Confira os campeões da seletiva do ADCC 2013, no Rio

Share it
image

A mesa recheada de medalhas na seletiva do ADCC 2013. Foto: Carlos Arthur Jr / GRACIEMAG

Alterando a rotina do ginásio, o Maracanãzinho foi o palco para alguns dos melhores competidores da atualidade carimbarem seus passaportes para Pequim, cidade sede da décima edição do torneio internacional do ADCC 2013, em outubro.

A seletiva brasileira durou o sábado inteiro, de 10h30 às 18h30 do dia 20 de abril, e coroou jovens estrelas e algumas zebras. O ponto em comum dos campeões, no entanto, foi o altíssimo nível técnico e o bom preparo.

Depois de uma tarde de lutas eliminatórias, os vencedores ganharam a viagem com tudo pago para o campeonato na China. Confira tudo que os olhos de GRACIEMAG.com viram nas finais do evento:

Até 66kg: João Miyao venceu Marcio André na decisão da mesa

Após uma campanha de gente grande, o faixa-roxa Marcio André (Nova União) e o marrom João Miyao (Cícero Costha) fizeram uma final altamente técnica e estratégica. Após uns bons segundos de tentativas de queda de parte a parte, Marcio foi o primeiro a puxar para a guarda, e logo João sentou para trabalhar seu berimbolo. Marcio defendeu com estilo todas as tentativas de finalizações no pé e joelho. A luta ficou boa parte do tempo com ambos os atletas de bunda no chão tentando raspagens e ataques de finalização no tornozelo e joelho. A luta terminou 0 a 0 e foi para prorrogação, mais quatro minutos. Os atletas chegaram a rolar para fora do tapete com os pés retorcidos, mas o placar permaneceu zerado. Após rápida conferência entre o árbitro e a mesa, a vitória ficou com João Miyao.

Até 77kg: Leozada Nogueira venceu Victor Silvério na guilhotina

A categoria estava forte, com nomes como Murilo Santana, Edson Diniz e Carlo Prater, mas após uma série de boas lutas, os finalistas, com méritos, foram Victor Silvério (GFTeam) e Leonardo “Leozada” Nogueira (Pequeno). Irmão da fera do Shooto e WEC Alexandre Pequeno, Leonardo foi um dos mais técnicos do campeonato, com uma explosiva defesa das costas e a guilhotina em modo automático. Na final, o faixa-marrom Victor começou a mil por hora, colocou para baixo e pegou as costas. Porém, não conseguiu segurar Nogueira ali, ou definir o combate. Leonardo então acordou na luta, escorregou para a guarda e, aproveitando uma entrada de Silvério, usou a guilhotina para finalizar no pescoço e levar a passagem. Alexandre Pequeno, que não competiu pois estava no México dando seminários, deve ter ficado amarradão.

Até 88kg: Claudio Calasans venceu Paulo Baraúna por 3 a 0 (costas)

Após uma série de duras lutas, como a semifinal com Delson Pé de Chumbo vencida no leglock, Claudio Calasans (Atos) encarou a fera do MMA Paulo Baraúna (Alliance) na final. A luta foi o tempo todo em pé. Calasans começou fintando uma pegada no pescoço e varrendo o pé de Paulo para derrubar. Baraúna conseguiu levantar e manter a luta de pé novamente. Até que, num passe de mágica, o bom judoca Calasans mergulhou nas pernas, escorregou para as costas e virou mochila nas costas do lutador da Alliance. O mata-leão não veio, mas os pontos (3, conforme o ADCC pontua) sim. Calasans, que no último ADCC ficara em quarto, vai à China também.

Até 99kg: João Gabriel Rocha finalizou Cristiano Titi nas costas

Após uma série de oponentes finalizados pelo caminho, João Gabriel Rocha (Soul Fighters) e Cristiano Lazzarini (Gracie Barra) fizeram uma final de gigantes. João puxou logo o mineiro para a guarda, para tentar seu jogo de raspagem ou ida às costas. Titi se equilibrava bem e mirava a passagem, até que, a partir da contagem de pontos, João conseguiu escorregar para as costas e arrochou o mata-leão. “Pô, sou faixa-preta há quatro meses, estou feliz da vida”, comentou.

Acima de 99kg: Rodrigo Cavaca finalizou Kitner Mendonça com uma gogoplata

Guarda mais letal do torneio, Rodrigo Cavaca (CheckMat) foi para a final contra Kitner Mendonça (Ryan Gracie), disposto a aplicar mais um de seus triângulos ou chaves de joelho. Após o juiz iniciar o combate, Rodrigo automaticamente sentou para fazer guarda e Kitner foi para cima, tentando dar pressão para passar. Cavaca segurava o oponente com a mão empurrando os ombros e boas pegadas nos braços, que incomodavam. Até que veio a finalização espetacular. Quando Kitner jogava o peso para ganhar a passagem, Cavaca ergueu a canela, pressionou o pescoço com a mão e fechou a luta, e o evento, com uma linda gogoplata.

Já no feminino, as passagens para Pequim ficaram com Michele Tavares e Fernanda Mazzelli:

Até 60kg: Michele Tavares venceu Michelle Nicolini por 6 a 0

Ana Michele Tavares (Nova União) estava com tudo na seletiva, e precisou lutar com tudo o que tinha. Nas semifinais, superou a amiga Ana Maria Índia por pontos. Na final, salvou-se de raspagem certa de Michelle Nicolini (CheckMat), pegou as costas duas vezes e venceu por 6 a 0.

Acima de 60kg: Fernanda Mazzelli venceu Talita Treta por 2 a 0

Fernanda Mazzelli (Striker) e Talita Nogueira (Ryan Gracie) não tiveram tarefa fácil para chegarem à final, apesar da ausência de Luanna Alzuguir, que não apareceu no ginásio. Mas a categoria tinha Marina Ribeiro e outras feras, que foram eliminadas no caminho. Na final, Mazzelli e Treta trocaram em pé até começar a valer pontos. Fernanda rapidamente então caiu por cima de Talita e manteve o placar. Perguntada sobre como abriu o placar, ela disse emocionada: “Nem lembro!”

Seja como for, uma seletiva memorável no Rio de Janeiro.

Ler matéria completa Read more
There are 14 comments for this article
    • Edson Moreira at 12:10 am

      Tudo tem seu tempo e o seu vai chegar: dedicação, disciplina e principalmente ser humilde sempre. Quando se achar que é o bom, começou perda do foco e relaxamento. Tô com você e Deus tem abençoado.

  1. Ronnyeri Batista at 2:45 am

    Apesar de gostar dos irmãos Miyao, estava na torcida pelo Marcio André. O moleque joga pra frente, da gosto de ver. Acho que ganhou quem tem mais nome. De qualquer forma estaremos bem representados.

Deixe uma resposta para Valmir Ferreira Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *