Desconstruindo o fenômeno Keenan Cornelius

Share it

 

Não é todo dia que um faixa-marrom tem a honra de ser o personagem de capa da GRACIEMAG. Então, só o fato de Keenan Cornelius ter sido escolhido para esta “função” já dá uma boa dimensão do barulho que este americano vem causando no Jiu-Jitsu.

 

E para que você, amigo leitor, possa acompanhar melhor a trajetória desta fera, esmiuçamos a rotina de treinos, a mentalidade competitiva e as técnicas de luta da maior promessa do pano na atualidade.

E como apenas falar não é o suficiente, botamos Keenan para mostrar quatro posições exclusivas, que desde já prometem ser analisadas por adversários (atuais e futuros) e admiradores por todo o planeta. Todo mundo querendo saber quais são os alicerces, a estrutura e a argamassa que compõem um competidor fenomenal.

 

Reencontro explosivo

Protagonistas de uma rivalidade de tirar o fôlego cada vez que se enfrentam, Marcus Buchecha e Rodolfo Vieira mediram as forças em Abu Dhabi e tiraram um tempinho para revelar ao mundo as razões de serem os principais ícones do Jiu-Jitsu competitivo atual.

 

Sem pano e sem sono

Para calar as críticas de Dana White, todo-poderoso do UFC que disse que os campeonatos de Jiu-Jitsu eram entediantes, a seletiva do ADCC 2013 no Rio de Janeiro reforça o estilo bonito e agressivo dos astros do kimono.

 

Ecos do Pan

Depois de brilhar numa categoria infestada de craques, Clark Gracie revela como foi sair vitorioso de uma das finais de Pan Americano mais emocionantes dos últimos anos.

 

Por baixo, mas no ataque

Convocamos Leandro Lo, campeão na categoria até 76kg do WPJJC, a ensinar quatro ataques eficientes a partir da guarda aberta. São movimentos que encorajam qualquer um a um teste drive com os passadores de guarda mais ariscos da academia.

 

Carregando nos ombros

Martin Rooney, nosso especialista em preparação física, elabora uma série simples e eficiente para você proteger ou reabilitar uma das partes mais castigadas do corpo dos lutadores.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *