Jon Jones atropela Chael Sonnen mas quase perde o cinturão no UFC 159. Entenda

Share it
Jon Jones esteve a 27s de perder o cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Jon Jones esteve a 27s de perder o cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

O UFC 159, realizado nesse sábado, dia 27 de abril, marcou o reinado de Jon Jones na categoria de meio-pesados do Ultimate, mas foi por pouco. Chael Sonnen, claramente inferior ao grandalhão de cotoveladas afiadas, quase saiu do octógono como novo dono do cinturão, pois Jones, durante a luta, machucou feio o dedão do pé esquerdo, e possivelmente não voltaria para o segundo assalto.

O evento, realizado em Newark, Nova Jersey, teve também as vitórias de Michael Bisping sobre Alan Belcher, numa luta burocrática e terminada também de forma burocrática, por interrupção médica com um toque no olho feito por Bisping em Belcher,  antes do fim da luta, e com um nocautaço de Roy Nelson sobre Cheick Kongo na luta anterior.

Jones mostra superioridade mas quase perde o cinturão do UFC

A luta mais aguardada da noite era entre o campeão Jon Jones contra o falastrão Chael Sonnen, valendo o título dos pesos meio-pesados do UFC.  Além de toda a falação anterior, Sonnen derradeiramente se credenciou para o embate ao ser escalado como técnico rival de Jones na 17° edição do “TUF”, exibida nos EUA.

No UFC 159, Sonnen entrou com roupa de boxer e confiança de campeão. Já Jones, entrou tranquilo, ao som de Bob Marley, e com a certeza de que entraria na jaula, faria o seu trabalho, e voltaria tranquilo para casa. E foi tudo isso que aconteceu, apenas com o detalhe de que Jones não perdeu seu cinturão por 27 segundos. A gente explica.

Sonnen começou o assalto partindo para cima, mas Jones foi o primeiro a levar a luta para o solo, evitando ficar de costas na lona.  Sonnen logo se levantou, mas foi pressionado por Jones na grade, e este aplicou fortes joelhadas antes de derrubar novamente e começar a golpear com os cotovelos. Sonnen até tentou uma guilhotina, mas o campeão virou Sonnen de lado, pressionado contra as grades, e iniciou o castigo do desafiante. Este teve que ser salvo pelo árbitro, dando a vitória a Jon Jones, aos 4min33s do primeiro assalto.

Dedo aparentemente quebrado de Jon Jones após a luta. Foto: Reprodução/Twitter

Dedo aparentemente quebrado de Jon Jones após a luta. Foto: Reprodução/Twitter

Porém, logo após receber o cinturão,  Jones se deu conta que tinha torcido o dedão do pé esquerdo, mas não foi uma torção qualquer, seu dedo estava totalmente virado para o lado, praticamente quebrado. A questão é: se Chael Sonnen sobrevive até a segunda etapa, Jones não voltaria para o round com o dedo quebrado, e Chael Sonnen seria declarado campeão dos meio-pesados. Incrível, não?

Destaque também para a vitória de Pat Healy sobre Jim Miller, na primeira luta do card principal, luta esta com reviravoltas constantes, vantagens para ambos os lutadores, e que Healy preferiu não deixar para os jurados, finalizando no estrangulamento mão com mão no final do terceiro assalto.

Único brasileiro no card, Vinny Magalhães não conseguiu superar Phil Davis, que veio com uma ótima estratégia, mantendo o combate em pé e vencendo na decisão unânime.

Confira abaixo os resultados oficiais do UFC 159:

UFC 159
Newark, Nova Jersey, EUA
27 de abril de 2013

Card Principal

Jon Jones venceu Chael Sonnen por nocaute técnico aos 4min33s do R1

Michael Bisping venceu Alan Belcher na decisão majoritária no R3 (dedo no olho)

Roy Nelson nocauteou Cheick Kong aos 2min3s do R1 (nocaute da noite)

Phil Davis venceu Vinny Magalhães na decisão unânime dos jurados

Pat Healy finalizou Jim Miller no estrangulamento mão com mão aos 4min2s do R3 (finalização e luta da noite)

Card Preliminar

Rustam Khabilov venceu Yancy Medeiros na interrupção médica aos 2min32s do R1

Ovince St-Preux venceu Gian Villante na decisão majoritária no R3 (interrupção do árbitro)

Sara McMann venceu Sheila Gaff por nocaute técnico aos 4min6s do R1

Bryan Caraway finalizou Johnny Bedford na guilhotina aos 4min44s do R3

Cody McKenzie venceu Leonard Garcia na decisão unânime dos jurados

Steven Siler venceu Kurt Holobaugh na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There are 13 comments for this article
  1. Ewerton Guedes at 5:21 am

    Revendo o vídeo da luta, nota-se que ele quebra o dedo no momento em q o juiz intervém na luta e ele se levanta. ou seja, se o combate não terminasse naquele momento, provavelmente ele iria inteiro para o 2 round.

  2. Ewerton Guedes at 5:22 am

    Revendo o vídeo da luta, nota-se que ele quebra o dedo no momento em q o juiz intervém e ele se levanta. ou seja, se o combate não terminasse naquele momento, provavelmente ele iria inteiro para o 2 round.

  3. Carlos Eduardo Gomes Coelho at 5:42 am

    Agora, por causa de uma luta sem sentido, Dana pode ter perdido a superluta entre Jon Jones e Anderson Silva no Madison Square Garden no final do ano, pois essa lesão do americano… Bem feito, veremos se assim aprende que montante de dinheiro pelo ppv nem sempre é o que rende mais para a marca.

  4. Edson Melo at 12:11 pm

    JONES CONTINUA AINDA IMBATIVEL DENTRO DO OCTOGONO, MAS COMO NINGUEM É BOBO, TODO MUNDO JA ESTA VENDO SUAS PERFORMANCES E OS SEUS PONTOS FRACOS, E UMA HORA OU OUTRA ELE VAI SER DESTRONADO, POIS EXISTEM DIVERSOS LUTADORES EXCELENTES NESSA CATEGORIA DE MEIO PESADOS, INCLUSIVE MUITOS DELES ATE JA SUBIRAM DE PESO PARA O PESO PESADO E VOLTARAM COM TUDO PARA A ANTIGA CATEGORIA, E ISSO É QUESTÃO DE TEMPO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *