Em noite de nocautes, Henderson mantém cinturão por decisão dividida

Share it

Ben Henderson mantém o título dos pesos-leves após luta duríssima contra Gilbert Melendez. Foto: UFC/Reprodução Facebook

Foram 12 lutas, oito nocautes. O UFC on Fox 7, realizado em San Jose (Califórnia) neste sábado, 20 de abril, vai ficar marcado pelos curtos duelos, mas também pelas estreias de atletas do Strikeforce, a primeira derrota do brasileiro Hugo Wolverine, o combate equilibrado entre Ben Henderson e Gilbert Melendez, a queda de sinal do Canal Combate que durou da terceira à sétima luta e até por um pedido de casamento que rolou dentro do octógono.

Confira os destaques e os resultados completos do evento:

Hugo Wolverine amarga a primeira derrota de sua carreira

Hugo Wolverine é nocauteado por TJ Dillashaw no UFC on Fox 7. Foto: UFC/ Reprodução Facebook

Hugo Wolverine era o único brasileiro no card do UFC on Fox 7. Foi exatamente na luta dele, a terceira do card preliminar, que o sinal de transmissão do Canal Combate caiu. O baiano enfrentou TJ Dillashaw e entrou confiante no octógono, mas o parceiro de treinos de Urijah Faber imprimiu um ritmo melhor desde o começo, pegou as costas do adversário e manteve no clinch. Quase no final do round, o americano conectou um direto de direita que balançou Wolverine. Vendo a fragilidade do adversário, Dillashaw partiu pra cima e desferiu uma sequência de golpes que fizeram o árbitro interromper o combate, declarando a vitória dele por nocaute técnico.

Esta é a primeira derrota na carreira de Hugo Wolverine, que logo após o revés twittou com bom humor:

“Cortaram o sinal de todo mundo, até o meu”!

Josh Thomson se aproxima de uma nova batalha contra Melendez

Josh Thomson já foi atleta do UFC e campeão dos pesos-leves do Strikeforce. Ele perdeu o cinturão para Gilbert Melendez em 2008, mas apesar disso, pode-se dizer que ele foi o lutador que mais deu dor de cabeça para o “El Niño”, enfrentando-o por três vezes. No desafio de hoje, o atleta de San Jose não deu chances para Nate Diaz, acertou um chute alto na cabeça do adversário que já caiu nocauteado. Cruzados de direita fecharam com chave de ouro o resultado positivo do peso-leve. Isso o aproxima ainda mais de um novo combate contra Melendez, desta vez no Ultimate.

Daniel Cormier estreia com vitória em luta amarrada

Daniel Cormier prensa Frank Mir na grade e mantém luta morna durrante os três rounds. Foto: UFC/Divulgação

Daniel Cormier estreou no UFC contra o experiente Frank Mir e os pesos-pesados fizeram a luta mais amarrada da noite. De acordo com Cormier, esta era a estratégia, já que ele não gostaria de ir para o chão com Mir e correr o risco de ser finalizado. Durante os três rounds, o wrestler prensou o adversário na grade e foi pontuando, sem correr riscos. DC venceu por decisão unânime dos jurados e manteve o cartel invicto, agora com 12 vitórias.

Chad Mendes nocauteia e pede cinturão

Chad Mendes vence por nocaute pela terceira vez consecutiva e pede disputa de cinturão dos penas do UFC. Foto: UFC/ Divulgação

Chad Mendes não esconde de ninguém que não aceita a derrota para José Aldo no UFC 142, a única de sua carreira. Motivado, ele entrou no octógono pronto para decidir o combate, e assim foi. Fechando o card preliminar, Mendes encarou Darren Elkins na categoria dos pesos-penas. Em apenas 1min08s o ex-desafiante conectou um cruzado de direita que derrubou o adversário. No chão, Mendes aplicou uma sequência de socos de esquerda que fizeram o árbitro intervir declarando a vitória do atleta por nocaute técnico. Em sua comemoração, Chad Mendes fez o sinal do cinturão, pedindo uma nova disputa pelo título. Este é o terceiro nocaute consecutivo do peso-pena.

Em combate equilibrado, Henderson mantém o cinturão

Gilbert Melendez não deu moleza para Ben Henderson e por pouco não tirou o cinturão do campeão. Foto: UFC/Reprodução Facebook

Gilbert Melendez provou porque mereceu disputar o cinturão dos pesos-leves, mesmo estreante no UFC. Último campeão desta categoria no Strikeforce, “El Niño” não deixou Ben Henderson encurtar distância, contragolpeando com eficácia nos dois primeiros rounds. Aconselhado pelos corners, Bendo começou a chutar mais, minando as pernas do adversário, e ganhando mais confiança para aplicar alguns jabs. Ocupando o centro do octógono, o campeão ainda conseguiu marcar o rosto de Melendez, que foi perdendo o foco e o oponente do raio de ação. Quando conseguia acertar, Melendez aplicava toda sua força, mas não foi contundente o bastante para tirar o título do “Smooth”.

Por decisão dividida, Henderson defendeu sua cinta pela terceira vez. O atleta ainda deu um show a parte ao pedir a namorada em casamento quando Joe Rogan lhe deu o microfone. A bela respondeu com um sonoro “Sim” e o público do HP Pavillion aplaudiu emocionado. Assista à cena:

O próximo desafio de Bendo será conhecido no dia 25 de maio. De acordo com Dana White em coletiva pós-evento, Gray Maynard ou TJ Grant, que lutam no UFC 160, se tornará o desafiante número um. Pelo jeito o combate entre José Aldo e Henderson vai demorar um pouco mais do que o esperado. O campeão dos leves já havia afirmado que gostaria de encarar o brasileiro em um estádio de futebol, para até 100.000 pessoas.

E vocês leitores, o que acharam de mais este evento do UFC? Confira os 12 combates em 55 imagens que separamos para vocês:

[flickr set=72157633300216950]

UFC on Fox 7
HP Pavillion, San Jose, Califórnia
20 de abril de 2013

Ben Henderson venceu Gilbert Melendez na decisão dividida dos jurados
Daniel Cormier venceu Frank Mir na decisão unânime dos jurados
Josh Thomson venceu Nate Diaz por nocaute técnicos aos 3min44s do R2 (Prêmio de nocaute da noite)*
Matt Brown venceu Jordan Mein por nocaute técnico a 1min do R1 (Prêmio de luta da noite)
Chad Mendes venceu Darren Elkins por nocaute técnico a 1min08s do R1
Francis Carmont venceu Lorenz Larkin na decisão unânime dos jurados
Myles Jury venceu Ramsey Nijem por nocaute a 1min02s do R2
Joseph Benavidez venceu Darren Uyenoyama por nocaute técnico aos 4min50s do R2
Jorge Masvidal venceu Tim Means na decisão unânime dos jurados
TJ Dillashaw venceu Hugo Wolverine por nocaute técnico aos 4min22s do R1
Anthony Njokuani venceu Roger Bowling por nocaute aos 2min52s do R2
Yoel Romero venceu Clifford Starks por nocaute a 1min32s do R1 (Prêmio de nocaute da noite)*

* Dois nocautes foram escolhidos como os melhores da noite porque não houve finalização no UFC on Fox 7. Cada um levou o bônus de U$50 mil. No total foram U$ 200 mil em prêmios.

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article
  1. Adailton Fla at 3:05 pm

    fala sério luta chata, pra kct esse henderson nao nocauteia, ninguem, e nem finaliza, ta igual aquela merda do gsp, amarrao do krl, por isso sou fã do aldo e do barão, esses dois sim são mt fodas, bem mais leves mais com poder de nocaute e finalização.

    • José Augusto Araújo at 3:41 pm

      quase morri de rir com essa que Ben e mais completo que Aldo!!! deve ser piada memso né. nunca vi esse Henderson nocautear alguem cara e o campeão dos pontos corridos! e sempre ganha com resultados apertados ja tinha perdido pro Edgar na 2ª luta e ontem perdeu de novo para o Melendes e os arbitros puxaram pro Ben!

Deixe uma resposta para Josimar Marko Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *