Veja a final até 66kg entre João Miyao e Marcio André na seletiva do ADCC 2013

Share it
Miyao ataca o pé de Marcio, mas a vitória veio na decisão dos jurados. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Miyao ataca o pé de Marcio, mas a vitória veio na decisão dos jurados. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

Uma batalha técnica e equilibrada marcou a final até 66kg da seletiva para o ADCC 2013, realizada no último sábado, dia 20 de abril. De um lado, João Miyao, da Cicero Costha, e do outro lado Márcio André, da Nova União. Os dois jovens atletas entraram no tatame para tentar a sonhada passagem para Pequim, onde rola o ADCC, no dia 19 de outubro.

Miyao traçou um caminho de grandes lutas antes de chegar na final, se credenciando para a mesma ao superar o atleta Gabriel Marangoni, da CheckMat.

Já Marcio André teve pela frente o duro Herbert Burns antes de chegar a finalíssima. Após uma luta de altos e baixos, antes do fim da batalha Herbert se contundiu ao tentar uma entrada nas pernas, e Marcio André foi declarado vencedor e credenciado à final.

Na luta entre João e André, o atleta da Cicero Costha se saiu melhor, atacando o pé de seu adversário consecutivas vezes, e foi declarado vencedor da luta na decisão dos jurados da mesa.

Confira abaixo a atuação de João Miyao e Marcio André na final até 66kg da seletiva brasileira para o ADCC 2013.

 

Feminino até 60kg

1° – Ana Michele Tavares NOVA UNIÃO

2° – Michelle Nicolini – CHECKMAT

3° – Ana Maria Índia – GFTEAM

3° – Kalindra Walquiria – GOLD TEAM

Feminino acima 60kg

1°  – Fernanda Mazzelli – STRIKER JJ

2° – Talita Nogueira – RYAN GRACIE

3° – Marilia Alves  – GRACIE BARRA

3° – Marina Soares – CHECKMAT

Masculino até 66kg

1° – João Miyao – CICERO COSTHA

2° -Marcio André – NOVA UNIÃO

3° – Herbert Burns  – TOP BROTHERS

3° – Gabriel Marangoni – CHECKMAT

Masculino até 77kg

1° – Leonardo Nogueira – PEQUENO TEAM

2° – Victor Silvério – GFTEAM

3°  – Philip Augusto – SAPO TEAM

3° – Theodoro Canal – GFTEAM

Masculino até 88kg

1° – Claudio Calasans – ATOS

2° – Paulinho Baraúna – ALLIANCE

3°  – Delson Pé de Chumbo – BITTA

3° – Kleber Oliveira – GRACIE BARRA

Masculino até 99kg

1° – João Gabriel Rocha – SOUL FIGHTER

2° – Cristiano Lazzarini – GRACIE BARRA

3° -Renato Ferreira – RFT

3° – Armando Sixel – BOPE

Masculino acima de 99kg

1° – Rodrigo Cavaca -CHECKMAT

2° -Kitner Mendonça – RYAN GRACIE

3° – Carlos Eduardo – BUDOKAN

3° – Diego Balloutta – DRACULINO

Ler matéria completa Read more
There are 12 comments for this article
  1. Mario Fernandes at 6:34 pm

    Acho tudo uma grande MERDA !!!! Em que pese a eficiência tática , o que possibilita ganhar essas competições, a luta torna-se extremamente CHATA. Em um futuro próximo acredito que esse joguinho será completamente anulado e , o verdadeiro jiu-jitsu irá preponderar.

  2. Thayane Marins at 9:57 pm

    Pelo que eu entendi da regra se o atleta que está em cima sair na chave de pé e cair por baixo não existe o ponto, o atleta subiu e foi raspado pelo Marcio André, e o juiz não deu os 2 pontos do Marcio, já que além de subir ele tirou a 50/50 e ficou de frente pra guardar. Outro ponto na matéria que está equivocado é que o atleta Marcio Andre estava bem melhor na luta contra o Heberth, e foi ele quem entrou na perna do Heberth. Mas parabéns pelas luta, os atletas são duríssimos e todas as lutas foram extremamente de altíssimo nível técnico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *