langhi     354

9) Rômulo Claudio Barral

No ranking feminino, as dez mais são:

1) Gabrielle Lemos Garcia         1066.5

2) Luanna Alzuguir Moraes         934.5

3) Michelle Zonato Nicolini   720

4) Luiza Monteiro da Costa    541.5

5) Marina Soares Ribeiro   375

6) Fernanda Mazzelli Maio   358

7) Beatriz de Oliveira Mesquita   327

8) Talita Andrea Nogueira   311

9) Luzia Carmem Fernandes    271

10) Mackenzie Lynne Dern     247.5

Veja aqui o ranking completo, e acompanhe como o Mundial 2013 vai mexer com a lista.

1. Aprenda Jiu-Jitsu com os melhores entre os melhores

Após competir e testar sua técnica, sente-se nas arquibancadas e aprecie os melhores entre os melhores em ação. Veja que técnicas eles usam, os diferentes estilos, e como os grandes campeões do esporte lidam com diferentes situacoes na luta. Observe como eles se aquecem, como se portam durante o torneio, que horas comem, que movimentos eles acertadamente escolhem e até mesmo os erros que porventura cometerem. Nas arquibancadas, procure pelos seus ídolos no pano e no MMA e converse com eles. Aprenda com quem sabe e volte da Pirâmide como um praticante pelo menos dez vezes mais sábio. E, se você não puder mesmo ir, assista ao Mundial pela IBJJF TV, clicando aqui.

[highlight]Você ainda não se inscreveu no Mundial 2013? Faça agora!

[/highlight]

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *