Com festa brasileira, UFC no Combate 2 surpreende e cala críticos

Share it

Quando as lutas do UFC no Combate 2 foram anunciadas, e algumas delas caíram ou foram alteradas, ninguém esperava que o evento seria tão eletrizante. Muito se criticou sobre os lutadores escalados e o local escolhido, mas a verdade é que a grande e confortável Arena Jaraguá ficou lotada e recebeu 13 grandes combates.

Os brasileiros deram show de MMA com vitórias que empolgaram e levantaram o público que compareceu na cidade de Jaraguá do Sul. O único lutador que perdeu em casa, em combate internacional, foi Hacran Dias. Ele até tentou reverter o atraso que levou de Nik Lentz no primeiro e segundo round, mas a agressividade nos minutos finais não foram suficientes para lhe creditar a vitória.

Confira os destaques do UFC no Combate 2:

John Lineker justifica apelido e nocauteia no segundo round

John Lineker justifica apelido “Mão de Pedra” ao nocautear Azamat Gashimov no UFC no Combate 2. Foto:UFC/Reprodução Facebook

O peso-mosca John Lineker fez a terceira luta do card preliminar contra Azamat Gashimov. O russo foi capaz de suportar os fortes golpes que recebeu nos primeiros minutos, mas sucumbiu quando o brasileiro acertou um chute em sua linha de cintura e partiu para cima, soltando a mão, fazendo o árbitro interromper o combate a 1min07s do segundo round. Esta é a segunda vitória consecutiva de Lineker no Ultimate, que justificou o seu apelido: “Mão de Pedra”.

Fabio Maldonado volta a vencer no UFC depois de entrar ao som de “Adocica”

Fabio Maldonado comemora após vencer Roger Hollett e quebrar jejum de vitórias desde 2010. Foto: UFC/Reprodução Facebook

O meio pesado Fabio Maldonado perdeu três dos quatro combates que fez no UFC e sabia que precisava da vitória sobre o canadense Roger Hollett esta noite. Focado, mas sempre muito brincalhão, Maldonado entrou na arena ao som da música “Adocica” de Beto Barbosa, e o público acompanhou com palmas e cantando. A luta entre Hollett e o brasileiro começou com os dois se estudando e o adversário buscando uma luta mais agarrada. O atleta da Team Nogueira, afiadíssimo no boxe, trabalhou os golpes na curta distância e encontrou aí a fórmula para vencer, enquanto magoava o rosto e linha de cintura do oponente. Por decisão unânime dos jurados, Maldonado voltou a vencer, depois de dois anos e meio de jejum.

Em luta equilibrada, Paulo Thiago marca a primeira derrota na carreira de Michel Trator

Paulo Thiago vence Michel Trator por decisão unânime dos jurados após luta equilibrada. Foto: UFC/Reprodução Facebook

Michel Trator substituiu Lance Benoist de última hora após uma lesão do americano. O experiente atleta das artes marciais aceitou o desafio de enfrentar Paulo Thiago, e uma torcida praticamente inteira a favor do “Caveira”. O paraense começou bem no combate, chutando e quedando o policial do BOPE, porém passou a fazer uma luta agarrada, que o público vaiou bastante. Vendo que a forma mais lógica de vencer seria retribuir o jogo do adversário, Paulo Thiago inverteu os papéis e passou a manter Trator na grade, onde ele conseguia conectar alguns golpes. Uma queda ao final do terceiro round contou pontos a favor do “Caveira”, que venceu o combate por decisão unânime dos jurados. Michel Trator amargou a primeira derrota de sua carreira, e Paulo Thiago afastou a possibilidade de demissão no Ultimate.

Ronaldo Jacaré faz a alegria dos fãs e finaliza Chris Camozzi no primeiro round

Não poderia ser diferente. Ronaldo Jacaré tem o Jiu-Jitsu em seu DNA. O faixa preta entrou na Arena Jaraguá dançando e muito empolgado. A luta começou, Camozzi conseguiu acertar um chute alto que acertou o rosto do brasileiro em cheio, mas Jacaré estava somente esperando o momento certo para levar o adversário para onde ele gosta, o chão. Quando conseguiu a brecha, foi só uma questão de tempo. Os dois se embolaram, o americano deixou o pescoço e Jacaré encaixou um katagatame justíssimo, finalizando o adversário aos 3min08s do primeiro round. Jacaré foi perguntando sobre, se tivesse a oportunidade, quem gostaria de enfrentar, Vitor Belfort ou Luke Rockhold. O casca grossa respondeu: “O vencedor”.

 

Vitor Belfort se consagra como estrela dos UFCs no Brasil com nocaute sobre Luke Rockhold

Vitor Belfort acerta chute rodado em Luke Rockhold e nocauteia o adversário no UFC no Combate 2. Foto:UFC/Reprodução Facebook

Vitor Belfort é realmente um fenômeno. Estrela de três eventos do UFC no Brasil (UFC 142, UFC São Paulo e UFC no Combate 2), o peso médio provou porque é considerado um dos melhores do Ultimate. Belfort iniciou a luta mais agressivo, partindo para cima e acertando duros golpes no adversário. Com um chute rodado, o brasileiro derrubou Rockhold semi-nocauteado, daí foi só liquidar a fatura com a força que ele tem nos punhos. Belfort precisou apenas pouco mais de dois minutos para nocautear o último campeão do Strikeforce. Ao ser entrevistado o “Fenômeno”disse que só quer continuar fazendo o que ama, que é lutar, e buscar muitas vitórias. Além disso, o brasileiro pediu ao público que apoiasse Anderson Silva em seu próximo desafio, contra Chris Weidman, no dia 6 de julho. Estaria ele pensando em enfrentar o vencedor deste combate?

Confira os resultados completos do UFC no Combate 2:

UFC no Combate 2
Arena Jaraguá, Jaraguá do Sul, SC
18 de maio de 2013

Vitor Belfort venceu Luke Rockhold por nocaute aos 2min32s do R1
Ronaldo Jacaré finalizou Chris Camozzi com katagatame 3min37s do R1
Rafael dos Anjos venceu Evan Dunham por decisão unânime dos jurados
Rafael “Sapo” venceu João Zeferino por decisão unânime dos jurados

Card Preliminar

Nik Lentz venceu Hacran Diad por decisão unânime dos jurados
Francisco Massaranduba finalizou Mike Rio com katagatame aos 3min08s do R1
Gleison Tibau finalizou John Cholish com guilhotina aos 2min34s do R2
Paulo Thiago venceu Michel Trator por decisão unânime dos jurados
Iuri Marajó venceu Iliarde Santos por nocaute técnico aos 2min31s do R1
Fabio Maldonado venceu Roger Hollett por decisão unânime dos jurados
John Lineker venceu Azamat Gashimov por nocaute técnico a 1min07s do R2
Jussier Formiga venceu Chris Cariaso por decisão unânime dos jurados
Lucas Mineiro venceu Jeremy Larsen por nocaute aos 13s do R3

 

Ler matéria completa Read more
There are 16 comments for this article
    • Elder Lucca at 4:54 am

      esfrega a bunda em cima de motinho em exposição que vc ganha mais, pq de lutas vc nao entende absolutamente NADA.

    • Adilson Moreira da Silva at 11:48 am

      Vi muitas lutas do luke no strikeforce, ele é muito bom, mas estava visivelmente nervoso, não deu nem tempo de encontrar a distância e já foi nocauteado. Ele ainda vai incomodar na divisão podem escrever isso. O Vitor não tem o que falar ele é realmente um fenômeno é bom em todas as áreas do MMA, sou fã incondicional do cara. Quem fala bobagem realmente é porque não entende nada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *