Lutador do UFC afirma que se demite caso não vença neste sábado

Share it

O “Bad Boy” vem de quatro derrotas consecutivas e afirmou que este sábado só tem uma opção: vencer. Foto: Sherdog

Leonard Garcia enfrenta Cody McKenzie no UFC 159 este sábado, 27 de abril. O peso-pena já está sentindo toda a empolgação nos arredores de Nova York. Os fãs o esperavam no hotel para fotos e autógrafos quando ele chegou na cidade. Este tipo de animação é normal na maioria das lutas de Garcia e Dana White chegou a afirmar que não existe a menor possibilidade de o Ultimate cortar o atleta do plantel, devido a suas atuações e a seu carisma dele com o público.

Mas o “BadBoy” do Texas não parece estar contente após quatro derrotas seguidas e declarou que ele mesmo irá se demitir do UFC caso não vença neste sábado.

“Sinto que se não ganhar esta luta devo sair da organização. Acredito que esta seja a luta mais importante da minha carreira. Será o retorno aos bons momentos ou o declínio onde tenho que parar e pensar nas coisas”.

Tanto no WEC quanto no Ultimate Garcia deixou alguns resultados nas mãos dos jurados, e o peso-pena admitiu que é difícil saber como eles julgam a luta até Bruce Buffer anunciar a pontuação. Garcia ainda afirmou que a melhor forma de evitar isso é não deixar o combate ir até o terceiro round.

“No final das contas você não pode deixar nas mãos dos juízes. Eu sei que Dana White pensa assim, mas sou conhecido pelas decisões divididas”.

O lutador ainda ponderou que os atletas da sua categoria são tão competitivos em termos de habilidades, que decisões divididas tem se tornado algo comum no octógono do UFC, citando como exemplo a luta de Gilbert Melendez e Ben Henderson no UFC on Fox 7.
“É preciso encontrar uma forma de finalizar a luta”, planeja Garcia para seu duelo contra Cody McKenzie no Prudential Arena este sábado.

Mesmo que suas três últimas lutas tenham ido para decisão dos jurados, o americano estabeleceu a meta de vencer o adversário ainda no primeiro round.

McKenzie, assim como Garcia, vem de um revés e este combate será tudo ou nada para os dois lutadores.

Mesmo com uma certa segurança em manter o emprego por causa das lutas excitantes, Leonard acredita que cinco derrotas seguidas seria demais e o ponto decisivo para sua carreira.

Independente destes pensamentos que o assolam, o atleta garantiu que está preparado para dar o seu melhor no desafio do UFC 159 e que ninguém será capaz de tirar dele esta vitória:

“Cody não vai tirar meu emprego. É tudo o que posso dizer”.

UFC 159
Newark, Nova Jersey, EUA
27 de abril de 2013

Jon Jones vs Chael Sonnen

Michael Bisping vs Alan Belcher

Roy Nelson vs Cheick Kongo

Phil Davis vs Vinny Magalhães

Jim Miller vs Pat Healy

Card Preliminar

Bryan Caraway vs Johnny Bedford

Gian Villante vs Ovince St. Preux

Sara McMann vs Sheila Gaff

Rustam Khabilov vs Yancy Medeiros

Leonard Garcia vs Cody McKenzie

Nick Catone vs James Head

Steven Siler vs Kurt Holobaugh

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *