Barão já se sente campeão dos galos: “Dominick parou há muito tempo”

Share it
Renan Barão vai para sua terceira defesa do título interino do UFC. Foto: Mike Roach, Zuffa LCC via Getty Images

Renan Barão vai para sua terceira defesa do título interino do UFC. Foto: Mike Roach, Zuffa LCC via Getty Images

Por quanto tempo um campeão do UFC pode ficar fora do octógono e sustentar seu título? Regra não existe. A decisão é arbitrária e comandada por Dana White e sua trupe. Nesta incerta, Renan Barão, campeão interino dos pesos-galos do UFC, fica à espera do retorno de Dominick Cruz, atual detentor do título da divisão e, nesse meio tempo, vai limpando a categoria.

Barão, que já venceu Urijah Faber, Michael McDonald e terá pela frente Eddie Wineland na luta principal do UFC 161, dia 15 de junho, no Canadá, conversou com GRACIEMAG.com sobre Dominick Cruz, suas próximas lutas, e a possibilidade de subir para a categoria dos penas. Confira a seguir.

 

GRACIEMAG.com: Nós conversamos com seu treinador, Dedé, há um tempo atrás, e ele disse que o Dominick já não era mais campeão na opinião dele. Você concorda?

RENAN BARÃO: Concordo. É o que eu sempre falo: Bom é quem treina, quem não treina não é nada. O cara já parou há muito tempo. Acredito que se fosse um brasileiro eles já tinham tirado o cinturão. Mas estou treinando forte, trabalhando, e estou preparado para tudo.

O que você acha do Eddie Wineland? Ele não é um adversário tão badalado quanto Faber e McDonald. Isso ajuda?

O Eddie é um bom lutador e se credenciou para lutar pelo cinturão. Ele é duro e vem mostrando o seu trabalho há bastante tempo, inclusive já foi campeão do WEC. A minha cabeça é a mesma para qualquer outra luta: treinar bastante e dar o meu melhor para chegar lá e sair com a vitória mais uma vez.

Após uma possível vitória sobre o Wineland, pode ser que o UFC te coloque contra o Faber mais uma vez pelo cinturão interino. Isso te incomoda de alguma maneira?

Isso fica nas mãos do Dedé Pederneiras e do Jair Lourenço. Eu sou atleta do UFC e não vejo problema nenhum, estou aí para lutar. Vou sempre estar treinando, mostrando meu trabalho da melhor forma possível o quanto for necessário. Não sei se a luta seria do mesmo jeito que a primeira, mas eu ia treinar dobrado para me manter com o cinturão. Aliás, este é o meu objetivo, independentemente de quem colocarem para eu lutar. Estarei sempre preparado. Treino na melhor equipe do mundo e não vejo problema em lutar com qualquer um aí de fora.

E como está o seu treino para o UFC 161? Já tem estratégia para anular o Wineland?

Estou treinando a minha parte em pé, o meu Jiu-Jitsu e estou dando ênfase na minha preparação física. Eu já lutei no mesmo card que o Wineland, que fez uma grande luta no dia. Ele é um cara duro em pé e cai para dentro, gosta de brigar. Estou preparado para tudo, tanto em pé, quanto no chão, quanto agarrado. Vou na “paraíbagem” mesmo, que isso não pode faltar (risos).

E sobre uma possível ida do Aldo para os leves? Isso pode te levar a figurar na divisão dos penas no futuro?

Quem decide isso é a equipe. O que for melhor para equipe é o que vai acontecer. Se for para subir eu vou subir e se for para ficar eu vou ficar. Mas entre os penas já tem o Hacran Dias e acredito que ele vai ter a oportunidade de ser campeão, sem falar em outros atletas que também vão chegar. Ainda tenho muita lenha para queimar nesta categoria.

UFC 161
Winnipeg, Canadá
15 de junho de 2013

Renan Barão vs Eddie Wineland
Alexis Davis vs Rosi Sexton
Rashad Evans vs Dan Henderson
Rogério Minotouro vs Maurício Shogun
Jake Shields vs Tyron Woodley
Stipe Miocic vs Soa Palelei
Pat Barry vs Shawn Jordan
Sam Stout vs Isaac Vallie-Flagg
Sean Pierson vs TJ Waldburger
Ryan Jimmo vs Igor Pokrajac
Mitch Clarke vs John Maguire
Roland Delorme vs Edwin Figueroa
Dustin Pague vs Yves Jabouin

 

 

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *